Calafell será sede da Copa

Calafell vai receber a próxima edição da Taça do Rei, anunciou a federação espanhola esta sexta-feira, a mais de cinco meses do evento. A prova que reúne os oito mais bem classificados da primeira volta da OK Liga vai para a 79ª edição.

Calafell será sede da Copa

A Real Federação Espanhola de Patinagem anunciou esta sexta-feira a sede da próxima edição da Taça do Rei, que se realiza de 2 a 5 de Março de 2023. Será em Calafell, e o anúncio surpreende pela antecedência, pouco comum (mas que se saúda) na modalidade.

A prova é a grande festa do Hóquei em Patins do país vizinho, reunindo os oito mais bem classificados ao cabo da primeira volta, ou os sete mais bem classificados e o anfitrião, caso este não termine em lugares elegíveis. Assim, com apenas três jornadas cumpridas, o Calafell garante já lugar na 79ª edição, no seu pavilhão Joan Ortoll, onde a falange de apoio Penya Els Estrellats é sempre uma alavanca exibicional.

Calafell tinha tentado a organização da europeia Taça Continental, mas "perdeu" para a proposta do Follonica. Agora receberá a maior festa do Hóquei em Patins espanhol.

A viver o seu período aureo, com a conquista da Taça WSE em Abril último, o Calafell de Sergi Miras (ex-Sporting e Porto) e Arnau Xaus (ex-Juventude de Viana) poderá ter de aguardar pelo fim da primeira volta, a 7 de Janeiro, para conhecer todos os outros participantes de uma competição que se realiza desde 1944 e, há vários anos, num molde de Final Eight que viria a ser adoptado pela também histórica Coppa Italia ou pela portuguesa Taça 1947, na sua edição única.

No palmarés da Taça do Rei, o Barcelona, vencedor de cinco das últimas seis edições, soma 24 troféus e é o recordista de triunfos desde 1994, quando ultrapassou as 11 "Copas" do rival Espanyol.

Os "pericos" estão há largos anos afastados do Hóquei em Patins ao mais alto nível e podem ser, em 2023, alcançados pelo Liceo. Os galegos venceram pela primeira vez a "Copa" apenas em 1982, 20 anos depois da última do Espanyol, entrando numa lista de vencedores que hoje conta com 18 emblemas e que foi "enriquecida" apenas uma vez este milénio, quando o Vendrell de Guillem Cabestany triunfou em 2013.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Murches, o 13º 'caloiro' do milénio

Murches, o 13º 'caloiro' do milénio

Neste milénio, já houve 41 equipas a disputar a categoria máxima e o Murches é o 13º estreante na principal prova nacional depois de 2000. Procura ser o 8º a manter-se no ano de estreia, numa caminhada que começou em Valongo.

Braga complica, mas Porto vence

Braga complica, mas Porto vence

O Porto venceu o Braga por 3-1 no arranque da 2ª jornada. Com a iniciativa do jogo, os dragões só desbloquearam o marcador a 12 minutos do fim (de grande penalidade) e só confirmaram os três pontos nos últimos dois minutos.

Para decidir entre Espanha e Portugal

Para decidir entre Espanha e Portugal

Há duelo ibérico na final do Europeu de Sub-17. Portugal e Espanha venceram França e Itália e terminarão, pela 27ª vez em 41 edições, com ouro e prata. O campeão decide-se numa final, como em 2017.