Breve

Girão eleva Portugal ao topo do Mundo

Jul 14, 2019

Portugal é campeão do Mundo, 16 anos depois.

Foi uma final de sofrimento. A Argentina esteve sempre melhor ao longo da partida e os portugueses acusaram o desgaste físico dos quartos-de-final e meia-final, que foram a grandes penalidades e prolongamento.

Na segunda parte, a exibição portuguesa na saída para o ataque chegou a ser confrangedora, sem que se acertassem três passes consecutivos e sem que houvesse fôlego – ainda para mais com a ausência de Jorge Silva – para acompanhar o portador da bola, elevado a herói por breves instantes por manter o perigo longe.

Mas herói seria Ângelo Girão. Cada defesa, cada bola parada – negando duas grandes penalidades e dois livres directos aos melhores executantes do Mundo – servia para aumentar o mito de um guarda-redes que, em ano de homenagem a Livramento, um grande atacante, reclamava para si os holofotes.

A Argentina tentou de tudo, e quase tudo Girão lhes negou. O resto negaram os ferros da baliza.

O prolongamento, com a Argentina a chegar às nove faltas, seria menos penoso para Portugal, que até criou alguns lances de perigo, e as grandes penalidades eram inevitáveis.

Girão sofreu um golo. A excepção, por Nicolia, a confirmar a regra. Depois Gonçalo Alves, autor de tantos golos importantes nesta caminhada, igualou. E entre remates falhados, Hélder Nunes deu vantagem a Portugal. Rafa teve oportunidade de selar a vitória, mas seria injusto para Girão. Na grande penalidade seguinte, Girão garantia o título se defendesse, e quis o destino que tivesse de negar o golo a Matías Platero, seu companheiro em importantes conquistas pelo Sporting.

Girão defendeu. E Portugal é campeão do Mundo pela 16ª vez.

Argentina vs Portugal

Campeonato do Mundo de Seniores Masculinos

Final

Palau Blaugrana, Barcelona, Catalunha

14 de Julho de 2019, 18h locais

Árbitros: Óscar Valverde e Sergi Mayor (ESP)

Resultado final: 1-2 (0-0 ao intervalo, 0-0 no final do tempo regulamentar, 0-0 no final do prolongamento)

Argentina

Cinco inicial: Valentin Grimalt (gr), Lucas Ordoñez, Carlos Nicolía (1 gp), Matias Platero e Reinaldo Garcia

Jogaram ainda: Matias Pascual, Gonzalo Romero, Pablo Alvarez e David Paez

Seleccionador: Jose Luis Paez

Portugal

Cinco inicial: Ângelo Girão (gr), João Rodrigues, Hélder Nunes (1 gp), Henrique Magalhães e Rafa

Jogaram ainda: Gonçalo Alves (1 gp), Telmo Pinto e Miguel Vieira

Seleccionador: Renato Garrido

Acção disciplinar

Azul a Lucas Ordoñez.

Classificação final

• 1º Portugal (2º em 2017)

• 2º Argentina (3º)

• 3º Espanha (1º)

• 4º França (9º)

• 5º Itália (4º)

• 6º Angola (5º)

• 7º Chile (7º)

• 8º Colômbia (6º)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade