Notícia

Cai 'necessidade de mudança' e Europeu mantém modelo

Jan 10, 2020

Em 2018, o presidente do comité europeu, Fernando Graça, anunciou com pompa e determinação a decisão da alteração do modelo do Campeonato da Europa, mas a formalização dos grupos para a edição deste ano da prova revela que tudo ficará na mesma.

Na altura, em pleno Campeonato da Europa na Corunha, segundo Fernando Graça, a alteração do quadro competitivo do Europeu era uma necessidade premente face às goleadas registadas e foi tomada a decisão de constituir duas divisões, mais equilibradas. Mas o que era premente em 2018, deixou de o ser.

A federação espanhola divulgou a oficialização dos grupos pela World Skate Europe para o Campeonato da Europa que terá lugar em La Rocha-sur-Yon entre 18 e 25 de Julho e o modelo é o mesmo de 2018, com as selecções a serem distribuídos no habitual método de “serpente”. Assim, o grupo A contará com Espanha (1º na última edição), França (4º), Suíça (5º), Inglaterra (8º) e Áustria (9º), ao passo que o grupo B terá Portugal (2º), Itália (3º), Andorra (6º), Alemanha (7º), Holanda (10º) e Bélgica (11º).

A definição dos grupos revela ainda que o esperado regresso de Israel não se concretiza, mantendo-se o “elenco” de 2018.

Para além de estar em discussão o título europeu – actualmente na posse da Espanha -, as 11 selecções lutarão também por um lugar na elite do Campeonato do Mundo, que terá lugar em San Juan em 2021. Para a competição máxima de selecções, há quatro vagas para as equipas europeias, que em 2019 foram ocupadas por Portugal (campeão do Mundo), Espanha (3º), França (4º) e Itália (5º).

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade