O triunfo da 'gente'

A final da Taça da Liga Feminina, entre Gijón e Palau, teve uma assistência recorde de 3200 espectadores, num triunfo da mobilização asturiana. Foi um cenário bem diferente do vivido em Paredes, na decisão da Taça WSE.

O triunfo da 'gente'
Foto de capa: Luis Velasco

No passado domingo, o Palau venceu o Gijón por 2-1 e venceu, pela segunda vez consecutiva, o título europeu feminino.

Organizando a Final Four, o Gijón apostava na conquista do sexto ceptro na história da competição e mobilizou a cidade e a região das Astúrias no apoio à sua equipa. As pupilas de Fernando Sierra não venceriam, mas a decisiva partida, arbitrada pela portuguesa Sílvia Coelho e Joseph Silecchia, teve 3200 espectadores presentes. Ganhou, de goleada, o Hóquei em Patins e o Hóquei em Patins feminino em particular.

O Palacio de Deportes de la Guía "Presidente Adolfo Suárez" é imponente, com capacidade de cerca de 5200 lugares sentados, e não encheu. No entanto, a mobilização do público asturiano, fazendo jus ao mote "mi equipo, mi gente", foi impressionante - para qualquer jogo de Hóquei em Patins - e o comité-técnico europeu congratulou-se com um recorde de assistência.

O cenário foi bem diferente do que se vivenciou em Paredes, sem nenhuma equipa da "casa", nem sequer do país organizador, o que poderá dar que pensar. O desejável seria a mobilização dos adeptos da modalidade independentemente dos interveninentes, mas a Final Four de Paredes, numa primeira organização "alheia" aos participantes, pecou, desde logo, na divulgação. Ainda assim, poderá qualquer divulgação substituir a paixão dos adeptos na resposta ao apelo de defesa das suas cores?

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Emoções do Hóquei espanhol em Lleida

Emoções do Hóquei espanhol em Lleida

A partir desta quinta-feira, Lleida é o epicentro do Hóquei em Patins espanhol. Liceo e Manlleu defendem as Taças conquistadas em 2021, em provas que se esperam de emoção e incerteza quanto ao vencedor até final.