Notícia

Barça a votos

Mar 05, 2021

O Barcelona vai a eleições este domingo, com Joan Laporta, Victor Font e Toni Freixa como candidatos. A escolha pode condicionar o futuro das "secções", como o Hóquei em Patins, mas a curto prazo deverá vingar a continuidade. #Institucional #OkLiga

Vários casos fragilizaram a liderança blaugrana de Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona desde Janeiro de 2014. A novela em torno da continuidade de Leo Messi no último defeso, aliada aos resultados menos bons do sempre açambarcador futebol, levaram a um abaixo-assinado que culminou com a convocatória de novas eleições.

A pandemia adiou o processo. Mas, agora, este domingo, um novo líder tomará posse na maior potência pluridisciplinar desportiva do planeta. Este sábado é dia de reflexão e domingo, 7 de Março, o dia das eleições, de escrutínio e anúncio do vencedor.

"Estimem el Barça" ("Amamos o Barça")

Joan Laporta, de 58 anos, é apontado como o favorito ao triunfo eleitoral, no que seria um regresso, 11 anos depois.

Presidente de 2003 a 2010, voltaria à luta eleitoral em 2015, mas não foi além de 33% dos votos, insuficientes para bater os 55% de Bartomeu.

Na sua campanha, Laporta fez-se acompanhar de um representante de cada secção. O rosto do Hóquei em Patins é Gaby Cairo.

Campeão olímpico em 1992, em pleno Palau Blaugrana, o atacante argentino chegou ao Barcelona em 1993 para 11 temporadas de sucessos e muitos golos. Pendurou os patins já com Laporta presidente e continuou ligado ao clube, nos bastidores.

Em 2011, Cairo foi chamado para o comando técnico da equipa principal blaugrana, mas só ficaria um ano e meio... Os maus resultados levariam ao pedido de demissão e a uma inusitada saída a meio da temporada, sucedendo-lhe o então adjunto Ricard Muñoz e, como adjunto deste, Edu Castro, actual treinador.

"Sí al Futur" ("Sim ao Futuro")

Victor Font, de 48 anos, surge como aquele que poderá impedir o regresso de Laporta ao poder. Apresentando desde já as suas apostas para as diferentes secções, pretende entregar o Hóquei em Patins a Ferran Pujalte, ex-jogador e ex-treinador blaugrana.

Reconhecido pelo seu trabalho enquanto técnico no Vic, levando, por exemplo, uma jovem equipa - com Carles Grau, Jordi Burgaya, Ferran Font ou Dava Torres - à final da Liga Europeia (2015) e à conquista de duas Taças do Rei, Pujalte advoga a implementação de um modelo de jogo transversal a todos os escalões e a aposta nos jovens formados pelo próprio Barcelona. De facto, são paradigmas já vêm sendo postos em prática, e a aposta será no trabalho que está a ser realizado.

Entre o trio que corre para a presidência, Ferran Pujalte tem uma ligação curiosa ao outros dois candidatos. Em 2009, seria com Joan Laporta como presidente que Pujalte foi chamado para treinador. Completou duas temporadas, até que, ainda com um ano de contrato por cumprir, seria comunicada a sua saída em 2011... por Toni Freixa, então porta-voz de uma Junta Directiva.

"Fidels al Barça" ("Fieis ao Barça")

Toni Freixa, de 52 anos, é o "outsider". Com não mais do que 3.7% dos votos nas eleições de 2015, volta a surgir distante de uma possível eleição em todas as sondagens.

Freixa entrou no Barcelona em 2003, na direcção de Joan Laporta. Sairia apenas dois anos depois, em ruptura com o presidente.

Mais tarde integrou a Junta Directiva que viria a anunciar, em 2011, a desvinculação de Ferran Pujalte (treinador) e de Quim Paüls (secretário-técnico) e a entrada de Gaby Cairo.

No seu programa e na sua campanha eleitoral, as referências para lá do futebol são mínimas, numa clara aposta popular no apelidado "desporto-rei". Na capa do programa de Toni Freixa, em garrafais, lê-se "El Futbol Ho Est Tot" ("O Futebol é Tudo"), remetendo-se as "secções", como o Hóquei em Patins, para uma vontade de engrandecimento, mas sem medidas concretas.

Hóquei em Patins na expectativa

Nos bastidores vai-se dizendo que a continuidade será a palavra de ordem no Hóquei em Patins blaugrana, sendo que já no último defeso só houve a registar a entrada de Sergi Llorca, que estava cedido por empréstimo ao Noia. Mas as decisões só poderão ser oficializadas após estas eleições de 7 de Março.

Já apalavradas estarão a continuidade dos quatro que terminariam contrato no fim desta temporada: João Rodrigues, que chegou ao Barcelona em 2018, Pablo Alvarez (cujo último vínculo vem de 2017), Sergi Panadero (renovou em 2019) e o capitão Aitor Egurrola (que prolongou por mais uma temporada em 2020).

Contrato assegurado para a próxima temporada têm Sergi Fernandez (até 2022), Hélder Nunes, Ignacio Alabart e Matias Pascual (até 2023) e Pau Bargalló e Sergi Llorca (2024). Nil Roca também terá contrato, mas o termo do mesmo não chegou a ser divulgado.

O treinador Edu Castro, no comando técnico desde 2017, tem vínculo até 2022.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade