Notícia

Inevitabilidade de positivos ataca em Braga e dita primeiro adiamento

Oct 17, 2020

A inevitabilidade de casos positivos na I Divisão face a um aumento de casos em território português atacou após a terceira jornada da I Divisão.

Um jogador do Braga acusou positivo e o médico dos bracarenses ordenou de imediato quarentena, depois confirmada pela delegada de saúde da região do jogador afectado. Saber quem foi o afectado acabaria por tornar-se uma espécie de "caça às bruxas", quase mais falado que o mercado de transferências.

No plantel às ordens de Hugo Azevedo, com os mais precisos testes de zaragatoa, mais jogadores acusariam positivo e o adiamento do encontro no Dragão Arena, desta quarta jornada, foi adiado. Face à recomendação de isolamento de 10 dias que vigora para atletas sem sintomas, o embate com a Juventude de Viana, de dia 24, será quase certamente adiado.

Se imperar o bom senso para a recuperação dos jogadores depois da paragem - como de resto esteve previsto se o campeonato anterior fosse retomado -, a partida de dia 31, com o Sporting, poderá também ser protelada, para que não se ponha em causa a verdade desportiva. Já na primeira jornada, o Braga deslocar-se-ia a Turquel sem preparação adequada, após uma primeira quarentena, no que redundou numa derrota bracarense por 3-1.

De resto, o previsto é que "o(s) jogo(s) adiados têm que ser realizados antes do término da volta do campeonato ou prova a que respeitam". Ou seja, sem outras definições, até 5 de Dezembro.

Outras medidas em Barcelos

O adversário de dia 10, o Óquei de Barcelos, viria a confirmar dois casos positivos - que o Record aponta ao capitão Luís Querido e ao treinador Rui Neto - mas os treinos prosseguiram para preparação do encontro da quarta jornada, agendado para este sábado, com o Valongo. No entanto, até que o jogo se inicie, a realização da partida ainda pode ser impedida pelas autoridades sanitárias, com pouca sensibilidade para as questões desportivas quando há questões de saúde pública em jogo.

A não imposição da quarentena pela autoridade de saúde local contrasta com a medida aplicada em Braga e permite aos barcelenses, que alegam que os testes realizados aos restantes elementos deram negativo, continuarem o seu trabalho na defesa da liderança do campeonato.

Para a Federação de Patinagem de Portugal, o jogo realizar-se-á se estiverem disponíveis pelo menos sete atletas de uma lista de entre 10 a 14 que foi pedida aos clubes no início da temporada.

De adiamento em adiamento, comprometendo o calendário

O adiamento dos jogos vem colocar em causa um planeamento "apertado", naquela que foi uma clara jogada de risco para uma temporada de muita incerteza.

O primeiro marco está apontado para 5 de Dezembro, data em que terá de estar concluída a primeira volta para que fiquem definidas as oito equipas que disputarão a nova Taça 1947. Sendo que já está previsto que a prova não terá lugar se as 13 jornadas não estiverem atempadamente completas.

Outro risco prende-se com o playoff, estando estabelecido que "na impossibilidade de se poder cumprir a totalidade do quadro competitivo, dá-se prioridade à realização do máximo número de jogos da Fase 1 – Regular e anula-se a Fase 2 – Play-off". A época poderá, por regulamento, decorrer até 30 de Julho, mas há um Campeonato da Europa de Seniores previsto para meados desse mês...

Outros adiamentos

Entretanto, por Portugal, o Académico da Feira, depois de ter brilhado na "liguilha" de apuramento para a II Divisão, ainda não jogou, e este fim-de-semana falhará o quarto jogo.

Mais grave é a situação em Espanha. Quer sanitária, quer desportiva.

Já tinham sido adiados dois jogos da OK Liga e multiplicam-se adiamentos na OK Liga Plata (segunda divisão) e OK Liga Feminina, alguns com contornos caricatos. Como o adiamento do jogo do Manlleu frente ao Cuencas Mineras, decretado quando as actuais campeãs espanholas já voavam para as Astúrias...

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade