Benfica resolve cedo n'Aldeia

Com três golos em pouco mais de dois minutos contados, o Benfica arrumou cedo a questão do vencedor na visita a Turquel e, com a quarta vitória consecutiva, mantém-se na perseguição ao trio da frente. Está agora a cinco pontos do topo.

Benfica resolve cedo n'Aldeia

O Benfica venceu em Turquel por 1-5, num triunfo que se começou a desenhar cedo. Os encarnados, possivelmente depois de terem testemunhado, horas antes, a “correria” do Sporting para a reviravolta, já venciam por três golos com pouco mais de dois minutos jogados.

Logo no primeiro ataque, o “killer” foi letal. Logo após Pablo Álvarez ter inaugurado o marcador, Nil Roca, de meia distancia, complicava ainda mais às contas a Guillem Pérez, seu seleccionador nos Sub-20 da selecção espanhola. E Pablito bisaria para o 0-3.

Pablo Álvarez, o “killer”, marcou dois dos três golos do Benfica nos instantes iniciais, comprometendo desde cedo as aspirações do Turquel.
Pablo Álvarez, o “killer”, marcou dois dos três golos do Benfica nos instantes iniciais, comprometendo desde cedo as aspirações do Turquel.

Era um início de jogo muito ingrato para Diogo Almeida, guarda-redes que representou as águias na temporada de 2016/17, como “segundo” de Guillem Trabal, e já está em Turquel desde 2018.

Entre um natural “levantar de pé” das águias e o maior acerto nas marcações dos jogadores da casa (que, para não variar, encheu), o jogo ficou mais equilibrado, com Nanu Castro e Salvador André a conseguirem várias vezes desequilibrar uma primeira linha encarnada, mas raramente colocando Pedro Henriques em apuros.

Salvador André destacou-se como um dos mais inconformados, mas não teve sucesso na busca do golo.
Salvador André destacou-se como um dos mais inconformados, mas não teve sucesso na busca do golo.

A cinco minutos do intervalo, Nil Roca recuperou na sua meia pista, arrancou pela direita e rematou cruzado para um 0-4 que dava ainda maior tranquilidade. E, praticamente, a certeza da vitória das águias.

Após o descanso, Daniel Passos reduziu cedo para 1-4 e Nil Roca até desperdiçou (duas vezes) uma grande penalidade sobre Roberto Di Benedetto, mas a equipa de Nuno Resende não permitiu grandes veleidades ao seu adversário num duelo que até era entre as únicas duas equipas que contavam por vitórias as duas últimas jornadas.

Nil Roca, com o seu segundo golo no jogo, selou a vantagem encarnada de quatro golos ao intervalo.
Nil Roca, com o seu segundo golo no jogo, selou a vantagem encarnada de quatro golos ao intervalo.

O Benfica geriu e, a nove minutos do final, chegava ao 1-5 que seria final, numa grande penalidade convertida por Zé Miranda, sendo que Carlos Nicolía, o habitual cobrador de grandes penalidades (e também livres directos), não foi a jogo nesta etapa complementar, com algumas queixas físicas, mas também porque a partida estava controlada.

O Turquel, como os seus adeptos, nunca baixou os braços, mas a frustração por um jogo que praticamente ficou perdido no primeiro par de minutos era notória. A um minuto do derradeiro apito, os Brutos dos Queixos chegavam à 10ª falta, com Vasco Luís a ver o azul por protestos.

Daniel Passos reduziu no início da segunda parte, mas o seu golo seria o único consentido por Pedro Henriques.
Daniel Passos reduziu no início da segunda parte, mas o seu golo seria o único consentido por Pedro Henriques.

Zé Miranda avançou para o livre directo (ao som de “Deixa-me rir”, de Jorge Palma), mas, com o ruído que vinha das bancadas, ficou a queixar-se de não ter ouvido o apito. Rematou como pôde e o resultado não se alterou.

Chamado a uma grande penalidade e um livre directo na poupança de Nicolía, Zé Miranda marcou na oportunidade de castigo máximo, fechando as contas a nove minutos do fim.
Chamado a uma grande penalidade e um livre directo na poupança de Nicolía, Zé Miranda marcou na oportunidade de castigo máximo, fechando as contas a nove minutos do fim.

O Benfica soma a quarta vitória consecutiva para o Campeonato Placard e reduz para cinco pontos a diferença para o topo da classificação, agora bipartida por Oliveirense e Porto. O Sporting, no 3º lugar, está quatro pontos à frente das águias que, esta quinta-feira, jogam em Barcelos para a Champions League e domingo têm compromisso no Pico para a Taça de Portugal.

AMGRoller Compozito

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Sporting só chegou ao intervalo, mas ainda a tempo

Sporting só chegou ao intervalo, mas ainda a tempo

A perder por quatro golos sem resposta ao intervalo, o Sporting ainda 'chegou' a tempo de virar o marcador, vencendo em Murches por 5-8. Os leões estão agora a um ponto da liderança a dois, de Oliveirense e Porto.

Argentina vence no Pan-Americano

Argentina vence no Pan-Americano

A Argentina reclamou o título pan-americano em todas as competições qualificatórias para os Mundias: seniores femininos e masculinos e Sub-19 masculinos. Nos Sub-19 femininos, o Chile, vice-campeão nas outras provas, ergueu o troféu.