Notícia

Segunda fase avança, com o playoff em mira

Feb 24, 2021

Foto de capa: Sport Lisboa e Benfica - Modalidades

Já na segunda fase, o Campeonato Nacional Feminino segue ao ritmo possível rumo ao playoff. A fase final tem um planeamento apertado, e ainda lá terão de caber os quartos-de-final, que foram esquecidos... #NacionalFeminino #HóqueiFeminino

Em regime de excepção a par da I Divisão (masculina), o Campeonato Nacional Feminino entrou na sua segunda fase no início de Janeiro.

Divididas em dois grupos, as equipas procuram quatro lugares directos no playoff (Grupo 1) ou quatro lugares para uma derradeira possibilidade de os disputarem (Grupo 2).

No Grupo 1, dos oito mais bem classificados da primeira fase, estão cumpridos 11 de 20 jogos previstos. Pouco mais de metade, em virtude de forçados adiamentos, mas em que se desenha já o favoritismo de Benfica e Sporting.

Águias e leões ainda não jogaram entre si (o jogo da 3ª jornada foi adiado por surto nas encarnadas) e lideram a par, com três vitórias em outros tantos jogos. Sanjoanense e Académica estão também nos quatro lugares que valem um bilhete directo para os quartos-de-final, mas a corrida está longe de estar terminada. Por exemplo, o lanterna-vermelha Vilafranquense ainda não pontuou, mas também ainda só realizou um jogo (recebeu o Sporting).

Esta segunda fase compreende 14 jornadas no Grupo 1 e prolonga-se até 23 de Maio.

Antes do arranque da fase final, as quatro equipas mais mal classificadas deste Grupo 1 terão de lutar pelo apuramento com as quatro mais bem classificadas do Grupo 2.

Classificação do Grupo 1

1º Benfica (9 pontos / 3 jogos)

2º Sporting (9 / 3)

3º Sanjoanense (6 / 3)

4º Académica (3 / 2)

5º Carvalhos (2 / 4)

6º Académico da Feira (1 / 3)

7º Infante Sagres (1 / 3)

8º Vilafranquense (0 / 1)

No Grupo 2, mas na corrida ao playoff

Apesar do desfecho da primeira fase, as nove equipas relegadas para o Grupo 2 mantém vivas as esperanças de uma presença no playoff. Para tal, lutam por um dos quatro primeiros lugares em 18 jornadas que lhes permitirá provar em pista, frente às quatro mais mal classificados do Grupo 1, que merecem estar nas oito que disputarão o título.

A bom ritmo, com 17 jogos já realizados dos 20 previstos e ainda com mais um antecipado (!) da sexta jornada - entre Vila Boa do Bispo e o Arazede -, destaque para o pleno de vitórias de Stuart e CACO, sendo que a equipa de Massamá já disputou cinco jogos e a equipa de Campo de Ourique "apenas" quatro. Têm duelo agendado para dia 28.

CENAP e Vila Boa do Bispo estão também, para já, nos lugares de acesso ao playoff de apuramento, mas ainda há muito para jogar.

Classificação do Grupo 2

1º Stuart (15 pontos / 5 jogos)

2º CACO (12 / 4)

3º CENAP (9 / 4)

4º Vila Boa do Bispo (7 / 5)

5º Gulpilhares (4 / 5)

6º Arazede (3 / 3)

7º Académico (1 / 4)

8º Tojal (1 / 4)

9º Antes (0 / 2)

Quartos-de-final para quando?

Finda esta segunda fase, com as derradeiras jornadas dos dois Grupos apontadas a 23 de Maio, é hora de "mata-mata" à melhor de três, num ritmo alucinante do playoff de apuramento, à eventual "negra" da final.

Para os dias 29 de Maio, 3 e 6 de Junho estão apontados os três jogos do playoff de apuramento. E logo aqui haverá um problema de calendário.

Caso a europeia Taça da Liga Feminina se venha a realizar nas datas previstas, entre 27 e 30 de Maio, sobrepõe-se ao primeiro jogo do playoff de apuramento, onde é muito provável que estejam as também europeias Stuart e CACO. Caso uma das equipas vá a um terceiro jogo para lutar por um lugar na fase seguinte - com jogo marcado para 10 de Junho -, não tem margem de manobra e obrigará a nova "ginástica" no planeamento.

O alucinante mês de Junho no feminino. E ainda faltam os quartos-de-final...

Nesta fase final, os jogos estão marcados praticamente de três em três dias, com nove datas calendarizadas em 25 dias. Quem quiser uma folga terá de tentar o apuramento em dois jogos, para descansar no data do terceiro...

No entanto, há desde logo um "pormaior" que terá de ser tido em conta. Em calendário estão as meias-finais (a 10, 12 e 13 de Junho) e a final (16, 20 e 23 de Junho). Mas não estão os "quartos". A necessária correcção que vai tardando - depois do último "replaneamento" feminino ja houve duas revisões nas II e III Divisão - levará a decisão do título para final de Junho ou início de Julho. E "empurrará" também a Final Four da Taça de Portugal dos calendarizados 26 e 27 de Junho para o mês seguinte.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade