Notícia

Benfica goleou Valongo a meio gás

May 27, 2014

No fecho da penúltima jornada do Nacional da I Divisão, o Benfica venceu esta segunda-feira o Valongo por expressivos 12-0.

A partida ficou marcada pela opção do Valongo em deixar de fora quatro dos habituais chamados – Miguel Viterbo, João Souto, Nuno Araújo e Nuno Rodrigues – que decepcionou o inúmero público que afluiu ao Pavilhão da Luz.

Paulo Pereira colocou de início o habitual suplente Diogo Sampaio na baliza e o seu quatro de pista mais rodado até chegou a meio da primeira parte a perder por “apenas” 2-0. Com a entrada dos jogadores mais jovens – Álvaro Morais e Luís Melo, juniores de primeiro ano, e Nuno Pereira, júnior de segundo, fizeram mesmo a estreia nos seniores – o Benfica dilatou a vantagem e chegou ao intervalo a vencer 5-0.

Na segunda parte, o internacional português Ângelo Girão foi aposta na baliza valonguense mas a notória falta de ritmo dos seus colegas mais jovens para estas andanças e a atitude dos encarnados, sem “levantar o pé”, levaram o resultado para um pesado 12-0, com hat-tricks de Valter Neves, Carlos Lopez e João Rodrigues.

No final do encontro, Paulo Pereira estava conformado. “Este jogo não era decisivo. Só nos serve a vitória no jogo final e assim não tivemos de pedir a alguns jogadores para faltarem ao seu trabalho ou a exames escolares importantes. Sabíamos que estávamos sujeitos a sofrer uma derrota pesada mas também foi um prémio para estes jovens jogadores”, afirmou.

Já Pedro Nunes estava desolado pela decisão do Valongo em poupar alguns jogadores. “Já estava à espera que pudesse acontecer. Era um jogo que podia ser bem disputado mas o Valongo assumiu-o como sem interesse”, frisou. “Esta prova merece dignidade”, lamentou.

Na análise à partida, o treinador do Benfica realçou a atitude da sua equipa. “O Benfica e os seus jogadores mostraram caracter frente a uma equipa que no próximo sábado vai disputar o título”, salientou, pese as ausências no adversário. “Não há jogos fáceis, o Benfica é que tornou o jogo fácil”, reforçou.

Ironicamente, esta vitória que colocou os encarnados no segundo lugar foi a mais dilatada nesta temporada, frente a um Valongo que pode ser o futuro campeão nacional.

Na última jornada, o título será discutido e decidido em Valongo, necessitando os pupilos de Paulo Pereira de uma vitória para se sagrarem campeões. Qualquer outro resultado, coroa o Porto bicampeão nacional. Paulo Pereira está consciente da oportunidade que tem. “Para nós é um sonho estar na decisão. Se calhar é uma oportunidade que só surge uma vez. Nasci em Valongo, comecei a jogar no Valongo, sou treinador do Valongo há 12 anos e gostava de ser o primeiro treinador campeão pelo Valongo”, deseja.

O Benfica, que se desloca a casa de um aflito Braga, não pode almejar mais do que o segundo lugar que garantirá, independentemente do resultado em Valongo, com uma vitória.

Jogos relacionados

SL Benfica
12 : 0
26 Mai 20h00
AD Valongo
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade