Notícia

'Instinto assassino' para um outro Benfica

Jun 25, 2021

O Benfica vai mexer no plantel para a próxima época, apesar de, há uns dias, já parecer fechado. Depois da troca de treinador, Pablo Alvarez, o "killer de San Juan", chega do Barcelona. #Mercado #PrimeiraDivisão #OkLiga

A última semana tem sido agitada para os lados da Luz. Alejandro Dominguez deixou o comando técnico (ainda sem oficialização) e Nuno Resende já tem acordo (faltando apenas a assinatura) para suceder ao treinador argentino que estava nas águias desde Dezembro de 2018.

Agora, a aposta é em ajustes num plantel que não foi além do quarto lugar no Campeonato Nacional da I Divisão, caindo nas meias-finais da Liga Europeia, de forma a que possa ambicionar mais do que a conquista da Taça 1947. E, para marcar golos, chega Pablo Alvarez.

"Pablito" dispensa apresentações. Para muitos, um dos melhores jogadores do Mundo, o astro argentino deixa o Barcelona para se juntar na Luz a Carlos Nicolia e a Lucas Ordoñez, ao lado de quem disputou os dois últimos mundiais pela Argentina.

Com uma proposta na mesa do Barcelona de apenas um ano, Pablito não resistiu ao apelo das águias e é mais uma estrela a rumar ao campeonato português, numa aposta clara do Benfica em voltar aos grandes títulos, que escapam desde a conquista do Campeonato Nacional e da Liga Europeia numa época dourada de 2015/16. Depois disso, houve a conquista de uma (então oficiosa) Elite Cup e de uma reformulada Taça Intercontinental (ambas em 2017) e, já esta época, da estreante Taça 1947, mas o pecúlio nas últimas cinco temporadas está longe de satisfazer uma secção centenária.

Percurso

Pablo Alvarez, de 34 anos, começou no Olimpia em San Juan, para onde se deslocava com o vizinho Carlos Nicolia, da mesma idade, a pé ou de autocarro. Em 2008 estava na equipa principal do Liceo e, logo no segundo ano, conquistaria o seu primeiro troféu de melhor marcador da forte OK Liga.

Não tardou a fazer o trajecto de outros para o Barcelona, com a equipa galega como trampolim. Nos blaugrana desde 2011, completando agora 10 temporadas, voltaria a ser o melhor marcador da OK Liga em 2013/14, 2018/19 e 2019/20, fazendo jus ao epiteto de "killer de San Juan". Conquistou nove campeonatos em 10 possíveis, juntado-lhe cinco Taças do Rei, sete Supertaças e três Ligas Europeias. Pelo Liceo conquistara também uma Liga Europeia, em 2011, e uma Taça CERS, em Torres Novas, em 2010.

Na última visita à Luz como adversário, Pablito marcou dois golos na vitória por 2-4 do Barcelona.

Pela albiceleste, Pablito começou bem, com um título mundial de Sub-20 em 2005. Mas o título de campeão do Mundo absoluto teima em escapar-lhe. Não esteve na conquista de 2015, regressando em 2017 com o bronze da China e conquistando em 2019 a prata em Barcelona. Nessa selecção argentina que esteve em Barcelona - e estagiou na Luz -, estavam também Carlos Nicolia e Lucas Ordoñez (Benfica), Matias Platero e Gonzalo Romero (Sporting), Reinaldo Garcia (Porto) e Constantino Acevedo (Óquei de Barcelos), todos para reencontrar no campeonato português.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade