Notícia

Portugal e Espanha na 'última dança' do Europeu

Aug 05, 2017

Espanha e Portugal têm encontro marcado em mais uma final, desta feita no Campeonato da Europa de Sub-17.

Vencedoras dos seus seus grupos na primeira fase, as duas selecções ibéricas venceram França e Itália para carimbarem o passaporte para a final.

Final está agendada para este sábado às 21h locais, 20h em Portugal continental.

Jogou primeiro a meia-final a Espanha. A França chegava de uma pesada derrota por sete golos frente a Portugal, mas esteve bem melhor do ponto de vista defensivo e complicou de sobremaneira a tarefa dos actuais campeões europeus.

Na primeira parte, apenas um golo de Martí Gabarrò mexeu com o marcador. E quando Roc Pujadas fez o segundo, aos sete minutos da segunda metade do jogo, a França reagiu de imediato, com um golo de Thibault Colin.

Foram dois minutos em que todas as contas ficaram feitas... Depois de um golo para cada lado, Roc Pujadas bisou e fixou o 3-1 com que se caminharia e chegaria ao apito final, pese ainda faltarem mais de 11 minutos.

A Espanha procurará o seu 18º título e Portugal o seu 14º.

A selecção de Ivan Sanz ficou na expectativa do que Portugal e Itália fariam na segunda meia-final. Desde logo. se os portugueses manteriam o ritual de marcar nos primeiros três minutos. E tal esteve quase a acontecer, quando Diogo Abreu dispôs de uma bola parada... mas falhou. Ou, melhor, adiou.

Abreu marcou aos seis e aos oito minutos, sem resposta transalpina. Os italianos ainda veriam José Gonçalves e João Pedro Pereira ampliarem para quatro golos a vantagem lusa antes de conseguirem bater Alejandro Edo, o que só aconteceu de bola parada. Banini e Ardit reduziram para 4-2 e relançaram o jogo, dando novo alento à equipa de Tommaso Colamaria para a segunda parte.

José Gonçalves marcou pelo quinto jogo consecutivo.

Os italianos porfiaram, mas sem sucesso. Aos três minutos e meio, o 5-2 por Diogo Abreu [na foto de capa] foi um rude golpe, mas bem fresca na memória ainda estava o recuperar de 5-1 para 5-4 frente à Espanha, na fase de grupos. Só que Portugal não permitiu. E a três minutos do fim, desferiu a derradeira machadada, com o 6-2 por José Gonçalves.

Surpresas para o quinto lugar

Depois de Israel vencer por 6-5 a Áustria na "primeira mão" da fuga ao último lugar da classificação, as eliminatórias para a disputa do quinto lugar foram emotivas... e surpreendentes.

A Alemanha, que esteve um pouco abaixo das expectativas na fase de grupos, venceu Andorra por 4-3, e a Inglaterra deixou-se surpreender nos minutos finais pela Suíça, a protagonizar um excelente campeonato, perdendo 4-5.

Germânicos e helvéticos disputarão este sábado o apetecível primeiro lugar... após os quatro primeiros.

Sabia que...

... Portugal e Espanha já ocuparam os dois lugares cimeiros do Europeu de Sub-17 em 22 ocasiões?

Com a edição deste ano, serão 23 vezes em 37 (contando a edição "0" em 1981) edições que as selecções ibéricas terminam simultaneamente no topo da tabela, sendo que, nas 22 em que o desfecho já é conhecido, a Espanha ficou 15 vezes à frente e Portugal sete.

Em qualquer das edições, esteve sempre ou Portugal ou Espanha nos dois primeiros lugares, sendo que a Itália se intrometeu no feudo ibérico em 12 ocasiões e a França em duas.

E dessas 22 vezes, apenas três aconteceram em Itália, com vantagem para os portugueses: em 2004, em Viareggio, o título foi para a Espanha e em 1999 (Vasto) e 1987 (Vercelli) foi para Portugal.

O campeonato de Vercelli marcou mesmo o início desta "dança" a dois, na sétima ocasião em que o Europeu se realizou.

Entre 1995 e 2007 foi sempre assim... 13 edições consecutivas com os dois primeiros lugares para a Península Ibérica.

Viajando até ao passado mais recente, esta é a terceira vez consecutiva que Portugal e Espanha terminarão nos dois primeiros lugares. No Luso, em 2015, ficou Portugal com o ouro (num campeonato disputado em "todos-contra-todos"), enquanto em 2016, em Mieres, foi a Espanha que "riu no fim", vencendo o jogo decisivo - e o campeonato - em "golo de ouro", depois de um empate a quatro no tempo regulamentar.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade