Notícia

Sporting vence dérbi e aproxima-se da Liga Europeia

Jan 25, 2016

O Sporting venceu este sábado o Paço de Arcos por 2-5 e aproximou-se do quarteto da frente.

Jogando antes das equipas que estavam à sua frente, os leões perseguiam a sexta vitória consecutiva, quarta para o campeonato.

A tarefa não se adivinhava fácil para os pupilos de Nuno Lopes, com um histórico dérbi em Paço de Arcos onde, por exemplo, o FC Porto não passara.

Num dérbi com história, Ricardo Pereira foi um dos três campeões do Mundo de 2003 presentes; Luís Viana e Ricardo Figueira, que não jogou, foram os outros

O Sporting entrou forte e a mostrar debilidades numa defensiva que costuma ser mais assertiva. Diogo Alves adiou enquanto pôde mas, aos 10 minutos, Luís Viana abriu o marcador.

Em Paço de Arcos estiveram em confronto possivelmente os dois melhores guarda-redes portugueses das suas gerações, Ângelo Girão e Diogo Alves.

O Paço de Arcos tentou reagir mas esta primeira parte esteve longe do nível que a equipa da Linha já exibiu esta época, em particular nos jogos perante o seu público. A sete minutos do intervalo, André Centeno – que jogou 14 anos com a camisola do seu adversário deste sábado – ampliou para 0-2, resultado com que se chegaria ao intervalo.

Centeno marcou ao clube que o viu crescer

Na etapa complementar, os leões voltaram a entrar melhor. Com pouco mais de minuto e meio cumprido, dispuseram de uma grande penalidade e Luís Viana não perdoou. Três minutos depois, novamente chamado à marca de grande penalidade, “Zorro” não deixou a sua marca mas, no seguimento do lance, voltou a bater Hugo Garcia – chamado a render Diogo Alves nas bolas paradas – e praticamente sentenciou a partida com o seu “hat-trick” e o 0-4 para a equipa leonina.

Luís Viana apontou três golos

Os visitados não baixaram os braços e foram atrás do resultado. Com os jogadores do Sporting a mostrarem alguma descompressão pela diferença no marcador, o Paço de Arcos dispôs de diversas oportunidades, quase sempre paradas por Ângelo Girão, a protagonizar uma grande recta final de partida. João Beja e Tiago Gouveia conseguiram bater o guarda-redes leonino mas nem haveria tempo, nem Girão permitiria mais golos. Pelo meio dos golos da equipa da casa, Daniel Oliveira (“Poka”), faria o quinto, dilatando a “margem de segurança” no resultado para os leões gerirem.

João Beja reduziu para 1-4... mas Girão pouco mais permitiu

No final da partida, Paulo Garrido foi muito critico com a arbitragem que, segundo o técnico, tem prejudicado a sua equipa nos jogos em casa e que, neste jogo em particular, não poderia permitir que o Paço de Arcos alcançasse o Sporting na classificação.

Nuno Lopes valorizou uma vitória num terreno difícil e sublinhou o crescimento da sua equipa, a que seria necessário dar tempo. Para o técnico, talvez esse crescimento, esteja agora consolidado.

Com esta vitória o Sporting aproxima-se do quarto lugar, agora nas mãos da Oliveirense. Os leões estão a quatro pontos dos lugares de classificação para a Liga Europeia.

O Paço de Arcos fica a seis pontos do Sporting, com Valongo e Juventude de Viana pelo meio. A protagonizar um campeonato tranquilo, assente nos pontos conquistados em casa, a equipa da Linha está a dois pontos dos vianenses – que têm menos um jogo – e quatro acima do Turquel.

Jogos relacionados

CD Paço de Arcos
2 : 5
23 Jan 18h00
Sporting CP

Provas relacionadas

Campeonato Nacional da I Divisão - Campeonato
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade