Notícia

Benfica goleia em Valongo com cinco minutos letais após reatamento

Nov 14, 2020

O Benfica venceu o Valongo por 2-8 e ascendeu, à condição, à liderança do Campeonato Nacional da I Divisão.

Vindos de dois resultados negativos, os segundo e terceiro classificados defrontaram-se este sábado em Valongo. Adiantou-se a equipa orientada por Edo Bosch aos nove minutos, num golo do capitão Diogo Fernandes.

Alejandro Dominguez pediu de imediato um desconto de tempo e lançou Gonçalo Pinto, que representou o Valongo na temporada de 2018/19, e Diogo Rafael. A aposta em Diogo não poderia ter sido mais certeira, dando frutos pouco mais de um minuto depois, com o tento da igualdade.

O Benfica conseguiu ganhar o controlo do jogo e, apenas dois minutos após o empate, virou o marcador, pelo suspeito do costume, Lucas Ordoñez, aproveitando uma defesa incompleta – a defesa possível… - de Ricardo Silva, guardião das águias em várias conquistas, como a da Liga Europeia em 2013.

Os encarnados foram criando sempre mais perigo, mas o Valongo, que ainda só perdera com Oliveirense e Porto, não deixava de procurar o golo e, em ataques rápidos dos seus jovens jogadores, ameaçava a baliza à guarda de Pedro Henriques.

Lucas Ordoñez rubricou mais um hat-trick e Valter Neves e Diogo Rafael bisaram

A dois minutos do intervalo, estalou o verniz. Após um lance não sancionado de Sergi Aragonés sobre Diogo Barata, “rebentou” a confusão entre os bancos, com elementos da mesa à mistura, culminada com azuis para Carlos Nicolia e Rafael Bessa e o técnico encarnado Alejandro Dominguez. As equipas jogaram em inferioridade o que restava da primeira parte.

Da confusão perto do intervalo – que chegou depois de mais um lance a levantar protestos – regressou mais tranquilo o Benfica. Logo no primeiro minuto da etapa complementar, Lucas Ordoñez fez o 1-3 de livre directo e, aos três minutos, Valter Neves ampliou para 1-4. Um resultado que daria algum conforto, não fosse a perda pelos encarnados de uma vantagem de quatro golos a meio da semana em São João da Madeira…

No entanto, com a lição bem presente, as águias não descansaram sobre a vantagem construída. Valter Neves bisou para o 1-5 a fechar uns cinco minutos após o reatamento que seriam fatais para os valonguenses. Apesar da reacção.

Gonçalo Pinto marcou no regresso a uma casa que já foi sua

Menos de dois minutos volvidos sobre o quinto tento encarnado, Nuno Araújo reduziu, na recarga a uma grande penalidade para 2-5. Mas, pouco depois, não conseguiria transformar em golo o livre directo relativo à 10ª falta encarnada.

O Valongo ainda gritou golo - o próprio Alejandro Dominguez reconheceria que a bola entrou... -, a meio da segunda parte, mas não seria validado, e Gonçalo Pinto fez o 2-6. Fileiras cerradas pelos encarnados, os valonguenses não baixaram os braços, mas iam acusando a incapacidade para encurtar a diferença no marcador, e apostavam cada mais na meia distância, presa fácil de um atento Pedro Henriques.

Já nos dois minutos finais, Diogo Rafael fez o sétimo das águias e, na 10ª falta do Valongo, Lucas Ordoñez fez o oitavo, muito castigador para o que os valonguenses mostraram e fizeram ao longo do encontro.

O Benfica é agora líder, um ponto à frente do Sporting. Mas os leões têm dois jogos em atraso.

Oliveirense apanha susto, mas vence

Em Famalicão, a Oliveirense venceu por 3-4. Aos cinco minutos, a equipa de Oliveira de Azeméis já vencia por dois golos, assinados por Marc Torra e Vítor Hugo, consolidando a vantagem ao intervalo com tentos do regressado Jordi Bargalló e de João Almeida.

Jordi Bargalló, ausente desde a segunda jornada, regressou com um golo

Na segunda parte, o Famalicense reagiu. E assustou, fazendo lembrar a recuperação da Sanjoanense frente ao Benfica a meio da semana. Hugo Costa bisou e Renato Castanheira fez o terceiro para a equipa de Vítor Silva a dois minutos e meio do apito final.

Moralizado e com desvantagem mínima no marcador, o Famalicense carregou, mas nos segundos finais, com um azul a “Juanjo”, perderia a sua réstia de esperança…

O triunfo permite à Oliveirense subir ao terceiro lugar, com 18 pontos, a um ponto do Sporting (com menos dois jogos) e a dois do agora líder Benfica.

Turquel bate Os Tigres

Apesar de nem Turquel (Alcobaça) nem Almeirim estar na lista dos 121 concelhos com medidas mais restritas, foi o jogo marcado para a Aldeia do Hóquei que deu a “stickada” de saída a esta matinal 9ª jornada. O Turquel venceu Os Tigres por 3-0.

O golo madrugador, de Vasco Luís, ainda não estava cumprido minuto e meio de jogo, permaneceu solitário no marcador por mais de 42 minutos, até que, a seis minutos do final, Tomás Moreira ampliou, gorando a reacção – sempre perseguida durante o jogo - dos almeirinenses. Tiago Rafael fixou o 3-0 final que permite aos “Brutos dos Queixos” saírem da “zona vermelha” onde ficam Famalicense, Riba d’Ave (com menos um jogo) e Braga (com menos três).

Os restantes jogos desta ronda, com destaque para a deslocação do líder Sporting a Viana do Castelo, realizam-se às 11h deste domingo.

I Divisão 2020/21

9ª Jornada

• Turquel 3-0 Os Tigres

• Famalicense 3-4 Oliveirense

• Valongo 2-8 Benfica

• Juventude de Viana vs. Sporting • 15.Nov • 11h • Florindo Cardoso e Manuel Fernandes

• Porto vs. Riba d’Ave • 15.Nov • 11h • Porfírio Fernandes e José Manuel Pereira

• Óquei de Barcelos vs. Tomar • 15.Nov • 11h • Manuel Oliveira e André Portal

• Braga vs. Sanjoanense • 15.Nov • 11h • José Pinto e Pedro Miguel Sousa

Classificação

1º Benfica (20 pontos), 2º Sporting** (19), 3º Oliveirense (18), 4º Valongo (16), 5º Tomar* (16), 6º Óquei de Barcelos** (14), 7º Porto** (13), 8º Sanjoanense* (9), 9º Turquel (7), 10º Juventude de Viana** (7), 11º Os Tigres (7), 12º Famalicense (6), 13º Riba d'Ave* (6), 14º Braga*** (3)

* com menos um jogo

** com menos dois jogos

*** com menos três jogos

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade