Notícia

Candidato Óquei de Barcelos vence Benfica e aproxima-se do líder Sporting

Dec 05, 2020

O Óquei de Barcelos continua a assumir a sua promessa de lutar pelo título e venceu o Benfica. O Sporting empatou na pista da Sanjoanense e só tem um ponto de vantagem sobre os barcelenses. #Jornada13 #PrimeiraDivisão

Num dos Clássicos do Hóquei em Patins nacional, o Óquei de Barcelos recebeu e venceu o Benfica por 3-2.

Numa primeira parte em que os encarnados terão acusado alguma falta de ritmo depois de três semanas sem competição, os barcelenses adiantaram-se a oito minutos do intervalo, por Zé Pedro. Antes, brilharam os guarda-redes, com Pedro Henriques e “Conti” Acevedo a pararem tudo, inclusivamente livres directos aos “magos” Dario Gimenez e Lucas Ordoñez.

O Benfica procurou reagir ao tento inaugural, mas sem a intensidade necessária à estratégia de Alejandro Dominguez e, com nova oportunidade de livre directo, Dario Gimenez ampliou.

Os encarnados lograram reduzir ainda antes do intervalo, por Lucas Ordoñez, que não perdeu a sua veia goleadora com a prolongada paragem. Apesar disso, faltaram golos às águias.

O Benfica entrou na segunda parte pressionante, a criar oportunidades, mas sempre a esbarrar em “Conti” Acevedo, e a ineficácia seria castigada com o terceiro golo barcelense, que Pedro Henriques fez os possíveis por adiar. A jogar em superioridade numérica, o Óquei de Barcelos chegaria ao 3-1 por Tomás Pereira a oito minutos do apito final.

Lucas Ordoñez ainda voltou a reduzir (somou o seu 22º golo em 10 jogos), mas, a dois minutos do fim, não conseguiria voltar a bater o compatriota “Conti” e a equipa de Rui Neto segurava os três pontos.

Sanjoanense “empata” outro “grande”

Com a vitória, o Óquei de Barcelos ficou mais perto da liderança, dado que o Sporting voltou – tal como na temporada passada – a empatar em São João da Madeira.

A Sanjoanense já se mostrara com um empate na recepção ao Benfica (recuperando de uma desvantagem de quatro golos) e voltou a mostrar o valor do seu grupo.

Mesmo sem Tiago Freitas e Facundo Navarro - que, mesmo ligados ao Sporting, tinha jogado no empate da pretérita temporada – a equipa de Vítor Pereira chegou ao intervalo a vencer por 2-1, “virando” por João Lima e Tiago Almeida depois do tento inaugural de João Souto.

Na segunda parte, João Souto bisou aos cinco minutos, e Ferran Font colocou os leões na frente a 10 minutos do apito final. João Lima, o primeiro caso positivo de SARS-CoV-2 nos alvinegros, demonstraria que estará recuperado e bisou para o 3-3 final.

Em Braga ainda manda Vítor Silva

Na luta com a Sanjoanense pelo nono lugar, o Braga ficaria para trás depois de receber o Famalicense de Vítor Silva, que tantas temporadas com brilho protagonizou nos bracarenses.

Hugo Costa adiantou os bracarenses aos cinco minutos, no único tento da primeira parte. Já na segunda parte, Miguel Moura restabeleceu a igualdade, mas a equipa de Vítor Silva dispararia no marcador com tentos de Renato Castanheira, “Juanjo” e o segundo de Hugo Costa na partida no espaço de cinco minutos.

O melhor que os bracarenses conseguiriam seria reduzir para 2-4, pelo capitão Ângelo Fernandes, de grande penalidade.

13ª jornada

• Sanjoanense 3-3 Sporting

• Óquei de Barcelos 3-2 Benfica

• Braga 2-4 Famalicense

• Turquel vs. Valongo • 5.Dez • 16h30 • Luís Peixoto e Teófilo Casimiro

• Riba d’Ave vs. Tomar • 6.Dez • 11h • Silvia Coelho e Pedro Figueiredo

• Juventude de Viana vs. Os Tigres • adiado

• Porto vs. Oliveirense • adiado

Classificação

1º Sporting* (30 pontos), 2º Óquei de Barcelos* (29), 3º Oliveirense* (24), 4º Porto** (23), 5º Benfica*** (20), 6º Valongo*** (19, 7º Tomar* (18), 8º Juventude de Viana** (12), 9º Sanjoanense*** (10), 10º Famalicense*** (9), 11º Braga* (9), 12º Turquel*** (7), 13º Os Tigres* (7), 14º Riba d’Ave* (6)

* menos um jogo, ** menos dois jogos, *** menos três jogos

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade