As meias-finais, com os quatro do costume

Arrancam este sábado, em simultâneo nas duas 'margens' da Segunda Circular, as meias-finais do Campeonato Placard. Os protagonistas são os mesmos das duas últimas temporadas, com Benfica, Sporting, Óquei de Barcelos e Porto em busca do título.

As meias-finais, com os quatro do costume

Este sábado, às 15h, arrancam as meias-finais do Campeonato Placard. Os pavilhões Fidelidade e João Rocha recebem os primeiros jogos de uma série à melhor de cinco que definirá os finalistas do play-off, na sua terceira temporada após ser de novo instituído para a atribuição do título.

Os protagonistas são os mesmos de 2021 e 2022. Entre Benfica, Sporting, Óquei de Barcelos e Porto, os dragões lograram chegar à final nos dois anos.

Em 2021, o outro finalista foi o Sporting, que conquistaria o título apesar do "factor casa" ser dos dragões, talvez também contribuindo para isso a ausência de público em ano ainda com restrições em virtude da pandemia.

Em 2022, o título ficou no Porto. Frente ao Benfica, o tal "factor casa" foi determinante. As equipas de Ricardo Ares e Nuno Resende venceram sempre perante o seu público, e os azuis-e-brancos, face à classificação da fase regular, receberiam - e venceriam - a "negra".

Os duelos

Benfica e Porto voltam a encontrar-se no play-off, agora nas "meias" (como em 2021) e agora com vantagem de receber uma possível "negra" para as águias. No entanto, o histórico de confrontos esta temporada está longe de ser favorável aos encarnados.

Águias e dragões chegarão, pelo menos, aos oito confrontos esta temporada, tendo já havido cinco duelos, quatro deles favoráveis ao Porto.

Em Setembro, houve divisão de "espólio", com a equipa de Ricardo Ares a vencer na decisão da Elite Cup (4-1) e a de Nuno Resende a levar a melhor na Supertaça (2-4). Depois, para o Campeonato Placard, o Porto venceu no Dragão Arena por 3-0 no fecho da primeira volta e voltaria a vencer na Luz, por 2-3. Este derradeiro jogo da fase regular já não alteraria o 1º lugar das águias ou o 4º dos dragões, mas estabelecia uma clara vantagem anímica para a equipa de Ares. Uma semana depois, em Viana do Castelo, o Porto vencia o Benfica por 2-4 e dava o primeiro passo na Final Eight para a conquista da Liga dos Campeões.

O primeiro jogo, na Luz, e apesar de uma série que pode ser longa, reveste-se de particular importância para as águias, que terão de mostrar mais argumentos para poder passar o seu maior rival na modalidade.

No João Rocha, Sporting e Óquei de Barcelos defrontar-se-ão também pela sexta vez esta temporada, com um saldo de três vitórias dos leões e dois empates até ao momento. O Sporting venceu no João Rocha para o Campeonato (3-2) e para a Liga dos Campeões (3-1), tendo também vencido em Tomar, nas meias-finais da Taça de Portugal, por 3-2. Em Barcelos, houve empates: a cinco para o Campeonato e a dois - numa igualdade que servia as duas equipas - na Liga dos Campeões.

No seu regresso ao comando dos barcelenses depois de cinco anos e meio à frente do Sporting, Paulo Freitas continua sem conseguir vencer a equipa que conduziu a dois títulos de campeão nacional e outros dois de campeão europeu. O Óquei de Barcelos, talvez o "underdog" nestas meias-finais, procura a primeira presença na final, atrás de um troféu que lhe escapa desde 2001. Do lado leonino, Alejandro Dominguez está pela segunda vez no play-off português, depois de, em 2021, ao serviço do Benfica, ter chegado também às meias-finais.

Edu Lamas

Na reedição das meias-finais de 2021, há, entre Benfica e Porto, uma outra "reedição". Em 2021, Daniel Oliveira ("Poka") deu conhecimento ao Porto de que, apesar de acordo verbal alegado pelos dragões, não renovaria e que rumaria às águias. Seria afastado após o terceiro jogo das meias-finais, com a equipa de Guillem Cabestany em desvantagem por 1-2, mas o Porto daria a volta e avançaria para a final.

Agora, vai-se falando desde Dezembro que Edu Lamas, que termina contrato com o Benfica, rumará ao Porto na próxima temporada. E, segundo o que foi possível apurar pelo HóqueiPT, o acordo até já está no papel e assinado.

Nos quartos-de-final da Liga dos Campeões, após a derrota das águias, o internacional espanhol seria um dos mais visados na contestação dos adeptos presentes, que pediam o seu afastamento. E, apesar de não haver uma posição oficial, o que é facto é que Edu Lamas não jogou em nenhuma das duas partidas do play-off frente ao Braga. Juntando à ausência certa de Poka, por lesão, Nuno Resende poderá ter sérios problemas para garantir a necessária coesão defensiva...

Ângelo Girão

Ausente no primeiro jogo entre Sporting e Óquei de Barcelos, estará Ângelo Girão. O capitão leonino até terminou os cinco jogos de castigo para o campeonato com que foi sancionado após agressão a Lucas Ordoñez, mas tem pendente mais um jogo para cumprir.

"Livre" para jogar na Final Four da Taça de Portugal, Girão seria expulso por palavras na meia-final, frente ao Óquei de Barcelos. Suspenso preventivamente, não jogaria a final, mas do castigo de dois jogos que saiu posteriormente, ficou ainda a faltar cumprir um. Sem haver mais jogos da Taça, o regulamento dita que o castigo seja cumprido noutra prova da mesma época, "caindo" agora neste primeiro jogo das meias-finais do play-off.

Meias-finais - Jogo 1

• Benfica vs. Porto • 20.Mai, 15h

• Sporting vs. Óquei de Barcelos • 20.Mai, 15h

Meias-finais - Jogo 2

• Porto vs. Benfica • 24.Mai, 20h

• Óquei de Barcelos vs, Sporting • 24.Mai, 20h

Meias-finais - Jogo 3

• Benfica vs. Porto • 28.Mai, 12h

• Sporting vs. Óquei de Barcelos • 28.Mai, 15h

Meias-finais - Jogo 4 (se necessário)

• Porto vs. Benfica • 1.Jun, 20h

• Óquei de Barcelos vs, Sporting • 31.Mai, 20h

Meias-finais - Jogo 5 (se necessário)

• Benfica vs. Porto • 4.Jun, 15h

• Sporting vs. Óquei de Barcelos • 4.Jun, 15h

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Gijón de Peralta vai pelo 'quadruplete'

Gijón de Peralta vai pelo 'quadruplete'

A contrariar um Palau campeão europeu e de Espanha e um Vila-Sana de forte investimento e com uma legião argentina de respeito, o Gijón de Ramon Peralta já venceu Supertaça, Liga dos Campeões e Taça da Rainha. Ataca agora a OK Liga no play-off.