Notícia

A um passo da final

May 23, 2021

Vencendo também o segundo jogo das meias-finais, Sporting e Benfica estão a uma vitória da final. Óquei de Barcelos e Porto ainda não estiveram nenhuma vez em vantagem nestas "meias" e têm de vencer na terceira partida, quarta-feira. #PrimeiraDivisão

Depois das vitórias nos primeiros jogos, no já distante dia 8 de Maio, Benfica e Sporting voltaram a vencer e estão a um triunfo de vencer a série e avançar para as meias-finais. No terceiro jogo, há mudança de sede e o Porto tem de vencer os dois jogos na Luz e o Óquei de Barcelos tem de vencer as duas partidas no seu Municipal para obrigarem a um quinto jogo. O terceiro jogo é já quarta-feira.

No Dragão Arena, o Benfica ampliou um feito. Se uma derrota do Porto no seu pavilhão em competições nacionais não acontecia desde Dezembro de 2014, perde-se em tempos idos o registo de duas derrotas consecutivas.

O Benfica voltou a entrar bem e ganhou um livre directo aos dois minutos e meio, por azul a Gonçalo Alves. Carlos Nicolía não conseguiu transformar, mas, no powerplay, Diogo Rafael inaugurou o marcador. Mais focado que na primeira partida e de sobreaviso, o Porto foi em busca do empate e festejaria aos 13 minutos, com o tento de Carlo Di Benedetto. Mas foram festejos de pouca dura... Logo no lance seguinte, Diogo Rafael voltou a colocar os encarnados em vantagem.

Porto tem agora de vencer na Luz, o que não acontece desde Janeiro de 2013 (4-6).

O Porto voltaria a igualar, numa grande penalidade de Gonçalo Alves, já o Benfica caminhava para a 10ª falta. Antes, Gonçalo Alves perdeu o duelo - depois de azul a Lucas Ordoñez - com Pedro Henriques de livre directo. E, na 10ª, Di Benedetto não fez melhor.

Sem conseguirem assumir a dianteira do marcador, os azuis-e-brancos chegariam mesmo em desvantagem ao intervalo. A minuto e meio do descanso, Rafa viu o azul e Lucas Ordoñez não desperdiçou, marcando o primeiro dos seus três golos na partida.

O atacante argentino, depois de um impressionante registo na primeira metade da época, tem andado mais discreto, mas foi determinante este sábado no Dragão. Na etapa complementar, fez o 2-4 aos cinco minutos, recebendo um passe de Diogo Rafael de área a área, e aos oito ampliou para 2-5, concluindo com tranquilidade novo contra-ataque. E colocava todo o peso de assumir o jogo na equipa de Guillem Cabestany que, entre os dois golos, vira Pedro Henriques defender mais um livre directo.

Gonçalo Alves reduziu, novamente de grande penalidade, a meio desta segunda parte e o 4-5 por Xavi Barroso, a nove minutos do final, relançava completamente o jogo, mas a diferença anímica entre as duas equipas era notória e os esforços dos dragões redundavam invariavelmente em insucesso.

A três minutos e meio do fim, de grande penalidade, Edu Lamas foi aposta ganha e praticamente decidiu o jogo. Rafa ainda reduziu no último minuto e o Porto teve um último ataque, mas sem conseguir levar o jogo para prolongamento. O desânimo de Gonçalo Alves após o apito final dizia muito...

Com duas derrotas no seu reduto, o Porto está obrigado a vencer dois jogo em Lisboa para obrigar a um quinto jogo no Dragão Arena. E, na Luz, o Porto não vence desde Janeiro de 2013 quando uma equipa orientada por Tó Neves venceu um Benfica orientado por Luis Sénica por 4-6, então assumindo a liderança de um Campeonato que haveria de vencer.  Desse Porto não sobra nenhum jogador, ao passo que nas águias continuam Pedro Henriques (que foi suplente não utilizado), Valter Neves e Diogo Rafael.

Porto <b>0-2 Benfica</b>

• #1 • Porto 5-7 Benfica

• #2 • Porto 5-6 Benfica

• #3 • Benfica vs. Porto • 26.Mai • 20h

• #4 • Benfica vs. Porto • 29.Mai • 15h (se necessário)

• #5 • Porto vs. Benfica • 3.Jun • 15h (se necessário)

Bicampeão sem ressaca

Também o Sporting está a um triunfo da final do Campeonato Nacional. Os leões venceram o Óquei de Barcelos por 4-3.

A festa, rija e merecida, dos bicampeões europeus não parece ter deixado marcas. Bem, talvez nos cabelos, agora loiros na maioria do plantel às ordens de Paulo Freitas. Em pista, o foco é já em nova conquista.

Gonzalo Romero foi madrugador nas duas metades do jogo. Inaugurou nos primeiros instantes da partida - naquele que seria o único golo da primeira parte - e ampliou nos primeiros instantes da segunda. Ainda na primeira parte, os campeões do Mundo de Sub-20 Gonçalo Nunes e Tomás Pereira desperdiçaram uma grande penalidade cada, sendo que a de Tomás indiciava a utilização de um joker pelos leões. Zé Diogo foi chamado às bolas paradas e seria decisivo. Para além da grande penalidade na primeira parte, seria chamado a uma outra na segunda, que redundaria em golo de Luís Querido na recarga, mas também a dois livres directos (de Reinaldo Ventura e Dario Giménez) que travou com mestria.

Tal como o Porto, o Óquei de Barcelos não conseguiu estar em vantagem em qualquer dos dois jogos destas meias-finais.

Entretanto, pese o segundo tento leonino, o Óquei de Barcelos não baixou os braços. Miguel Rocha reduziu e, na tal recarga, Luís Querido anulava a desvantagem com apenas cinco minutos jogados na etapa complementar. Mas, pouco depois, Telmo Pinto colocava de novo o Sporting na frente.

Tal como o Porto, o Óquei de Barcelos tem passado estas meias-finais atrás do resultado, sem ter ainda conseguido estar na frente. Ainda assim, os "galos" têm conseguido ter a sua contenda mais equilibrada e, depois de Miguel Rocha igualar a três, o jogo mastigado das duas equipas - apesar de cerca de 14 minutos para o final - e as oportunidades perdidas, com Girão (e Zé Diogo) e Conti em excelente plano, parecia indiciar novo prolongamento, numa reedição do primeiro jogo.

No entanto, Ferran Font, ainda que muito desfavorecido pela nova tonalidade capilar, sacou um "coelho da cartola". A um minuto do fim do tempo regulamentar, levantou a bola na área barcelense e, em raquete, rematou para um golo de belo efeito que valeria o triunfo.

O Sporting viaja agora para o Minho com dupla oportunidade de carimbar a passagem à final.

<b>Sporting 2-0</b> Óquei de Barcelos

• #1 • Sporting 5-3 Óquei de Barcelos (3-3, 2-0 prol)

• #2 • Sporting 4-3 Óquei de Barcelos

• #3 • Óquei de Barcelos vs. Sporting • 26.Mai • 20h

• #4 • Óquei de Barcelos vs. Sporting • 29.Mai • 18h (se necessário)

• #5 • Sporting vs. Óquei de Barcelos • 3.Jun (se necessário)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade