Primeiro passo para a Liga dos Campeões

A partir desta sexta-feira, e em três dias consecutivos, Braga, Valongo e outras 14 equipas europeias procuram dar o primeiro de dois passos para entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Primeiro passo para a Liga dos Campeões

Disputa-se a partir desta sexta-feira, 30 de Setembro, e até domingo, 2 de Outubro, a primeira fase de qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Numa prova concentrada, com quatro grupos de quatro equipas, disputam-se três jornadas em três dias em busca dos dois primeiros lugares que valem a continuidade do sonho.

O futuro da principal prova europeia de clubes começa em Coutras (grupo A), Genève (grupo C) e Quévert (grupo D), cujos clubes não abdicaram da primazia na organização desta fase. Já no grupo B, os ingleses do King's Lynn - sem pavilhão para albergar os jogos - "passaram a vez" e jogarão em La Roche-Sur-Yon, na casa dos franceses do La Vendéenne.

Grupo A (Coutras)

Em Coutras, no grupo A, o Forte parte como favorito ao primeiro lugar. A equipa agora orientada por Marc Gual e recheada de estrelas está apostada em voltar a conquistar o título italiano e a pisar palcos como a Final Four da Liga Europeia, em 2016. No entanto, o caminho tem sido difícil de trilhar para a única formação transalpina associada à cada vez mais discreta EHCA.

No arranque da Serie A1, o Forte venceu o Monza tangencialmente e perdeu, esta quarta-feira, na pista do campeão italiano (e europeu) Trissino e, ainda que a experiência do seu plantel possa ser determinante, terá adversários de peso.

Os espanhóis do Alcoi protagonizaram uma excelente temporada em 2021/22 e começaram também a presente edição da OK Liga, somando três vitórias em quatro jogos. Em Portugal, o Braga venceu o Parede na ronda inaugural e foi o primeiro líder do campeonato luso. Perderia depois no Dragão Arena (onde poucos não perdem...), mas vendeu cara a derrota.

Outsider, o anfitrião Coutras também não pode ser menosprezado. A equipa gaulesa conta com apenas um francês, o guarda-redes Alan Audelin, e, por exemplo, na última edição da Liga Europeia, perante o seu público, venceu o Valongo.

• Forte vs. Coutras • 30.Set • 19h

• Braga vs. Alcoi • 30.Set • 21h

• Coutras vs. Braga • 1.Out • 16h

• Alcoi vs. Forte • 1.Out • 18h

• Coutras vs. Alcoi • 2.Out • 12h

• Forte vs. Braga • 2.Out • 14h

horas locais, menos uma em Portugal continental

Grupo B (La Vendéenne)

O grupo B joga em La Roche-Sur-Yon e o Lleida, vencedor de três das últimas quatro edições da Taça WSE e consolidado na OK Liga, é o natural favorito. Mesmo com um início de OK Liga decepcionante. A equipa do português Nuno Paiva perdeu os quatro jogos realizados, sofrendo 24 golos. A saída do guardião Martí Serra, até porque chegou um afirmado Elagi Deitg, não explicará um colapso... inexplicável.

Na Europa, as agruras da OK Liga deverão ficar para trás e - tirando da equação um inglês King's Lynn - os italianos do Grosseto e os franceses do La Vendéenne deverão lutar pela segunda vaga.

Em Itália, o Grosseto começou com uma derrota, mas chega a França com duas vitórias nas duas últimas partidas. O anfitrião La Vendéenne soma uma vitória e uma derrota, continuando a contar com os portugueses Duarte Delgado, Marcos Pinto e o guarda-redes Luis Miguel Mateus, e experiência acumulada de vários anos na fase de grupos na Liga Europeia.

• Grosseto vs. King's Lynn • 30.Set • 19h

• La Vendéenne vs. Lleida • 30.Set • 21h

• King's Lynn vs. La Vendéenne • 1.Out • 16h

• Lleida vs. Grosseto • 1.Out • 18h

• King's Lynn vs. Lleida • 2.Out • 14h

• Grosseto vs. La Vendéenne • 2.Out1 • 16h

horas locais, menos uma em Portugal continental

Grupo C (Genève)

No único "mini-campeonato" que não se disputa em França, Genève recebe o grupo C, com favoritismo para Calafell e Valdagno, cabendo ao Noisy do técnico João Baltazar tentar contrariar o prognóstico.

A equipa dos arredores de Paris começou bem a N1 Elite, com duas vitórias em outras tantas partidas e tem alguma tarimba europeia do seu lado, mas o conjunto que conta com os portugueses Ruben Martins e Francisco Oliveira e o brasileiro Diego Dias, com formação no Benfica e passagem nos seniores do Paço de Arcos, terá de surpreender duas equipas de jogadores experientes.

O Calafell falhou o objectivo da Taça Continental, mas é o detentor da Taça WSE e conta com um Martí Casas inspirado, a somar golos atrás de golos (13 em três jogos) na OK Liga. Apesar de ter menos um jogo realizado no campeonato espanhol (disputou três partidas das quatro jornadas agendadas), o seu registo só de vitórias na prova é apenas igualado por Barcelona e Liceo.

O Valdagno, reconhecidamente reforçado para esta temporada, está a desiludir no arranque da Serie A1, averbando duas derrotas caseiras em outras tantas partidas. Mas este momento de "Champions" será o ideal para Diego Mir dar a volta animicamente no semifinalista da última Taça WSE, e não o quererá desperdiçar.

Importante para alguma surpresa, será o que o Genève possa fazer perante o seu público, mas a equipa helvética está longe de um passado recente em que dominava na Suíça e era presença assídua na Liga Europeia. Com a organização desta primeira fase, garante um bom momento de promoção da modalidade e qualquer bom resultado - procurará certamente disputar a vitória com o Noisy - será de relevar.

• Valdagno vs. Genève • 30.Set • 19h

• Calafell vs. Noisy • 30.Set • 21h

• Genève vs. Calafell • 1.Out • 16h

• Noisy vs. Valdagno • 1.Out • 18h

• Genève vs. Noisy • 2.Out • 14h

• Valdagno vs. Calafell • 2.Out • 16h

horas locais, menos uma em Portugal continental

Grupo D (Quévert)

O grupo D é aquele a que melhor se adequa o epíteto de "grupo da morte".

À partida, o outsider será o Quévert, mas os franceses jogam em casa e têm passado recente de Liga Europeia. Com duas vitórias tangenciais na N1 Elite é apenas uma das três equipas, com Noisy e Saint-Omer, só com vitórias. No plantel orientado por Miquel Sanchez, que em Portugal brilhou como jogador do Óquei de Barcelos, destaque para o argentino Martin Montivero, que representou Candelária e Oliveirense, e para os também argentinos Julian Martinez e Bautista Acevedo, respectivamente irmãos de Lucas Martinez e "Conti" Acevedo.

Depois, há os ambiciosos Valongo, Bassano e Caldes, assim apresentados por ordem do seu favoritismo teórico.

O Valongo vem da conquista da Taça Continental, a dar confiança além-fronteiras à equipa de Edo Bosch, e tem protagonizado excelentes exibições, olhando qualquer equipa olhos nos olhos apesar da tenra idade (ou quiçá, por isso mesmo) dos seus jogadores.

O Bassano tem duas vitórias e um empate na Serie A1 e, com três jogos realizados, é a única equipa para além do campeão Trissino a não ter perdido. Os pupilos de Miguel Viterbo, que se reencontrará com o "seu" Valongo, têm sofrido no ataque com a ausência de Marc Coy, mas o catalão que vestiu a camisola do Benfica está agora de regresso para reforçar o momento ofensivo. Na baliza, Francisco Veludo tem brilhado e, nos dois jogos em casa, reclamou duas vezes o prémio de melhor em pista.

O Caldes realizou uma extraordinária temporada de 2020/21, o que lhe valeu inclusivamente um convite da EHCA. Mas não conseguiu afirmar-se. Na pretérita temporada sofreu para chegar ao play-off da OK Liga e, esta época, em quatro jogos, soma quatro pontos de um empate em Reus e apenas uma vitória, na recepção ao recém-promovido Vilafranca. Mas, em competições europeias, as equipas catalãs são sempre de ter em conta.

• Bassano vs. Quévert • 30.Set • 19h

• Caldes vs. Valongo • 30.Set • 21h

• Quévert vs. Caldes • 1.Out • 16h

• Valongo vs. Bassano • 1.Out • 18h

• Quévert vs. Valongo • 2.Out • 14h

• Bassano vs. Caldes • 2.Out • 16h

horas locais, menos uma em Portugal continental

A segunda fase de qualificação

À espera dos dois primeiros de cada grupo estão já na segunda fase de qualificação os portugueses Oliveirense e Óquei de Barcelos, os italianos Follonica e Lodi, os espanhóis Noia e Reus, os suíços do Diessbach e os alemães do Germania Herringen. Entre estes, os oito directamente apurados e os que se apurarem na primeira fase, serão formados novamente quatro grupos de quatro equipas, em que os dois mais bem classificados ao cabo da fase concentrada de 16 a 18 de Dezembro entram, enfim, na desejada fase de grupos.

Na fase de grupos, cujas seis jornadas (campeonato a duas voltas) têm arranque previsto para 26 de Janeiro e se prolongam até 6 de Abril, estão já Benfica, Porto e Sporting (Portugal), Sarzana e Trissino (Itália), Barcelona e Liceo (Espanha) e Saint-Omer (França ).

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Pol Manrubia cedido para ter mais minutos

Pol Manrubia cedido para ter mais minutos

Com pouco espaço no Benfica, Pol Manrubia vai ser cedido ao Liceo. Procurará mais minutos na Corunha e na OK Liga, sendo o sexto reforço do renovado campeão espanhol na complicada missão de defesa do título.