Notícia

Aperitivo deixou Benfica na frente do Regional

Jan 07, 2017

Na Luz joga-se este sábado um Clássico entre Benfica e Porto, para um "banquete" de Hóquei em Patins rodeado de muita expectativa. Mas esta sexta-feira houve um dérbi servido de "entrada"...

Na penúltima jornada da fase decisiva do Campeonato Regional de Sub-20, os juniores de Benfica e Sporting defrontaram-se na casa das águias para um encontro que poderia dar já o título aos leões, em caso de vitória.

Entre os treinadores, nenhum começou a época na função. Nuno Lopes era responsável da equipa em que João Baltazar era treinador, enquanto Hugo Lourenço era adjunto de Jorge Godinho, que em Dezembro assumiu funções na equipa principal do Paço de Arcos.

E o Sporting não demorou a pôr uma mão no título que antecede o início do Campeonato Nacional. Aos três minutos, Tomás Moreira disparou forte de meia distância batendo Daniel Machial para o tento inaugural.

Sporting festejou primeiro

O cartaz do jogo, de muitas cautelas de ambos os lados durante grande parte do encontro, contou com a maioria dos recém-coroados campeões europeus de Sub-20 em Pully. De encarnado alinharam Gonçalo Pinto e Pedro Batista, que juntaram o ouro europeu ao ouro mundial de 2015, enquanto de verde-e-branco estiveram Gonçalo Conceição, Tomás Moreira, Rafael Lourenço e Diogo Brandão (este último não utilizado), todos campeões às ordens de Luís Duarte, que assistiu à partida. Entre os ilustres espectadores, destaque também para o treinador Pedro Nunes e os jogadores Miguel Rocha e João Sardo, que na tarde deste sábado assumirão protagonismo maior na partida da I Divisão frente ao Porto.

Gonçalo Conceição, que no defeso trocou o Benfica pelo Sporting, é um dos campeões europeus de Pully

De regresso ao jogo, o empate que espelhava o equilíbrio da contenda, chegaria à passagem dos 10 minutos, com Gonçalo Pinto a arrancar de perto da sua baliza para servir Filipe Fernandes no coração da área. Do lance, o Benfica perderia durante alguns minutos o contributo de Pedro Batista, a abrir a cabeça depois de choque com Tomás Moreira.

Mais emoções estavam prometidas para a etapa complementar.

Pedro Batista abriu a cabeça no lance do empate, mas regressaria

Com o capitão Gonçalo Pinto e Pedro Batista a pautarem o jogo, as águias - a precisarem de vencer para assumirem a liderança do Regional da Associação de Patinagem de Lisboa - entraram melhor e adiantaram-se, com Pinto a desfeitear Marcelo Araújo.

De capitão para capitão, Tomás Moreira assumiu o jogo leonino na tentativa de anular a desvantagem adversária. Aos 11 minutos, foi premiado com uma grande penalidade - por falta de Frederico Neves, outro campeão europeu, mas de Sub-17 em 2015 - e não desperdiçou a oportunidade de bisar.

Tomás Moreira apontou os dois tentos leoninos

Daniel Machial, guarda-redes encarnado, repetia para os seus companheiros que ainda faltava muito tempo, e a paciência encarnada acabaria por dar frutos. Já nos cinco derradeiros minutos, Miguel Sardinha cometeu a 10ª falta leonina e deu a oportunidade a Gonçalo Pinto também de bisar. E o capitão das águias, especialista neste tipo de lances, foi primoroso e colocou a sua equipa na frente. Do jogo e do Regional.

Gonçalo Pinto bisa para a vantagem que perduraria até final

Depois de uma interrupção para recompor a tabela dos festejos de Pinto, o Sporting, melhor ataque da prova, foi para a frente com tudo para tentar ultrapassar a melhor defesa, com sucessivos remates ora de Tomás Moreira, ora de Gonçalo Conceição. Mas Machial marcou posição com uma defesa em voo a dar confiança para o (pouco) que faltava jogar, segurando a vantagem até final. Até porque a tarefa encarnada ficou facilitada com um azul a Tomás Moreira, a dois minutos do derradeiro apito. Desta feita, Marcelo Araújo não permitiu que o "bailado" de Gonçalo Pinto acabasse em golo mas os encarnados ficaram com mais um jogador até final.

Benfica adiantou-se na luta pelo título regional

No Benfica, Hugo Lourenço alinhou com Daniel Machial (gr), Frederico Neves, Pedro Batista, Filipe Fernandes (1 golo) e Gonçalo Pinto (2), tendo ainda entrado Xavier Duro e Diogo Neves. Nuno Lopes lançou de início Marcelo Araújo (gr), Manuel Coimbra, Miguel Sardinha, Gonçalo Conceição e Tomás Moreira (2 golos), chamando do banco Rafael Lourenço, José Costa e António Estrela.

Com esta vitória, o Benfica saltou para a frente da classificação com 11 pontos, mais um do que o Sporting. Na derradeira jornada, agendada para 15 de Janeiro, o Benfica recebe (em principio, em Murches) o Oeiras a depender só de si para ser campeão, enquanto o Sporting defronta o Alverca na condição de visitante, na casa que é dos dois emblemas, na esperança de um deslize alheio...

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade