Vídeos

De pai para filho

May 06, 2016

Há 29 anos a separar Luís de José Querido. E 21 anos a separar a conquista da Taça CERS por cada um deles.

Quando, em 1995, o Óquei de Barcelos conquistou a sua primeira Taça CERS, o pequeno Luís tinha apenas quatro anos, demasiado novo para guardar recordações. Mas no seu imaginário, construído escada acima, escada abaixo do Municipal de Barcelos na irrequietude da sua juventude, estão outras conquistas, como o campeonato nacional de 2001. E o outrora pequeno Luís cresceu (muito...). Esteve no Liceo, no Barcelona, em Porto Santo e em Almeirim. E voltou a casa, em 2012. Aos 25 anos é o capitão de um Barcelos com muito futuro,

O pai, José, agora com 54 anos, treinador dos tempos aúreos dos barcelenses, não conseguia esconder a emoção por uma vitória internacional que, desta feita, e pela primeira vez, teve o seu cunho de forma diferente. Não estava no banco, estava na bancada. E o seu filho , Luís, não estava na bancada, estava em rinque. E marcou por três vezes.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade