A paixão barcelense, de 'risco elevado'?

No jogo 'maior' da 10ª jornada, o Óquei de Barcelos joga em Valongo. É o quinto jogo dos barcelenses considerado de 'risco elevado', sendo que, nas 26 jornadas da fase regular, em 27 jogos 'perigosos', uma dezena são com os barcelenses.

A paixão barcelense, de 'risco elevado'?

Cumprida a segunda fase de qualificação da Liga dos Campeões e assegurada a presença na fase de grupos da principal prova europeia, Valongo e Óquei de Barcelos encontram-se esta quarta-feira no principal jogo da 10ª jornada, que já teve quatro jogos realizados.

Em 4º, os barcelenses procuram igualar os 25 pontos do Porto, ao passo que os valonguenses, em 5º, procuram encurtar a distância - actualmente cifrada em quatro pontos - para o adversário desta noite, a partir das 20h.

O jogo promete emoção. E, em termos de segurança, é de "risco elevado".

Risco elevado

“Consideram-se de risco elevado os espetáculos desportivos que forem definidos como tal por despacho do presidente da APCVD, ouvida a força territorial competente e a respetiva federação desportiva ou, tratando-se de uma competição desportiva de natureza profissional, a liga profissional.”

Os jogos de "risco elevado", popularmente referidos como de "alto risco", são jogos em que são consideradas serem necessárias medidas extraordinárias de segurança para garantir que não há incidentes.

Os clubes são responsáveis por avaliar o risco de cada partida e assegurar a segurança - assumindo os custos inerentes - de todos os agentes desportivos, incluindo adeptos, e o normal decorrer das partidas, mas há jogos que são desde logo, antes do início das provas, identificados como potenciais focos de incidentes.

Na pretérita temporada, foram inicialmente apontados 19 jogos da fase regular como de "risco elevado". Esta época, são 27.

Entre as 14 equipas que participam no Campeonato PLACARD, apenas Juventude de Viana e as três equipas da Linha de Cascais (Paço de Arcos, Parede e Murches) não têm jogos identificados como de risco elevado.

A recepção ao Óquei de Barcelos é um dos quatro jogos que o Valongo tem assinalados, todos no Municipal de Valongo. Também em casa, no Parque das Tílias, o Riba d'Ave terá seis partidas de risco elevado. Tantas como o Braga, sendo que quatro são em "casa" (no "emprestado" Pavilhão de Sequeira) e dois como visitante.

Benfica, Porto e Sporting, "grandes" com maior massa adepta (ainda que no Hóquei nem sempre isso se reflicta), têm assinalados oito jogos de risco elevado. Dois como visitados, na recepção aos rivais do futebol, e seis como visitante, na casa dos rivais, e em Barcelos, Braga, Riba d'Ave e Valongo.

Mas todos ficam aquém do Óquei de Barcelos, co-protagonista em 10 dos 27 jogos "perigosos".

Arruaceiros?

O Municipal de Barcelos, a "Catedral", é reconhecido como um dos que promove um ambiente mais fervoroso no apoio à sua equipa, regularmente com boas casas e enchentes quando são visitados pelos (outros) "grandes", mesmo que haja transmissão televisiva.

Estranhou-se o ambiente na recepção ao Benfica, no primeiro dia de Dezembro. Estava tudo preparado para mais uma grande festa - e não deixou de ser - mas exigências policiais de última hora, com redução de lotação, levaram a rever os ingressos vendidos e, por exemplo, os topos apresentavam molduras desoladoras para o que é habitual. O encerrar de um punhado de adeptos da Kaos Barcelense, que comemora um quarto de século, entre barreiras de segurança metálicas passou uma imagem confrangedora.

O ambiente em Barcelos é "quente", é um facto. Mas justificará que a recepção, por exemplo, ao Tomar, que move poucos adeptos em deslocações, fosse considerada de risco elevado?

"Caixa de segurança" no topo da Kaos Barcelense.

Na decisão de quais os jogos de risco elevado esta época, será interessante observar que na época passada o Óquei de Barcelos só teve um processo disciplinar por "mau comportamento", nos distúrbios que redundaram na derrota administrativa em Oliveira de Azeméis. Com uma multa de 2820 euros.

Assumindo que a multa será proporcional à gravidade dos incidentes, note-se que o Benfica teve três processos a redundarem em 11280 euros de multa e Riba d'Ave e Sporting dois processos cada. Os minhotos "levaram" uma soma de 4935 euros de multa e os leões 3525 euros.

O jogo do Óquei de Barcelos em Valongo, neste dia 21, será o quinto de risco elevado dos barcelenses esta temporada. Depois da pausa natalícia, o jogo que se segue para o Campeonato PLACARD, já em 2023, é a recepção à Oliveirense... e é também de risco elevado.

Campeonato PLACARD 2022/23 - Jogos de Risco Elevado

• Sporting vs. Porto

• Riba d'Ave vs. Óquei de Barcelos

• Benfica vs. Sporting

• Valongo vs. Porto

• Óquei de Barcelos vs. Tomar

• Valongo vs. Sporting

• Braga vs. Benfica

• Óquei de Barcelos vs. Benfica

• Óquei de Barcelos vs. Braga

• Riba d'Ave vs. Benfica

• Valongo vs. Óquei de Barcelos

• Óquei de Barcelos vs. Oliveirense

• Riba d'Ave vs. Braga

• Porto vs. Benfica

• Riba d'Ave vs. Famalicense

• Porto vs. Sporting

• Sporting vs. Benfica

• Braga vs. Porto

• Braga vs. Sporting

• Valongo vs. Benfica

• Óquei de Barcelos vs. Porto

• Óquei de Barcelos vs. Sporting

• Riba d'Ave vs. Porto

• Braga vs. Óquei de Barcelos

• Riba d'Ave vs. Sporting

• Oliveirense vs. Óquei de Barcelos

• Benfica vs. Porto

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny