Notícia

DGS recomenda testes em dia de jogo

Apr 02, 2021

O regresso do Hóquei em Patins não equiparado a profissional continua apontado a 19 de Abril. Nas suas recomendações, a DGS pede testes no dia de cada jogo a metade dos intervenientes. #CoViD19

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) publicou a 31 de Março a actualização à popularizada Norma 36/2020 que regula o Desporto e Competições Desportivas em contexto de pandemia de CoViD-19.

Não colocando em causa o regresso total das modalidades de médio risco - nas quais se inclui o Hóquei em Patins - no previsto 19 de Abril, a DGS obriga à "apresentação de um resultado negativo num teste laboratorial para a  SARS-CoV-2, (...) até 72 horas antes do início das atividades, por parte de  todos os praticantes de escalões de formação", e recomenda "fortemente" a realização de testes em dias de competição.

Na sua recomendação, a DGS pede Testes Rápidos de Antigénio (TRAg) a "50% dos atletas e equipa técnica" e a "50% dos árbitros ou juízes que exerçam as suas funções sem máscara". Caso seja seguida pela FPP, ou escalada a obrigatória pelo Governo, a recomendação terá impacto nas contas dos clubes.

Por exemplo, os clubes da II Divisão que contam com apenas seis jogos realizados, terão 19 para cumprir. Numa comitiva de 16 pessoas, considerando apenas os 4.95 € do TRAg garantido pela FPP (mas a que poderá acrescer o custo do necessário profissional de saúde), o valor ascenderá a 40 euros por jogo. Em 19 jogos, ficará perto dos 800 euros...

A estes acresce que, nas zonas de elevado risco epidemiológico (com mais de 120 casos por 100 mil habitantes), devem ser realizados testes em contexto de treino de 14 em 14 dias ou, em alternativa, os mais onorosos testes PCR até 48h antes da competição. Para já, há 19 concelhos de elevado risco, incluindo a Marinha Grande, sede do líder da Zona Norte da II Divisão, Marinhense.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade