Notícia

Vic está matematicamente na OK Liga Plata

Apr 19, 2021

A despromoção matemática do Vic marca uma 26ª jornada em que Barcelona e Liceo venceram. O emblema "vigatan" desce depois de 30 temporadas na categoria máxima. #OkLiga

De regresso ao "conforto" da competição doméstica, o Liceo respondeu da melhor maneira ao triunfo do Barcelona em Igualada. "Los verdes" venceram em Girona por 1-3, com uma já confortável vantagem de três golos ao intervalo, e mantêm a perseguição aos "blaugrana".

Para o terceiro lugar, o Caldes não jogou e o Reus aproximou-se. A equipa de Jordi Garcia foi convincente na recepção ao Voltregà, triunfando com cinco golos sem resposta construídos com bis de Alex Rodriguez e Marc Juliá. Romà Bancells, que a imprensa catalã diz não ter chegado a acordo - tal como Pablo Najera - para renovar com os "roginegros", abriu o marcador.

O Reus está agora a três pontos do Caldes, com os mesmos 25 jogos disputados, mas o Lleida também se mantém por perto, tendo vencido o lanterna-vermelha Mataró por esclarecedores 6-0.

Quem se chegou mais acima, mas no ataque (para já) ao sexto lugar, foi o Noia. A equipa de Ferran López venceu o Vendrell com um bis de Roc Pujadas sem resposta e, com dois jogos a menos, está a um escasso ponto do Voltregà.

A outra partida disputada este fim-de-semana [ndr: foram adiados dois jogos por casos positivos de SARS-CoV-2] ditou matematicamente o que já era inevitável desportivamente. O Taradell venceu o Vic por 5-1 e o emblema de Osona descerá à OK Liga Plata, segunda divisão dos campeonatos do país vizinho.

A queda de uma referência

O tento de Tirso Gomez frente ao Taradell foi insuficiente para adiar o que era inevitável. O Vic regressa ao escalão secundário depois de 30 temporadas consecutivas na OK Liga.

Gerido por uma junta directiva desde 2017, a contas com muitas dificuldades financeiras, o Vic viu este fim-de-semana confirmado o que parecia certo já na temporada transacta. Aquando da interrupção das competições, em Março de 2020, o Vic era último da classificação com 13 pontos em 25 jogos, ainda que curiosamente não tivesse o pior ataque (havia três equipas com menos golos) ou a pior defesa (quatro equipas tinham sofrido mais).

A pandemia, que levou a federação espanhola a não homologar descidas, salvou o Vic. Por alguns meses...

Sem recursos, a equipa de Osona não logrou melhor esta temporada. Nos mesmos 25 jogos realizados, soma apenas 10 pontos, resultado de um empate e três vitórias, a última a 19 de Janeiro. Desde aí 10 derrotas consecutivas selaram o destino.

Fundado em 1951, o Vic não descia desde 1989. Dois anos depois voltava ao palco maior do Hóquei em Patins do país vizinho para três décadas completas em que escreveu algumas páginas bonitas.

No encerramento de um capítulo dourado, chegou em 2015 à final da Liga Europeia, com um misto de experiência e juventude nas mãos de Ferran Pujalte. E nesse ano ganhou a Taça do Rei. Voltaria no ano seguinte à final da festa do Hóquei em Patins espanhol não logrando desta feita o triunfo. Nessa final perdida jogaram Carles Grau (Liceo, ex-Porto), Mia Ordeig (abandonou), Cristian Rodríguez (Caldes), Romà Bancells (Reus), Ferran Font (Sporting), Jordi Burgaya (Forte, ex-Oliveirense) e Martí Casas (Forte).

Para 2016/17, o Vic perdeu Font (ou um deles, o irmão de Ferran, Arnau, continua de vermelho e branco) para o Sporting, mas manteve uma equipa forte, terminando a OK Liga em quarto. Depois saiu Ferran Pujalte e a maioria dos jogadores e o descalabro desportivo juntou-se ao descalabro financeiro. A Pujalte sucedeu Gerard Pujol e a este, em 2018, Quim López, o actual técnico.

Na descida, o Vic junta-se ao Mataró, faltando ainda saber - em ano de redução de equipas - que outras duas equipas descem directamente e que duas disputaram uma poule com os segundos das duas zonas da OK Liga Plata

26ª jornada

• Igualada 1-5 Barcelona

Taradell 5-1 Vic

Noia 2-0 Vendrell

• Girona 1-3 Liceo

Reus 5-0 Voltregà

Lleida 6-0 Mataró

• Calafell vs. Lloret • adiado

• Caldes vs. Palafrugell • adiado

Classificação

1º Barcelona (71 pontos / 26 jogos)

2º Liceo (64 / 24)

3º Caldes (54 / 25)

4º Reus (51 / 25)

5º Lleida (48 / 25)

6º Voltregà (37 / 26)

7º Noia (36 / 24)

8º Girona (34 / 26)

9º Palafrugell (33 / 24)

10º Calafell (30 / 25)

11º Taradell (25 / 26)

12º Igualada (24 / 25)

13º Lloret (23 / 24)

14º Vendrell (22 / 24)

15º Vic (10 / 25)

16º Mataró (6 / 26)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade