A CERS ficou em casa

A CERS ficou em casa

O Óquei de Barcelos conquistou a Taça CERS pela segunda vez na sua história ao vencer o Vilafranca por 6-3.

O Municipal de Barcelos encheu este domingo para ver o Barcelos ganhar a CERS. Mas os fiéis que acorreram à "Catedral" desde cedo perceberam que a tarefa não seria fácil.

Hugo Costa faz o primeiro dos barcelenses
Hugo Costa faz o primeiro dos barcelenses

Ainda só estava decorrido minuto e meio quando Roger Rocasalbas fez o 0-1 para os catalães. O Vilafranca impunha dificuldades ao Barcelos que somava faltas e tardava a entrar no jogo. E se Hugo Costa logrou a igualdade aos seis minutos, logo de seguida - na jogada seguinte - Joan Vazquez recolocou os catalães na frente. O lance motivou protestos dos barcelenses e Reinaldo Ventura viu azul.

A inferioridade numérica passada sem sofrer golos transformou o Barcelos numa equipa mais determinada, mais acutilante. Aos 10 minutos, o Óquei dispôs de uma grande penalidade. E Luís Querido, numa tarde de tremenda eficácia, não desperdiçou.

Luís Querido transformou em golo as três bolas paradas de que dispôs
Luís Querido transformou em golo as três bolas paradas de que dispôs

O empate estava reposto e o pavilhão ao rubro, e um diabólico Hugo Costa na frente consumou a reviravolta. Não mais o Barcelos perderia a liderança no marcador.

Na frente do marcador, o Óquei de Barcelos cresceu e até ao intervalo arrumou praticamente a questão do marcador. João Guimarães (“Joca”) sofreu uma grande penalidade e, de pronto, apontou para Reinaldo Ventura. Mais que a pedir a transformação do castigo máximo, foi um reconhecimento pela forma como, instantes antes, “Rei” dissera a Joca como atacar para dar golo. E Reinaldo – ciente que o guarda-redes o teria bem estudado (e Camps defendeu mesmo dois livres directos de Rei) - deixou para Luís Querido. Que voltou a marcar.

O Vilafranca contestou muito a arbitragem
O Vilafranca contestou muito a arbitragem

Os anfitriões da Final Four estavam claramente por cima e, menos de um minuto volvido, e já nos cinco finais da primeira parte, Joca isolou-se perante Gerard Camps e, com um toque subtil e de muita classe, desfeiteou o guarda-redes adversário para o 5-2 que subsistiria até ao intervalo.

Na etapa complementar, não faltaram momentos emotivos, até porque aos cinco minutos, Roger Rocasalbas, de livre directo, reduzia para dois golos de diferença. Mas faltou o condimento de mais golos… Reinaldo falhou de livre directo – depois de já ter também desperdiçado no final da primeira parte - e Rocasalbas também não conseguiu bater Ricardo Silva em nova oportunidade.

Ricardo Silva nega o hat-trick a Rocasalbas
Ricardo Silva nega o hat-trick a Rocasalbas

O Barcelos segurou bem a vantagem, com os menos utilizados da véspera, Vierinha e Zé Pedro, a gerirem bem a posse de bola. Zé Pedro - “injustiçado” pelos poucos minutos que fora utilizado na meia-final, conforme confessou Paulo Freitas – teve mesmo um dos momentos altos da segunda parte, numa iniciativa individual a que só faltou o golo e deixou o público suspenso num bruaá colectivo.

A pouco mais de três minutos do fim, num jogo em que a dupla de arbitragem italiana, tal como na meia-final entre Sporting e Vilafranca, falhou diversas vezes no julgamento dos lances - para um e outro lado -, o Vilafranca chegou à 10ª falta.

O ponto final na discussão do título
O ponto final na discussão do título

Chamado à tentativa de transformação do livre directo, Luís Querido, de frente para o topo onde a Kaos Barcelense foi incansável, sentenciou a partida. Já ao som de "o campeão voltou", o apito final selou o regresso à glória europeia, 21 anos depois.

Lembrado na festa, Pedro Silva viajou com os Sub-20 até ao Livramento. Marcou mas, sem Vieirinha e João Guimarães, o Barcelos perdeu 5-3.

Perante o seu público, o Óquei, sob o comando de Paulo Freitas, apresentou-se na final com sete barcelenses. Os "forasteiros" Ricardo Silva e Reinaldo Ventura - "adoptados" pela equipa e os adeptos - reforçaram os "rapazes da terra" para uma vitória que fica para a história.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia