Notícia

Porto e Sporting goleiam em dérbis no regresso

Nov 29, 2021

No regresso, Porto e Sporting golearam em dérbis das suas cidades, respectivamente, Valongo e Paço de Arcos. Os dragões continuam só com vitórias e com os leões a cinco pontos. #PrimeiraDivisão

Foi com um ligeiro atraso que começou um dos dérbis com mais História do Hóquei em Patins nacional, mas que acabaria por ter pouca história tal a superioridade de um Sporting campeão sobre um Paço de Arcos recém-regressado à I Divisão. Com as duas equipas em pista à hora marcada, ficará por saber a quem será imputada a já tradicional multa federativa de atraso no início das partidas...

Sob o olhar atento de Nuno Resende e Pedro Caeiro Gonçalves, treinadores de Benfica e Parede, faltou velocidade e emoção a um jogo táctico, resolvido pelas mais-valias leoninas e por um superior entendimento entre Font e Toni Pérez.

Abdicando dos seus recém-coroados campeões da Europa no apito inicial, Paulo Freitas viu Matías Platero inaugurar o marcador aos quatro minutos, sendo pouco sal para um jogo insosso. As equipas jogavam pela certa, a um ritmo tão baixo que só aos 12 minutos houve a primeira mexida. Pouco depois entravam os campeões espanhóis para decidirem a contenda.

Aos 14 minutos, Font e Toni protagonizavam uma bonita triangulação para o tento do catalão e as jogadas de entendimento entre os dois multiplicavam-se. Já na recta final da primeira parte, Toni Pérez fez o 0-3 numa jogada em que se ficou a pedir falta sobre Bruno Frade. O jovem jogador do Paço de Arcos veria o azul por protestos e, eficazes em powerplay, os leões chegavam ao quarto golo com Font a assistir Toni.

A equipa da Linha ainda reduziu, numa grande penalidade de Filipe Fernandes, e voltaria a festejar pouco depois, mas o golo - com a baliza fora do sítio aquando do remate de João Sardo - não foi validado.

Novo azul - a Pedro Vaz - nos instantes finais da primeira parte, deram novo powerplay aos leões, que voltaram a não enjeitar a oportunidade. Gonzalo Romero fez o 1-5 e, pese a pronta reacção de João Sardo, a reduzir, a vitória já estava pintada de verde-e-branco.

Com um terceiro azul à equipa de André Luís, agora a André Ferreira, surgiria o 2-6 de grande penalidade, por Gonzalo Romero, a quase 20 minutos do final de uma partida que, de bocejo em bocejo, rolaria tranquilamente para o seu final. Filipe Fernandes não conseguiu desfeitear Girão de livre directo, Platero fez o seu segundo da tarde e Gonçalo Nunes carimbou a vitória a um minuto do fim, no regresso à casa que o viu nascer e crescer para a modalidade.

Recorde-se que, do Europeu, para além da reforçada ligação entre Toni Pérez e Ferran Font, o Sporting contou com a indisponibilidade de Henrique Magalhães, positivo a CoViD-19. João Almeida completou a habitual convocatória de Paulo Freitas.

Porto mantém registo vitorioso

Sem perder "gás", o Porto regressou com a nona vitória em outros tantos jogos, vencendo o Valongo por 7-2.

Os dragões foram a equipa mais desfalcada pelo Europeu (emprestando um total de seis jogadores a três selecções) e a rotina de jogo demorou a carburar. Gonçalo Alves inaugurou o marcador de grande penalidade ainda não estavam cumpridos quatro minutos de jogo, mas o Porto tardou em chegar a novo golo.

Seria mesmo o Valongo a igualar, num livre directo de Diogo Abreu depois de azul ao ex-valonguense Carlos Ramos, a seis minutos do intervalo. Mas, depois, praticamente só deu Porto.

Até ao intervalo, Rafa e, no último minuto, Gonçalo Alves e Carlo Di Benedetto, desequilibraram definitivamente o marcador e a partida.

Na segunda parte, Telmo Pinto ampliou nos primeiros cinco minutos e, pese o golo de Facu Navarro, os dragões geriram com tranquilidade o resto do jogo. Ezequiel Mena e Carlo Di Benedetto fecharam a contagem.

Com este triunfo, os dragões, para além de manterem o seu registo imaculado, são os primeiros a garantir matematicamente a presença na Taça 1947. Recorde-se que a prova estreou o ano passado e os dragões não puderam estar presentes devido a um surto de CoViD-19.

9ª jornada

Tomar 4-1 Braga • 27.Nov

• Sanjoanense 5-6 Oliveirense • 27.Nov

• Turquel 2-3 Benfica • 27.Nov

Óquei de Barcelos 5-2 Juventude de Viana • 27.Nov

• Paço de Arcos 2-8 Sporting • 28.Nov

Porto 7-2 Valongo • 28.Nov

• Marinhense vs. Parede • 22.Dez • 21h

Classificação

1º Porto (27 pontos), 2º Oliveirense (23), 3º Sporting (22), 4º Óquei de Barcelos (18), 5º Tomar* (17), 6º Benfica (15), 7º Valongo* (12), 8º Parede* (9), 9º Braga (9), 10º Paço de Arcos (8), 11º Marinhense* (7), 12º Juventude de Viana (7), 13º Turquel (4), 14º Sanjoanense (0)

*menos um jogo

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade