Breve

Pujadas vale ouro para os Sub-19 de Espanha

Jul 05, 2019

A Espanha conquistou o Campeonato do Mundo de Sub-19 ao vencer a Argentina por 2-3 na final realizada em Vilanova.

A Argentina vencera a Espanha logo no primeiro jogo das duas selecções e entrou com essa confiança, reforçada por um golo de Bruno Alonso, ainda não estavam cumpridos os primeiros cinco minutos de jogo.

A Espanha procurou reagir, mas faltavam-lhe argumentos técnicos perante uma equipa bem montada por Juan Manuel Garcés. Roc Pujadas procurava desequilibrar, mas os seus lampejos eram insuficientes para ludibriar a defensiva albiceleste e o guarda-redes – e capitão – Mati Bridge.

Sem se precipitar no ataque, a Argentina até criava os lances de maior perigo, e foi sem grande surpresa que o segundo tento chegou. Aos 13 minutos, Pujadas viu o azul e, de livre directo, Eitel Torres fez com nota artística o 2-0. De resto, Eitel entrou para marcar o livre directo – e cumpriu – e sairía logo de seguida, como acontecera no primeiro jogo entre as duas selecções.

Roc Pujadas foi a grande figura do Mundial de Sub-19 e, com dois golos e uma grande penalidade ganha, da final

Na etapa complementar, a perder por 2-0, a Espanha entrou mais pressionante, como se impunha, ainda que não criasse real perigo. No entanto, aos seis minutos, numa combinação entre dois jogadores do Manlleu, Didac Alonso colocou a bola na área a meia altura e o génio de Pujadas desviou para o fundo das redes argentina. E, menos de um minuto volvido, Pujadas “cavou” uma grande penalidade, que valeria o 2-2 a Aleix Marimon.

Cerca de 45 segundos de desnorte da Argentina custavam a vantagem de dois golos e o jogo e a discussão do título estavam completamente em aberto. A selecção de Garcés tentava não se mostrar afectada, mas o factor anímico estava do lado de Sergi Macià. O factor anímico e Roc Pujadas…

Figura maior deste Campeonato do Mundo, quase um solista no ataque da Espanha, Pujadas voltaria a fazer das suas aos 14 minutos, bailando sobre Facundo Ortiz para bisar e consumar a reviravolta.

A Espanha estava na frente pela primeira vez na partida, por cima animicamente e a Argentina estava à beira da 10ª falta. Tudo a favor da selecção do país vizinho.

Como o passar dos minutos, os argentinos perdiam discernimento e insistiam cada vez mais nos lances individuais, com o guarda-redes Gerard Perez a exibir-se em bom plano, segurando a vantagem atrás de um bloco coeso e que soube sofrer. Sem fazer falta, a Argentina tentou tudo, mas nem com cinco jogadores de pista – nos últimos 25 segundos – lograria a igualdade.

Quatro anos depois do Mundial perdido em 2015 para Portugal, a Espanha triunfa em Vilanova i la Geltrù e no Isáac Gálvez e soma o quinto título em dez edições do Mundial “júnior”, antes Sub-20 e agora Sub-19, sendo que o triunfo lhe escapava desde 2011, quando selou um tricampeonato.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade