Notícia

Valongo e Oliveirense isolam Porto

Oct 03, 2021

O Valongo venceu o Benfica e a Oliveirense "empatou" o Sporting, permitindo ao Porto, com uma goleada sobre o Marinhense e apenas três jornadas decorridas, isolar-se no topo da classificação da I Divisão. #PrimeiraDivisão

Em Valongo e Oliveira de Azeméis já se esperava dificuldades para dois dos três líderes do campeonato. E concretizaram-se.

No quente Municipal de Valongo, a aguardar desfecho de processo disciplinar, o Benfica terminou o seu primeiro jogo fora da Luz com uma derrota. Tal como contra o Sporting, o Valongo foi personalizado e manteve o marcador equilibrado.

A perder por 1-2 ao intervalo, os valonguenses viraram nos primeiros minutos da segunda parte, mas Gonçalo Pinto - no regresso a um pavilhão que já foi a sua casa - fez ponto de equilíbrio com três golos para cada lado (como entre Valongo e Sporting), ainda com largos 21 minutos para jogar. Desta feita, os jogadores de Edo Bosch desequilibraram a seu favor.

O Benfica desperdiçou uma grande penalidade e três livres directos e foi "castigado" por um Valongo mais eficaz. De livre directo, Facundo Navarro fez o 4-3 e, de grande penalidade, Francisco Silva fez o definitivo 5-3.

Em Oliveira de Azeméis, a Oliveirense negou o triunfo ao Sporting pela quarta vez consecutiva. Depois de ter vencido na segunda volta da fase regular do pretérito campeonato e do "simpático" empate para a Liga Europeia, a equipa de Paulo Pereira venceu na Elite Cup e agora impôs um empate no Salvador Machado.

Sem golos na primeira parte, o Sporting adiantou-se por Gonzalo Romero aos 11 minutos, mas Xanoca repôs a igualdade e Jorge Silva virou o marcador. Ferran Font, em jogo enquanto o processo disciplinar instaurado não é tratado, fez o 2-2 quase de pronto e, tal como na deslocação a Valongo, o Sporting podia ter garantido três pontos nas malfadadas bolas paradas. Mas, Font, de livre directo, não contrariou a falta de eficácia leonina...

Aproveitou o Porto. No jogo que fechou a jornada, os dragões receberam e venceram a ainda frágil recém-promovida formação do Marinhense por claros 15-3, já com um dilatado 8-2 ao intervalo. Gonçalo Alves contribuiu com quatro golos na primeira parte e ainda faria o quinto na segunda.

Os dragões, com apenas três jornadas realizadas, passam a ser a única equipa só com vitórias na prova, havendo apenas outras três que ainda não perderam. Sporting, Oliveirense e... Tomar.

Tomar intrometido

Aproveitando desaires alheios, o Tomar subiu ao pódio, em igualdade pontual com o segundo, o Sporting.

Num jogo sem golos na primeira parte, a equipa de Nuno Lopes disparou no marcador na etapa complementar. Dois golos entre os 10 e 13 minutos quebraram a resistência do Paço de Arcos e um terceiro a sete minutos do final acabou com a questão do vencedor, com Francisco Veludo a parar quase todas as tentativas de resposta dos visitantes. Quase.

A meio minuto do final, Filipe Fernandes assinou, de livre directo, o tento de honra do histórico clube da Linha.

Viana e Parede vencem fora

A um ponto do Tomar, está agora o Benfica e o Óquei de Barcelos - que venceu o Turquel na "Catedral" por 7-2, com bis de Centeno e Rocha - mas também Juventude de Viana e Parede, as únicas equipas a vencer fora de portas nesta ronda.

A Juventude de Viana "sobreviveu" a nada menos que oito azuis em São João da Madeira para garantir importantes três pontos. Os vianenses estiveram a vencer por 0-2 e permitiram a reviravolta para 4-2, mas nunca baixaram os braços. Nem com seis livres directos contra (dois redundariam em golo na recarga) e sucessivas desvantagens numéricas. E venceriam por 5-6, num prémio para a estoicidade vianense e um castigo para a ineficácia da equipa da casa.

O Parede, depois de ter vencido o Valongo, viajou até Braga para reclamar mais uma vitória.

Em desvantagem ao intervalo por 2-0, o Parede renasceu após o descanso. Ricardo Machado e Manuel Coimbra anularam a vantagem bracarense nos primeiros três minutos e relançaram a partida.

Bem organizado defensivamente, o Parede segurou a igualdade e, com meio minuto para jogar, saiu em contra-ataque depois de uma falta favorável aos bracarenses para, por André Gaspar, selar a conquista do segundo triunfo em dois jogos.

Quarta jornada

Realizada a terceira jornada, há pouco tempo para festejos e para sarar feridas. A quarta jornada, com apenas dois dias de intervalo, é já esta terça-feira.

Destaque para a deslocação do líder Porto a Paço de Arcos, onde a Oliveirense já deixou pontos e para o duelo entre segundos, com o Sporting a receber o Tomar.

A Oliveirense viaja até à Parede, havendo expectativa para ver se os homens de Pedro Caeiro Gonçalves continuam a surpreender, ao passo que o Benfica recebe o Braga. Por mera curiosidade, tal como o Valongo, o Braga joga com as águias na ressaca de uma derrota com o Parede... Um mau prenúncio?

3ª jornada

• Óquei de Barcelos 7-2 Turquel

• Porto 15-3 Marinhense

• Tomar 3-1 Paço de Arcos

• Oliveirense 2-2 Sporting

• Braga 2-3 Parede

• Valongo 5-3 Benfica

• Sanjoanense 5-6 Juventude de Viana

Classificação

1º Porto (9 pontos), 2º Sporting (7), 3º Tomar (7), 4º Benfica (6), 5º Juventude de Viana (6), 6º Óquei de Barcelos (6), 7º Parede (6), 8º Oliveirense (5), 9º Braga (3), 10º Valongo (3), 11º Paço de Arcos (1), 12º Turquel (1), 13º Sanjoanense (0), 14º Marinhense (0)

4ª jornada

• Turquel vs. Sanjoanense • 5.Out • 18h

• Marinhense vs. Óquei de Barcelos • 5.Out • 17h

• Paço de Arcos vs. Porto • 5.Out • 15h

• Sporting vs. Tomar • 5.Out • 15h

• Parede vs. Oliveirense • 5.Out • 21h

• Benfica vs. Braga • 5.Out • 19h

• Juventude de Viana vs. Valongo • 5.Out • 18h

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade