Porto volta a mandar no Dragão e força 'negra'

Na regra de vitórias em casa, o Porto venceu o Benfica por 5-2 no quarto jogo das meias-finais e força a 'negra', a disputar no próximo domingo. Para as águias, não houve duas derrotas sem três nas deslocações ao Dragão Arena esta época.

Porto volta a mandar no Dragão e força 'negra'

Quarto jogo, quarta vitória caseira. O Porto repetiu o triunfo do segundo jogo no Dragão Arena por 5-2 e no próximo domingo haverá "negra", jogo decisivo, no Pavilhão Fidelidade.

Num jogo que tinha forçosamente de ganhar, o Porto adiantou-se cedo, logo aos dois minutos, com Ezequiel Mena a servir Carlo Di Benedetto ao segundo poste, a meia altura, para conclusão de primeira do gaulês que esta quarta-feira completou 27 anos.

O Benfica pegou no jogo, com mais tempo de posse de bola. As oportunidades de golo rareavam, mas tantas vezes os encarnados rondavam a baliza de Xavi Malián que, aos 13 minutos, Nil Roca, numa conexão bem ensaiada em Barcelona, assistiu Pablo Álvarez para o 1-1.

O jogo partiu mais, ainda com mais posse de bola das águias, mas com os dragões a rematarem com mais perigo, mormente de meia distância. Num desses remates, a oito minutos do descanso, Rafa fazia o 2-1 na recarga.

Tinha de continuar o Benfica, que garantia o lugar na final em caso de vitória, a assumir o jogo, mas a dois minutos do intervalo, Lucas Ordoñez viu o segundo azul, por enganchamento a Gonçalo Alves, e o goleador azul-e-branco fez o 3-1 com que se chegou ao intervalo. Nem a mudança de equipamento neste jogo, para o secundário amarelo, ia valendo à equipa de Nuno Resende.

No arranque da segunda parte, Rafa, que vira um primeiro azul pouco depois do seu golo na primeira parte, num "embrulhanço" com Lucas Ordoñez (que também valeu azul ao argentino), voltava a ser "vítima" da justiça salomónica, vendo agora segundo azul com Carlos Nicolia.

O jogo prosseguiu e, aos dois minutos, a 10ª falta encarnada numa simulação de Roberto Di Benedetto, levava Gonçalo Alves novamente para a marca de livre directo. Ganhou desta vez o capitão Pedro Henriques, mantendo a sua equipa no jogo e com ambição reforçada quando o outro Gonçalo [Pinto] em pista reduziu para 3-2.

No entanto, a regra das vitórias em casa não teria excepção. O Porto voltava a adiantar-se pouco depois, por Telmo Pinto, e faria uma excelente gestão da partida. Determinante seria a "parada" de Xavi Malián no livre directo de Pablo Álvarez, da 10ª falta azul-e-branca, a nove minutos do fim, valendo a tranquilidade de dois golos de vantagem com o tempo a escoar.

Na necessária pressão, o Benfica caminhava para a 15ª falta, mas um azul a Roberto Di Benedetto precipitaria o livre directo que se avistava. Com três minutos para jogar, marcaria o início do fim. Carlo não marcou à primeira, mas foi feliz na recarga, vendo Pedro Henriques empurrar inadvertidamente a bola para o fundo da sua baliza, para o 5-2.

Na sequência, o guardião do Benfica veria o azul ao atingir o atacante gaulês do Porto e, na passagem pelo banco encarnado para a cadeira de suspensão, seria atingido por um adepto. Poderá questionar-se a intensidade da "agressão", mas poderia ser facilmente evitável se fosse cumprida - e será difícil entender como vai sendo incumprida ano após ano - a regulamentar protecção dos bancos de suplentes.

O episódio gerou um burburinho e pouco Hóquei em Patins houve depois disso. Ficará, espera-se, para domingo, a partir das 15h, no Pavilhão Fidelidade.

Meias-finais - Jogo 1

Benfica 5-0 Porto • 20.Mai

Sporting 6-5 Óquei de Barcelos • 20.Mai

Meias-finais - Jogo 2

Porto 5-2 Benfica • 24.Mai

• Óquei de Barcelos 2-3 Sporting (2-2, 0-1 prol) • 24.Mai

Meias-finais - Jogo 3

Benfica 7-3 Porto • 28.Mai

Sporting 8-4 Óquei de Barcelos • 28.Mai

Meias-finais - Jogo 4

Porto 5-2 Benfica • 1.Jun

Meias-finais - Jogo 5

• Benfica vs. Porto • 4.Jun, 15h

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Portugal, Itália e França na GoldenCAT

Portugal, Itália e França na GoldenCAT

Portugal, Itália e França disputarão, com as selecções da Catalunha, a GoldenCat em Sant Hipólit de Voltregà. O torneio, agora reconhecido pela World Skate, servirá também de preparação para os Europeus feminino e masculino.