Notícia

Empate à medida

Apr 12, 2021

Um empate colocava, sem mais contas, Oliveirense e Sporting na Final Four e empate houve entre as duas equipas portuguesas. Marc Torra assinou um hat-trick. #LigaEuropeia

O segundo jogo do derradeiro dia da fase preliminar da Liga Europeia começou de forma quase confrangedora para defesas e guarda-redes. Em seis minutos, houve cinco golos, com muitas falhas na hora de tapar os caminhos para a baliza.

Pedro Gil inaugurou o marcador num remate forte da zona frontal, num início extraordinário do "quarentão" jogador espanhol dos leões. Marcou o primeiro e assistiu com mestria Telmo Pinto e Toni Perez para os seguintes. Marc Torra reduzira para 1-2 e Vítor para 2-3.

Paulo Pereira pediu então um desconto de tempo e a paragem serviu - a uma e outra equipa - para alinhar ideias defensivas e recuperar o foco.

Antes de cumpridos 10 minutos de jogo, a Oliveirense completava a rotação dos seus quatro jogadores de pista e, no mesmo minuto, Lucas Martinez fazia o 3-3. Pouco depois, João Souto era o primeiro a entrar nos leões e, em três minutos, entravam os restantes homens do banco de Paulo Freitas.

A Oliveirense estava melhor, com mais dinâmica. De grande penalidade, Lucas Martínez não conseguiu bater Girão, mas o guardião português não lograria igual feito perante Marc Torra, num livre directo - com um remate rasteiro e colocado - a dar a primeira vantagem à equipa de Oliveira de Azeméis.

O Sporting reagiu à desvantagem, conduzido por Gonzalo Romero. O argentino acelerou o jogo dos verde-e-brancos e repôs a igualdade num autêntico tiro sem hipótese para Xevi Puigbi. Ainda antes do intervalo, uma picadinha de Alessandro Verona ficou centímetros aquém de um grande golo, mas João Souto estava no sítio certo para fazer o 4-5 com que se iria para o descanso.

No arranque da segunda parte, Ferran Font fez o 4-6 e obrigou a Oliveirense a assumir o jogo, em busca - pelo menos - do empate. Marc Torra, de grande penalidade, reduziu quase de pronto, mas ainda não chegava...

Carregou a Oliveirense e ficou à espera o Sporting. A cinco minutos do fim, a procura do golo era premiada numa boa triangulação a colocar Ângelo Girão - e a defensiva leonina - fora do caminho entre Vítor Hugo e a baliza. O atacante português, campeão europeu em título pelo Sporting, carimbou a passagem da Oliveirense à Final Four.

O empate servia as duas equipas e, naturalmente, preferiram segurar o seu pássaro na mão do que ver dois a voar... O Sporting defenderá o título na sua terceira presença consecutiva na decisão da prova, ao passo que a Oliveirense regressa ao decisivo fim-de-semana depois das finais alcançadas em 2016 e 2017.

Jogos

Sexta-feira, 9 de Abril

• Grupo A • Porto 7-4 Noia

• Grupo B • Sporting 5-3 Reus

• Grupo C • Barcelona 2-2 Liceo

Sábado, 10 de Abril

• Grupo A • Noia 5-5 Óquei de Barcelos

• Grupo B • Reus 1-5 Oliveirense

• Grupo C • Liceo 2-7 Benfica

Domingo, 11 de Abril

• Grupo A • Óquei de Barcelos 3-3 Porto

• Grupo B • Oliveirense 6-6 Sporting

• Grupo C • Benfica 6-2 Barcelona

Classificação

Grupo A

1º Porto (4 pontos, +3 golos, 18 faltas)

2º Óquei de Barcelos (2 pontos, +0 golos, 23 faltas)

3º Noia (1 ponto, -3 golos, 38 faltas)

Grupo B

1º Oliveirense (4 pontos, +4 golos, 24 faltas)

2º Sporting (4 pontos, +2 golos, 27 faltas)*

3º Reus (0 pontos, -6 golos, 29 faltas)

* segundo melhor

Grupo C

1º Benfica (6 pontos, +9 golos, 34 faltas)

2º Barcelona (1 ponto, -4 golos, 39 faltas)

3º Liceo (1 ponto, -5 golos, 33 faltas)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade