Notícia

Tiro de ouro de Barreiros coloca Oliveirense na final

May 13, 2017

A Oliveirense venceu o Barcelona por 0-1, com um golo de ouro de Ricardo Barreiros, já na segunda parte do prolongamento, apurando-se para a final da Liga Europeia pelo segundo ano consecutivo.

É uma nova oportunidade para a Oliveirense fazer história. Depois da final perdida em Lisboa em 2016, a equipa de Oliveira de Azeméis tenta novamente em Lleida conquistar pela primeira vez no seu historial a mais importante competição de clubes. Falta um passo...

Jordi Bargalló reviveu inúmeros duelos com o Barcelona, e com Panadero

A meia-final com o Barcelona, recém-coroado tetracampeão espanhol, foi de cautelas de parte a parte. Respeito pelo adversário. Receio pelo piso. Num jogo de poucas faltas - nenhuma equipa chegou às 10 apesar dos mais de 55 minutos jogados -, esteve mais perto do golo a Oliveirense numa primeira fase do encontro, mas o Barcelona seria mais perigoso na etapa complementar.

Xevi Puigbi, atento

Puigbi e Sergi Fernandez foram sempre melhores que os adversários. Seguraram o atípico nulo no marcador até ao intervalo e depois até ao final do tempo regulamentar. No prolongamento de uma partida em que a forma como as equipas encaixaram fazia inveja ao parquet do piso, tudo parecia apontar para as grandes penalidades. Sem casos, sem azuis, sem bolas paradas...

Lucas Ordoñez foi dos mais inconformados com a teimosia do nulo

Mas o capitão da Oliveirense fartou-se de tanta cerimónia. Se não tivesse havido avião, certamente o triatleta Ricardo Barreiros teria corrido, nadado e pedalado até Lleida. E se mais ninguém "queria" marcar, assumiu, tinha a segunda parte do prolongamento começado há 40 segundos, um remate para o golo de ouro a surpreender Sergi Fernandez, que terminaria em lágrimas já na bancada.

Festejou a Charanga - talvez uma centena, incansáveis no apoio à Oliveirense -, lamentaram os Sang Culé.

Na final deste domingo, a Oliveirense irá defrontar o Reus de Albert Casanovas, que há um ano jogou a final de Lisboa pela equipa orientada por Tó Neves. Albert chegou à Oliveirense em 2014, com o guarda-redes Xevi Puigbi no dealbar de uma nova era de forte investimento. O ano passado Tó Neves para assumir o comando técnico, e com ele chegaram Pedro Moreira e Ricardo Barreiros do Porto, bem como o internacional português João Souto. E este ano vieram outras estrelas: Nuno Araújo, Pablo Cancela, Jepi Selva e, quiçá a maior de todas, Jordi Bargalló.

Focado, Barreiros aponta à sua terceira conquista na Liga Europeia

Bargalló reencontrou Barreiros, depois de três anos juntos no Liceo, entre 2009 e 2012, onde a "coincidência" de, juntos, vencerem sempre uma competição europeia redundou numa Taça CERS e duas Ligas Europeias. E essa "coincidência" está agora apontada a uma quarta vez...

A tradição já não é o que era?

Jogos relacionados

FC Barcelona
0 : 1
13 Mai 17h15
UD Oliveirense

Provas relacionadas

Liga Europeia - Final Four
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade