Notícia

Dragões e águias discutem lugar na Final Four

Mar 21, 2015

Joga-se este fim-de-semana o acesso à Final Four da Liga Europeia, ponto alto da época hoquistica a nível de clubes.

Garantida a presença de uma equipa portuguesa no evento, falta saber se esse privilégio será conquistado por Porto ou Benfica que, na primeira mão, deixaram tudo para decidir no Dragão.

FC Porto vs SL Benfica (3-3 na primeira mão)

O Benfica esteve a 13 segundos de ir em vantagem ao Dragão Caixa mas Caio fugiu a Estebán Abalos e bateu Trabal, fazendo um "reset" à eliminatória.

Com tudo para decidir, os bilhetes para o jogo da segunda mão "voaram" em menos de 24 horas para as mãos dos sócios do Porto que criarão um ambiente que promete puxar pelos azuis-e-brancos. Mas a história recente mostra um Benfica menos receoso, tendo vencido em duas (uma deles por golo de ouro) das três últimas deslocações à casa dos dragões.

Separados por três pontos no campeonato, no último fim-de-semana houve Taça. O Porto - já afastado - não jogou, enquanto o Benfica venceu tranquilamente para a Taça por 11-1 com todos os jogadores a jogarem praticamente o mesmo tempo.

Em Alcobaça, Valter Neves, Diogo Rafael, Miguel Rocha e João Rodrigues foram titulares. Tiago Rafael, Estebán Abalos, Carlos Lopez e Nicolia entraram a meio de cada parte... Jogaram menos 4 segundos que os titulares.

Porto e Benfica procuram a terceira presença consecutiva na Final Four e vão pensando já na próxima época. O Porto será alvo de uma grande renovação sendo esta a última oportunidade de, por exemplo, Reinaldo Ventura conquistar o título europeu que lhe teima em fugir. No Benfica, certas são para já as saídas de Carlos Lopez e Estebán Abalos.

CP Vic vs HC Liceo (2-2)

O adversário de Porto ou Benfica nas meias-finais sairá do confronto entre Vic e Liceo. E também os espanhóis deixaram tudo para decidir na segunda mão. Os comandados de Ferran Pujalte, a protagonizarem uma época extraordinária apesar da desvantagem de 15 pontos para o líder, arrancaram um empate a dois na Corunha e recebem agora os "verdes" de Carlos Gil depois de, na Taça do Rei, os terem afastado na caminhada para a conquista do troféu.

O Liceo procura um regresso à Final Four, da qual esteve afastado nas duas últimas temporadas depois de ter vencido em 2011 (Andorra) e 2012 (Lodi), e decerto encontrará um ambiente entusiasta no apoio ao adversário.

FC Barcelona vs H Valdagno (6-2)

O detentor do troféu respondeu da melhor maneira à derrota na final da Taça do Rei e resolveu a eliminatória em Itália. Não sendo impossível - e mesmo com Pablo Alvarez lesionado - é pouco crível que o Valdagno consiga recuperar de uma desvantagem de quatro golos em pleno Palau, palco da conquista europeia de 2014. O Barça pós-Taça do Rei só venceu: na primeira mão da Liga Europeia e duas vezes para a OK Liga.

O Valdagno é terceiro no campeonato italiano, a um ponto (mas com mais um jogo) do segundo, Breganze, e a meio da semana venceu o Bassano por 6-5. Um triunfo importante em termos motivacionais mas que não deverá ser suficiente para que Lucas Ordoñez, numa casa que será sua para o ano, lidere os italianos às meias para repetirem a presença de 2013.

Forte dei Marmi - H Breganze (2-5)

Se a passagem do Barcelona é provável mas não deixa de ser apenas uma possibilidade, certo é que o vencedor da eliminatória entre os blaugrana e o Valdagno será italiano. As duas melhores equipas da actualidade em Itália encontram-se pela terceira vez esta temporada, mas a primeira em Forte dei Marmi. Nos encontros anteriores, o Forte venceu (1-2) num arranque de época que parecia imparável mas o Breganze foi crescendo e, na primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europeia, venceu o rival por 5-2.

Havia um jogo entre Forte e Breganze agendado para 7 de Março, para o campeonato mas foi adiado em virtude do mesmo jogo, mas em Breganze, para a Liga Europeia. O jogo do campeonato será a 8 de Abril.

A derrota em Breganze foi a segunda de uma série de três consecutivas da equipa orientada por Roberto Crudelli. Numa fase menos feliz da temporada, o Forte perdera antes com o Viareggio para a Taça e perdeu depois para o campeonato com o Trissino. Nada que faça perigar a liderança da Série A1, até porque entretanto a equipa de Pedro Gil retomou as vitórias, batendo o Matera a meio desta semana por 10-5.

O Breganze conquistou a Taça de Itália e depois bateu o Forte mas também sentiu o amargo sabor da derrota. Foi frente ao Viareggio - com o conjunto orientado por Alessandro Bertolucci a assumir-se como um possível e inesperado candidato ao "scudetto" - regressando às vitórias frente ao Trissino (2-1) no ensaio geral para esta partida da Liga Europeia.

Na primeira mão, o Breganze foi a única equipa na Liga Europeia a conseguir fazer valer o factor casa e vai até Forte dei Marmi com uma vantagem de três golos. Com o capitão português Sérgio Silva, viajarão Guillém Cabestany (próximo treinador do Porto), Jordi Adroher (em trânsito para o Benfica) e Cacau (nas cogitações do Sporting).

Recorde-se que na temporada passada Guillém Cabestany esteve presente na Final Four da Liga Europeia com o Vendrell, enquanto o Breganze foi finalista - vencido - da Taça CERS.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade