Notícia

Da final em 2018, às 'meias' em 2020 e afastada à primeira em 2020/21?

Sep 14, 2020

Na reflexão a que a pandemia obrigou, a Taça da Liga Feminina, prova europeia do Hóquei em Patins feminino, acabou por ser a mais afectada no seu modelo. Mas a revolução, depois de um formato que levou a que em 2019/20 se inscrevessem apenas oito equipas, era necessária.

De 14 equipas inscritas, as finalistas de 2018/19 - dado que 2019/20 foi "cancelada" -, Voltregà e Palau, avançam desde já para a fase de grupos. As restantes 12 lutam, numa pré-eliminatória a duas mãos, por três lugares em cada um dos dois grupos definidos.

A competição é historicamente dominada pelas equipas da competitiva OK Liga, somando 12 triunfos em 13 edições, e o sorteio acabou por ser peculiar na divisão das cinco equipas do país vizinho que correm para o título.

No grupo B, já está o Palau, finalista em 2019. E não chegará mais nenhuma equipa da OK Liga... Para as três vagas neste grupo concorrerão as equipas portuguesas de Stuart e CACO, que defrontam - com favoritismo luso - respectivamente as gaulesas de Merignac e Atlantique Nantes. E ainda as alemãs do Remscheid, com as também francesas do Coutras, aqui com favoritismo das hexacampeãs de França.

No grupo A, já está o Voltregà, campeão em 2019, naquele que foi o sexto título da sua história. E o grupo A pode ser totalmente espanhol, com Manlleu (defronta o Walsum), o Cerdanyola (mede orças com o Noisy) e o Gijón... que tem pela frente o Benfica.

Caberá ao Benfica contrariar um grupo A de OK Liga, mas a tarefa das heptacampeãs nacionais não será fácil. Naquele que será o grande duelo desta fase preliminar, pela rente está uma equipa asturiana que já conquistou a prova europeia em cinco ocasiões e que esta época conta com o regresso da tricampeã do Mundo Marta Piquero... ex-Benfica.

Benfica e Gijón estavam apurados - com Manlleu e Palau - para a Final Four da edição, entretanto cancelada, de 2019/20, depois de dois anos antes terem decidido entre si a prova, em Lisboa. O apuramento para essa Final Four de 2020 não realizada foi um dos argumentos apontados pelo WSE-RH para um convite, uma espécie de “wild card”, às asturianas, apesar de não terem terminado a OK Liga Feminina em lugar de apuramento para a prova europeia.

Depois das duas mãos da fase preliminar, a 7 e 21 de Novembro, a fase de grupos jogar-se-á em dois minicampeonatos - todos-contra-todos a uma volta - concentrados em Janeiro. O grupo A joga a 15, 16 e 17 e o grupo B nos dias 29, 30 e 31.

Os dois primeiros de cada grupo avançam para a decisiva Final Four, agendada para 20 e 21 de Março.

Taça da Liga Feminina 2020/21

Fase Preliminar

A duas mãos, a 7 e 21 de Novembro.

• [FP1] • Walsum vs. Manlleu

• [FP2] • Benfica vs. Gijón

• [FP3] • Noisy vs. Cerdanyola

• [FP4] • Remscheid vs. Coutras

• [FP5] • Stuart vs. Merignac

• [FP6] • Atlantique vs. CACO

Fase de Grupos

Concentrado a 15, 16 e 17 de Janeiro (Grupo A) e 29, 30 e 31 de Janeiro (Grupo B).

• Grupo A: Voltregà, Vencedor [FP1], Vencedor [FP2], Vencedor [FP3]

• Grupo B: Palau, Vencedor [FP4], Vencedor [FP5], Vencedor [FP6]

Apuram-se para a Final Four os dois primeiros de cada grupo.

Final Four

Meias-finais e Final, a 20 e 21 de Março.

• [MF1] • 1º Grupo A vs. 2º Grupo B

• [MF2] • 1º Grupo B vs. 2º Grupo A

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade