Lei das mais fortes

Em estreia na presente edição da prova, a Stuart foi derrotada por 7-0 em Palau-solità i Plegamans, casa das líderes da OK Liga e vencedoras de duas das últimas três provas europeias. Roller Matera e Manlleu venceram fora.

Lei das mais fortes

De um lado, as líderes da OK Liga, mais competitivo campeonato feminino do Mundo. Bicampeãs europeias em 2021 e 2022. Várias campeãs da Europa e do Mundo pela Espanha no seu plantel. Para defrontar o Palau, a quarta classificada na Zona Sul da Prova 1 de um monopolizado campeonato português. O desfecho dificilmente poderia ser outro.

Em estreia na presente edição da Champions League Women, a Stuart deslocou-se a Palau-solità i Plegamans, pequena localidade catalã que provavelmente terá mais atletas femininas na formação que todas as equipas de Portugal juntas. É a diferença de realidades entre o feminino espanhol e o feminino português, exponenciada depois no escalão sénior.

A equipa de Tânia Freire tentou resistir e o 2-0 ao intervalo era uma justa recompensa. Bisara Aina Florenza, goleadora máxima do principal campeonato espanhol (do principal, porque lá há mais do que um...). Na etapa complementar, Anna Casarramona ampliou e Carla Fontdegloria fez o 4-0. Em superioridade numérica depois de azul a Margarida Alves, Laura Puigueta fez o quinto para as catalãs. A capitã Berta Busquets, nos derradeiros dois minutos, fixou o 7-0 final.

A derrota portuguesa em nada belisca para já as hipóteses de apuramento. Na próxima ronda, em Massamá, a Stuart recebe as suíças do Vordemwald, num duelo em que as perspectivas serão necessariamente diferentes. A três, as duas mais bem classificadas seguem para os quartos-de-final.

Nesta 2ª jornada da fase de grupos, tal como o Palau, também Roller Matera e Manlleu venceram com "chapa sete". As catalãs conseguiram-no sem sofrer golos, em Coutras, com Ona Castellvì a lograr um hat-trick. As italianas, com a catalã Berta Tarrida e a "azzura" Pamela Lapolla a marcarem três golos cada, consentiram golos de Anna Behrendt e Lea Steinmetz das germânicas do Remscheid, mas o triunfo nunca esteve em risco.

No fecho da ronda, o Benfica recebe, este domingo, a equipa catalã do Vila-Sana a partir das 12h de Portugal Continental. As águias perderam na 1ª jornada, na pista do Fraga, ao passo que o Vila-Sana, actual vice-campeão europeu, folgou.

Grupo A

Fraga 2-0 Benfica • 11.Nov

• Benfica vs. Vila-Sana • 14.Jan, 12h

• Vila-Sana vs. Fraga • 27.Jan, 19h

• Fraga vs. Vila-Sana • 10.Fev, 19h30

• Vila-Sana vs. Benfica • 24.Fev, 19h

• Benfica vs. Fraga • 9.Mar, 15h

Grupo B

Gijón 14-2 Remscheid • 11.Nov

• Remscheid 2-7 Roller Matera • 13.Jan

• Roller Matera vs. Gijón • 27.Jan, 19h30

• Gijón vs. Roller Matera • 10.Fev, 19h15

• Roller Matera vs. Remscheid • 24.Fev, 19h30

• Remscheid vs. Gijón • 9.Mar, 16h

Grupo C

Coruña 4-2 Coutras • 11.Nov

• Coutras 0-7 Manlleu • 13.Jan

• Manlleu vs. Coruña • 27.Jan, 17h

• Coruña vs. Manlleu • 10.Fev, 17h

• Manlleu vs. Coutras • 24.Fev, 17h

• Coutras vs. Coruña • 9.Mar

Grupo D

• Vordemwald 0-4 Palau • 11.Nov

Palau 7-0 Stuart • 13.Jan

• Stuart vs. Vordemwald • 27.Jan, 19h30

• Vordemwald vs. Stuart • 10.Fev, 18h

• Stuart vs. Palau • 24.Fev, 19h30

• Palau vs. Vordemwald • 9.Mar, 20h

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Bem-vindo de volta, Matí!

Bem-vindo de volta, Matí!

429 dias depois, Matias Pascual está de regresso às pistas. No processo de recuperação da arrepiante dupla fractura de tíbia e perónio no Mundial de 2022, o internacional argentino foi a jogo pela equipa 'B' do Barcelona.

Académica de Espinho e Parede tombam gigantes

Académica de Espinho e Parede tombam gigantes

Académica de Espinho e Parede foram protagonistas maiores nos jogos deste sábado da Taça de Portugal, afastando os primodivisionários Murches e Carvalhos. Das equipas de Champions em prova, só jogou o Benfica, que venceu no Entroncamento.