Oliveirense bicampeã da Eurockey Cup de Sub-17

A Oliveirense venceu o Valongo por 2-4 e é bicampeã da Eurockey Cup de Sub-17, repetindo o feito do Benfica em 2018 e 2019. No feminino, o Voltregà ergue o título depois de vencer a Espanha por 1-6.

Oliveirense bicampeã da Eurockey Cup de Sub-17

Certo era que o troféu europeu mais importante a nível de clubes apanharia um voo para Portugal. Valongo e Oliveirense defrontaram-se este domingo em Blanes, na decisão da 9ª edição da Eurockey Cup de Sub-17 que, já se sabia, coroaria pela quarta vez consecutiva uma equipa portuguesa.

O jogo começou com equilíbrio, com desequilíbrios individuais protagonizados por Diogo Lemos para a Oliveirense e Tomás Santos para o Valongo. Aos quatro minutos e meio, o internacional Diogo Lemos faria o primeiro. E, pouco depois, o segundo.

Diogo Lemos bisou nos primeiros cinco minutos.
Diogo Lemos bisou nos primeiros cinco minutos.

Lemos foi um dos vice-campeões da Europa às ordens de Nuno Ferrão, no recente Europeu de Sub-17. Guilherme Azevedo e Gonçalo Machado (Oliveirense) e João Pereira (Valongo) também estiveram nesse Europeu, tal como os ausentes Rafael Nogueira, guarda-redes oliveirense a recuperar de lesão, e Vitor Oliveira, jogador valonguense chamado aos trabalhos dos Sub-19 tendo em vista o Mundial.

Após o 0-2, Filipe Faria parou o jogo para tentar inverter o rumo do jogo, mas seria a Oliveirense a voltar a marcar, por Afonso Ribeiro. O Valongo acusou a pesada desvantagem, mas o adversário não aproveitou para matar definitivamente o jogo. Na recta final da primeira parte, os valonguenses cresciam e regressavam para a etapa complementar com renovadas esperanças.

Tomás Santos bisou e relançou a discussão pelo troféu.
Tomás Santos bisou e relançou a discussão pelo troféu.

Aos três minutos, um lance bem estudado e bem executado valeu o primeiro golo para Tomás Santos. E o segundo não tardaria. Com mais de 15 minutos para jogar, a final estava relançada.

O Valongo, com uma boa intervenção de Afonso Venda no duelo com Rodrigo Morais, sobrevivia à provação da 10ª falta, mas no ataque era contido pela bem organizada equipa oliveirense. A seis minutos do final, Ricardo Azevedo ganhou a 10ª falta, proporcionando a Tomás Santos a hipótese do hat-trick e de igualar a contenda, mas o remate saiu ao ferro.

A Oliveirense, com o tempo a seu favor, geria a (magra) vantagem e o epílogo desta participação - e conquista - começou a ganhar forma a dois minutos do fim. Simão Dantas viu azul e, apesar de Rodrigo Morais voltar a perder o duelo de livre directo com Afonso Venda, a vantagem numérica era preciosa. E, bem trabalhada, valeria ainda um letal 2-4 por Gonçalo Machado.

Gonçalo Machado
Gonçalo Machado "matou" o jogo a um minuto do fim.

A Oliveirense de Raul Alves logra defender com sucesso o troféu conquistado em 2021, repetindo o feito do Benfica em 2019. Em nove edições, cinco triunfos são portugueses, juntando-se os quatro totalizados entre as águias e a equipa de Oliveira de Azeméis ao título do Braga de 2014, na edição inaugural.

Na prova feminina, na sua segunda edição, o título fica para o Voltregà. A equipa orientada por Cristina Barcelò ("Motxa") venceu a Espanha de Maria Diez ("Peke") por claros 1-6, dominando toda a partida.

O triunfo da equipa de Sant Hipólit acaba por não surpreender. Indo a jogo com quatro campeãs de 2021 (pela Espanha), o Voltregà mostrou estar vários furos acima da concorrência e chegou ao intervalo a vencer por 0-4. Na segunda parte, mais em gestão, consolidou a vitória.

Fase final

Quartos-de-final

• QF1 • Noia 3-1 Follonica • 8.Out

• QF2 • Valongo 7-3 Caldes • 8.Out

• QF3 • Oliveirense 5-2 Paço de Arcos • 8.Out

• QF4 • Turquel 1-0

Meias-finais

Espanha 9-1 France Jeunes • 8.Out

• Noia 3-4 Valongo • 8.Out

Voltregà 6-0 Alcobendas • 8.Out

Oliveirense 10-0 Turquel • 8.Out

Finais

Espanha vs. Voltregà • 9.Out

• Valongo vs. Oliveirense • 9.Out

Outros artigos do dia
Benfica, Sporting e Porto juntam-se a Óquei de Barcelos no topo

Benfica, Sporting e Porto juntam-se a Óquei de Barcelos no topo

Com triunfos, Benfica, Sporting e Porto alcançaram o Óquei de Barcelos no topo da classificação. Por avaria no autocarro do Parede, os barcelenses adiaram o jogo, mas vão para a pausa, tal como as águias, só com vitórias.

Entre Valongo e Oliveirense, haverá campeão português (outra vez)

Entre Valongo e Oliveirense, haverá campeão português (outra vez)

Valongo e Oliveirense vão discutir a Eurockey Cup de Sub-17, sendo desde já certo que o campeão será português pela quarta vez consecutiva. A equipa de Oliveira de Azeméis defende o título ganho em 2021.