Notícia

Os Sub-20 e a vontade de triunfar

Sep 16, 2015

São grandes as expectativas para o Mundial de Sub-20 que se realiza em Vilanova i la Geltru entre os dias 19 e 26 de Setembro.

Gorada a celebração em Barcelos (2011) - o único "amargo de boca" de Luís Duarte à frente dos Sub-20 -, Portugal triunfou na Colômbia em 2013 e vai agora tentar defender o título em "território inimigo", nesta que é a sétima edição da prova.

Os portugueses já conquistaram a prova em duas ocasiões (2003 e 2013), tendo a Espanha vencido em três (consecutivas, entre 2007 e 2011). A (outrora?) hegemónica Espanha não conquista um título de selecções masculinas desde o Mundial absoluto em Angola (2013) - que marcou a saída de Carlos Feriche - e em casa não vai facilitar, apostando num grupo de jogadores habituado ao convívio e confronto com os seniores, quer na Ok Liga, quer na Primera División.

No âmbito da preparação para este Mundial, Portugal jogou em Paço de Arcos no passado dia 10. O HóqueiPT esteve presente e aproveitou a ocasião para ouvir alguns dos protagonistas, unânimes na apreciação do bom trabalho realizado ao longo do estágio e na ambição de vitória. O mote é dado pelo seleccionador nacional, Luís Duarte.

Entre os jogadores, o capitão da selecção, Diogo Seixas, tem a possibilidade de se sagrar – tal como Miguel Vieira (“Vieirinha”), também ouvido - bicampeão Mundial e mostra-se confiante, vincando a união do grupo, aspecto sublinhado também por Álvaro Morais (“Alvarinho”).

Também consagrado campeão na Colômbia, o agora guarda-redes do Paço de Arcos, Diogo Alves avaliou as possibilidades da turma das quinas, reconhecendo-lhe valor e “aconselhando” garra e determinação.

Do Luso e no rescaldo da conquista dos Sub-17, veio o voto de confiança de Luís Sénica, Director Técnico Nacional, que acompanhará a equipa em Vilanova. O também seleccionador nacional (de seniores) recordou o percurso desta geração e, ainda que salvaguardando a dificuldade da prova, aponta ao título.

Outro português

Outro português em prova será José Carlos Amaral, treinador da selecção inglesa. Crente nas qualidades dos seus sub-20, que “testou” no Mundial absoluto de La Vendée, Amaral reiterou no Luso – finda a participação no Europeu com os sub-17 – as expectativas que tem para a sua equipa.

A prova

Numa prova que irá contar com 16 selecções, o quadro competitivo será em tudo semelhante ao do Mundial absoluto que decorreu este ano em França. Com as equipas participantes divididas numa primeira fase em quatro grupos de quatro equipas, Portugal está integrado no Grupo A, com Suíça (que defronta a 20 de Setembro), Estados Unidos (21) e Angola (22).

Os dois primeiros seguem para os quartos-de-final, onde "cruzam" com o Grupo B, de Espanha, Colômbia, Inglaterra – de José Carlos Amaral – e Alemanha. O primeiro de cada grupo defrontará o segundo do outro no arranque da fase final, dia 24, depois de um dia de descanso. O apito inicial da grande final de sábado, dia 26, está agendado para as 21h locais.

Preparação

Entretanto, Portugal segue a sua preparação. Já no Luso, Portugal defrontou e venceu na segunda-feira a Sanjoanense por 4-1 e esta terça-feira a Académica de Coimbra por 5-2. Os jogos de preparação fecham com um embate com a Escola Livre, esta quarta-feira, antes da partida para Barcelona na próxima sexta.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade