Notícia

Viana cai na 'lotaria', Barcelos e Braga apontam à mesma 'meia'

Jan 19, 2020

Foto de capa: GSH Trissino @facebook

De três, seguem duas. A Juventude de Viana caiu nas grandes penalidades em Trissino e não acompanha Óquei de Barcelos e Braga para as meias-finais da Taça WSE.

Os vianenses tinham surpreendido na primeira mão ao vencerem por 3-0 a equipa orientada por Sérgio Silva, mas não conseguiram segurar a vantagem. Faccin e Emanuel Garcia reduziram a vantagem vianense na eliminatória ao mínimo ainda na primeira parte e o argentino que já representou a Juventude de Viana bisou para o 3-0 que igualava tudo a seis minutos do final do tempo regulamentar.

Sem golos no prolongamento, a decisão oi nas grandes penalidades. Andrea Malagoli e Reinaldo Ventura – que já conquistou duas vezes a então Taça CERS, pelo Óquei de Barcelos – marcaram para o Trissino, mas Remi Herman e Gonçalo Neto anularam a vantagem transalpina. Na derradeira grande penalidade das cinco para cada lado, Emanuel Garcia fez o 3-2 que vale o apuramento aos italianos.

Em frente, para os “quartos”, seguem Óquei de Barcelos e Braga. Os barcelenses tinham uma “confortável” (se bem que no desporto…) vantagem de quatro golos sobre o vencedor das duas últimas edições da prova. Mas tinham também favoritismo desportivo.

O Lleida até vencia ao intervalo, com um golo de Marc Palazon, mas Alvarinho e “Tato” Ferruccio viraram o resultado, permitindo gerir a eliminatória. O capitão do Lleida, Andreu Tomàs, ainda igualou o jogo, para o resultado final de 2-2, mas o campeão fica mesmo pelo caminho.

Em Itália, o Braga tinha o que parecia ser a missão mais complicada e passou com distinção. Depois de um empate a cinco na cidade dos arcebispos, o Valdagno entrou forte na segunda mão e construiu uma vantagem de dois golos, por André Centeno e Dario Gimenez. Mas, ainda na primeira parte, os bracarenses lograram a reviravolta e passaram para a frente. Sem golos na etapa complementar, o 2-3 final valeu o passaporte para os “quartos” aos portugueses.

Oitavos-de-final, 2ª mão

• Follonica 6-4 Girona [7-4 no total]

• Dornbirn 5-3 Lyon [9-6]

• Trissino 3-0 Juventude de Viana [3-3, 3-2 gp]

• La Vendeenne 2-2 Caldes [3-6]

• Lleida 2-2 Óquei de Barcelos [3-7]

• Valdagno 2-3 Braga • 20h45 [7-8]

• Igualada 6-5 Scandiano [9-9, 1-1 prol, 3-2 gp]

• Wolfurt 2-7 Voltregà [3-13]

Óquei de Barcelos e Braga a tentarem a mesma meia-final

Nos quartos-de-final, o Óquei de Barcelos vai defrontar o Igualada do ex-portista Ton Baliu e o Braga terá pela frente novo desafio italiano, desta feita com o Follonica.

O Igualada eliminou o Scandiano na maratona da noite. Depois de uma vitória italiana na primeira volta (4-3), os “arlequins” venceram por 6-5 em Les Comes e levaram o jogo para prolongamento, com as equipas a marcarem um golo. Nas grandes penalidades, os catalães levaram a melhor, por 3-2.

O Follonica afastou o Girona, confirmando em casa, com um triunfo por 6-4, a vitória por 0-1 que lograra como visitante.

Barcelos e Braga correm para a mesma meia-final (jogando a primeira mão em casa), enquanto à outra aspiram Voltregà e Caldes, num duelo catalão, e o Trissino já lá tem um patim. Isto porque os italianos têm pela frente o Dornbirn, da Áustria, que já entra na história da competição ao eliminar Soham e Lyon, mas dificilmente fará frente à equipa de Sérgio Silva, Reinaldo Ventura e Diogo Neves.

As duas mãos dos quartos-de-final têm lugar a 15 de Fevereiro e 14 de Março.

Quartos-de-final - 1ª mão, 15 de Fevereiro

• Voltregà vs. Caldes

• Óquei de Barcelos vs. Igualada

• Trissino vs. Dornbirn

• Braga vs. Follonica

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade