Notícia

Fava 'blaugrana' novamente no grupo do Benfica

Sep 15, 2020

A sorte europeia andou 'à roda' este sábado e a definição dos Liga Europeia, principal prova de clubes, reunia particular interesse.

Apenas com o Bassano a apresentar-se em representação do Hóquei em Patins transalpino, já se sabia que a nova 56ª edição - porque a primeira 56ª acabou cancelada... - estaria ferida de competitividade. Uma "ferida" tratada com a chamada de um ambicioso Óquei de Barcelos.

No sorteio, o Sporting, campeão em título depois da já "distante" conquista de 2019, parte como favorito num grupo A que conta com Noia - o "outro" favorito -, Coutras e Germania Herringen. Sporting e Noia encontraram-se no maior palco do Hóquei em Patins em 1989, na inal da então Taça dos Campeões Europeus. Os catalães levantariam o troféu, o único da sua histórica, com uma dupla vitória por 4-7 e 3-1.

No grupo B também há dois claros favoritos. Porto e Liceo deverão, com maiores ou menores dificuldades, terminar à rente de Geneve e La Vendeenne. Portugueses e galegos já se defrontaram nesta pré-temporada, com vitória dos dragões no Dragão (6-4) e dos "verdes" na Corunha (3-2). Para a Liga Europeia, as equipas não se encontram desde os quartos-de-final da edição de 2013/14. Com uma vitória para cada lado (ora de portas), o Porto avançaria para a Final Four na decisão por grandes penalidades.

Mais competitivo - possivelmente o mais competitivo - será o grupo D, encabeçado pelos ranceses do Saint-Omer (de Pedro Chambel, João Silva e Xavier Lourenço), mas em que o cabeça-de-série acaba por correr por ora com adversários de respeito: Reus, Oliveirense e Óquei de Barcelos.

Uma decisão a quatro em comum não é, curiosamente, inédita para Reus, Oliveirense e Óquei de Barcelos. Em 2017, então com o Viareggio, as três equipas discutiram a conquista da Taça Continental, na sua primeira versão em Final Four. Na final, a Oliveirense - depois de ultrapassar os barcelenses nas "meias" - vingaram com o Reus a derrota de meses antes na final da Liga Europeia, em Lleida.

Mas, em termos de "velhos conhecidos", é difícil de bater a relação do Benfica com o Barcelona na última década. E voltam a encontrar-se, no grupo C, tal como na pretérita temporada.

As águias regressaram, depois de um longo hiato, à alta roda do Hóquei em Patins europeu apenas em 2011. Nessa temporada, culminada numa derrota pesada rente ao Valdagno, o Benfica não defrontou o Barcelona. Mas, nas oito seguintes, houve embate para a principal prova de clubes entre encarnados e blaugranas em seis das temporadas, com 2016/17 e 2018/19 como excepção.

Foram nada menos que nove encontros, seis deles na ase de grupos (2014/15, 2017/18 e 2019/20), sem qualquer vitória em tempo regulamentar para o Benfica. Quatro jogos deram empate, dois deles na meias-finais, e esses ficaram nas páginas mais douradas do Hóquei das águias. Em 2013 e 2016, depois de afastar o Barcelona nas grandes penalidades, o Benfica venceria a Liga Europeia.

Desde 2011/12, o Porto também defrontou o Barcelona por nove vezes para a Liga Europeia, ficando no grupo dos catalães em três temporada. Num total de nove encontros, os dragões lograram vencer quatro vezes e empatar uma, reclamando o triunfo nas grandes penalidades.

Na temporada passada, o Barcelona de João Rodrigues e Hélder Nunes venceu na Luz por 2-4, conseguindo o Benfica um empate a cinco em pleno Palau Blaugrana. As duas equipas estavam apuradas para os quartos-de-final.

O favoritismo de Barcelona e Benfica, lideres dos campeonatos espanhol e português na alteração da interrupção de provas (os catalães seriam mesmo coroados na OK Liga), terá de ser provado em pista num grupo que conta também com o reforçado representante italiano, Bassano, e um Diessbach, de Carlos Silva (guarda-redes do Benfica entre 2004 e 2010), que dificilmente teria um grupo mais... "desafiante".

A fase de grupos da Liga Europeia arranca a 7 de Novembro e termina a 13 de Fevereiro. Sem alteração de formato para esta época, seguem-se os quartos-de-final a duas mãos - a 13 de Março e 17 de Abril, e a decisiva Final Four a 15 e 16 de Maio.

Liga Europeia 2020/21

Fase de Grupos

Seis jornadas, a 7 e 21 de Novembro, 12 de Dezembro, 16 e 30 de Janeiro e 13 de Fevereiro

• Grupo A: Sporting, Noia, Coutras e Herringen

• Grupo B: Porto, Liceo, Geneve e La Vendeenne

• Grupo C: Barcelona, Benfica, Diessbach e Bassano

• Grupo D: Saint-Omer, Reus, Oliveirense e Óquei de Barcelos

Apuram-se para os quartos-de-final os dois primeiros de cada grupo.

Quartos-de-final

Duas mãos, a 13 de Março e 17 de Abril.

• [QF1] • 2º Grupo D vs. 1º Grupo A

• [QF2] • 2º Grupo C vs. 1º Grupo B

• [QF3] • 2º Grupo B vs. 1º Grupo C

• [QF4] • 2º Grupo A vs. 1º Grupo D

Final Four

Meias-finais e Final, a 15 e 16 de Maio.

• [MF1] • Vencedor [QF1] vs. Vencedor [QF3]

• [MF2] • Vencedor [QF2] vs. Vencedor [QF4]

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade