Notícia

Gala de promoção e reconhecimento em Espanha

Mar 30, 2022

Foto de capa: Real Federación Española de Patinaje

A federação espanhola promoveu na passada a sua VII Gala da Patinagem, distinguindo, entre outros, Albert Casanovas, Sergi Aragonès, o projecto Hockey Global e a portuguesa Wall Street. #Institucional

Mesmo ainda na ressaca da pandemia, o ano de 2021 foi de ouro para a Espanha. Em termos de Patinagem em geral, e de Hóquei em Patins em particular, com a conquista dos títulos europeus de Sub-17, Seniores Femininos e Seniores Masculinos - todos erguidos em Portugal -, escapando apenas o troféu na categoria de Sub-19.

Na VII edição da sua Gala, realizada na sede do Comité Olímpico, em Madrid, a Federação Espanhola de Patinagem (RFEP) distinguiu novos campeões e aqueles que, na sua carreira e contributo para a modalidade, já granjearam um lugar de destaque.

As distinções já tinham sido tornadas públicas e a cerimónia - tal como os distinguidos - ganhou relevo com a divulgação levada a cabo.

Destaque para o Palau, campeão de Espanha no feminino e vencedor da europeia Taça da Liga Feminina, e para o projecto Hockey Global e a portuguesa Wall Street, distinguidos com as placas RFEP de mérito desportivo e diploma pelo seu trajecto e dinamização da modalidade.

A nível individual, sublinhado para as "insignias de ouro" para "Mia" Ordeig, Maria Diez ("Peke") e ao ex-Benfica e ex-Oliveirense Albert Casanovas pela sua carreira e para as medalhas de mérito desportivo atribuídas aos treinadores Edu Castro (Barcelona) e Sergi Macià (selecção espanhola de Sub-19).

Entre os novos campeões da Europa - sendo distinguidos aqueles que ainda não tinham sido distinguidos anteriormente -, relevo para os nomes de Sergi Aragonès, jogador do Benfica até ao último "mercado de Inverno" e que se sagrou Campeões da Europa de Seniores Masculinos, e para Ricard Muñoz, ex-treinador do Barcelona e agora Campeão da Europa de Seniores Femininos.

"Festa de família" em Portugal

Em total contraste com o momento de promoção que foi a Gala em Espanha, na mesma sexta-feira, sem qualquer tipo de divulgação ou rescaldo e apenas um eco avulso, foi promovida a II Gala da Patinagem da Federação de Patinagem de Portugal.

Rezou a história (leia-se, os "stories" da rede Instagram, entretanto expirados após 24h) que, no Hóquei em Patins, os outrora mediáticos troféus Serpa foram entregues a Paulo Freitas (Sporting), como "Treinador do Ano", Gonçalo Alves (Porto) foi distinguido como "Atleta Masculino do Ano", Maria Sofia Silva (Benfica) a "Atleta Feminina do Ano" e Zé Miranda (Benfica) o "Atleta Revelação".

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade