Notícia

Goleada de Portugal destoou

Apr 12, 2017

A 67ª edição da Taça das Nações arrancou com vitórias de França, Argentina, Portugal e Espanha.

No jogo inaugural da prova, Itália e França mediram forças num duelo que nos últimos anos tem sido pautado pelo equilibrio, seja qual for o escalão em que "azzuros" e "bleus" se defrontam. Mas, no final, a vitória tem caído para o lado transalpino.

No entanto, desta feita não foi assim. A selecção orientada por Fabien Savreux chegou ao intervalo a vencer por 1-3 e na etapa complementar conseguiu segurar a vantagem, apesar dos italianos terem reduzido para o 3-4 - que seria final - ainda com mais de sete minutos para jogar.

França e Argentina venceram pela margem mínima e pelo mesmo resultado: 3-4.

No segundo jogo do dia, na outra partida do grupo B, os campeões do Mundo sofreram para levar de vencida o anfitrião Montreux. Talvez com os argentinos num papel de bom convidado, talvez por displicência, mas sem dúvida com muito mérito da equipa orientada por Mateo de Ramón.

O Montreux chegou ao intervalo a vencer com um golo de Marc Armero e voltaria a adiantar-se já na segunda parte pelo português Tiago Sousa - de grande penalidade - depois de Matias Pascual ter empatado. A primeira vantagem argentina surgiria apenas a seis minutos do final, mas ainda não de forma definitiva. Depois do portista Reinaldo Garcia fazer o 2-2 e de Pascual bisou para a reviravolta, Xavier Terns voltou a marcar para um quase escandoloso 3-3 a quatro minutos do fim. Valeu Lucas Ordoñez, a garantir os três pontos já com menos de minuto e meio para jogar.

Portugal goleia no grupo A

O jogo de Portugal com o Chile foi bem distinto dos dois primeiros, com uma goleada . Avisados, os pupilos de Luís Sénica não facilitaram. Gonçalo Alves inaugurou aos três minutos e Hélder Nunes ampliou aos cinco, no construir de uma vantagem que aos 14 minutos era já de meia dúzia. Até ao intervalo, Portugal marcou por mais uma vez, fixando um 7-0 que permitiria descansar na segunda parte. Os portugueses chegariam aos nove golos - com João Souto, Gonçalo Alves e João Rodrigues a bisarem e Rafa, Luís Querido e Hélder Nunes a apontarem um tento cada - enquanto o Chile não conseguiria mais do que um tento de honra, por Nicolás Carmona.

A vitória por 9-1 de Portugal destoou numa jornada de jogos equilibrados.

A fechar o dia, Espanha e Angola reeditaram um duelo que deu que falar no Campeonato do Mundo de 2015, terminando com um empate a um e seguindo para um polémico prolongamento. Em Montreux, a Espanha marcou cedo, com Edu Lamas a abrir a contagem aos dois minutos. A equipa orientada por Quim Pauls voltaria a marcar perto do intervalo, mas Angola não baixou os braços. Pouco depois do reatamento, Nery reduziu para 2-1, mantendo a discussão do vencedor viva. No entanto, a mais-valia dos vice-campeões do Mundo prevaleceria. Cristian Rodriguez fez o 3-1 e, a três minutos e meio do fim, Pau Bargalló bisou e matou o jogo com o 4-1 que seria final.

Provas relacionadas

Taça das Nações - Fase de grupos
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade