Notícia

Paço de Arcos fintou destino na luta da manutenção

Feb 09, 2018

Longe dos destaques dos jornais, das transmissões televisivas e das polémicas, há uma luta tão ou mais emotiva do que que irá definir o novo campeão nacional.

Na segunda metade da tabela, numa guerra pautada por mais derrotas do que vitórias, luta-se pela fuga aos últimos três lugares que condenarão três equipas à descida de divisão. Nessa luta, a 15ª jornada teve um claro vencedor: o Paço de Arcos.

Gonçalo Nunes apontou três golos e soma 23 no Campeonato, apenas menos um que o melhor marcador, Gonçalo Alves

A equipa da Linha foi a única equipa das sete entre o oitavo e o 14º (e último lugar) a pontuar. E logo com uma vitória.

O Paço de Arcos (11º) recebeu o Turquel (10º), que na primeira volta vencera na Aldeia do Hóquei por claros 8-3. Mas, desta feita, a história foi bem diferente.

A equipa orientada por Luís Duarte adiantou-se cedo e, apesar de André Moreira - que terminou a formação em Paço de Arcos - ter restabelecido a igualdade pouco depois, os suspeitos do costume consolidaram uma confortável vantagem de 4-1 ao intervalo: o inevitável Gonçalo Nunes marcou três golos e o capitão André Centeno um.

O ainda júnior Tiago Mateus relançou a discussão com o 4-2 aos cinco minutos da segunda parte

Sem conseguir voltar a bater Diogo Rodrigues, que entrara para o lugar do "azulado" Diogo Almeida, Jorge Godinho foi ao "fundo" do banco para surpreender a sua ex-equipa. Tiago Mateus reduziu para 4-2 aos cinco minutos da segunda parte e João Silva ("Janeka") fez o terceiro dos turquelenses a seis minutos do fim. Mas já Rui Pereira marcara pouco antes o quinto dos anfitriões, cavando um fosse que o Turquel não conseguiu superar.

Diogo Rodrigues entrou aos seis minutos depois de azul a Diogo Almeida e protagonizou uma excelente exibição

O Paço de Arcos conseguiu a sua terceira vitória na prova - só vencera Valença e Infante - e descolou dos indesejados lugares de despromoção, ocupados por Braga, Infante Sagres e Grândola, as três equipas que subiram à I Divisão esta época, a fazerem jus ao "sobe-e-desce" que é regra, apesar de algumas excepções.

Com Taça de Portugal neste fim-de-semana carnavalesco para desanuviar da pressão do Nacional, o Campeonato regressa dia 17, com o jogo entre os dois últimos, Grândola (única equipa que ainda não venceu) e Infante, e entre Valença (9º) e Paço de Arcos (11º), agora separados na tabela classificativa por três pontos e que já este fim-de-semana também se encontram para a Taça. Para o Paço de Arcos serão cerca de 1760km na estrada em sete dias.

João Silva significou imprevisibilidade no ataque do Turquel, mas o Paço de Arcos segurou a vantagem

Ainda na luta da segunda metade da tabela, Tomar, Turquel e Braga jogam na quarta-feira seguinte, dia 21, por força da participação nas competições europeias. Tomar e Turquel jogam para a Taça CERS e recebem depois Sporting e Benfica, enquanto o Braga receberá a Oliveirense que antes joga para a Liga Europeia. Por Tomar e Turquel passa a luta pelo título, enquanto na Cidade dos Arcebispos, a equipa de Oliveira de Azeméis, longe do topo da classificação, tentará vencer fora do Salvador Machado... o que não acontece desde Novembro (em Tomar).

15ª Jornada

Sporting CP 11-4 HCP Grândola

SL Benfica 11-2 A Juv. Viana

UD Oliveirense 11-2 C Infante Sagres

HC Braga 2-4 AD Valongo

FC Porto 5-0 SC Tomar

CD Paço de Arcos 5-3 HC Turquel

OC Barcelos 4-2 Valença HC

Classificação

Zona da Liga Europeia

1º SL Benfica, 41 pontos

2º Sporting CP, 40

3º FC Porto, 39

4º UD Oliveirense, 30

Zona da Taça CERS

5º AD Valongo, 28

6º OC Barcelos, 26

7º A Juv. Viana, 24

8º SC Tomar, 18

9º Valença HC, 13

Zona de manutenção

10º HC Turquel, 12

11º CD Paço de Arcos, 11

Zona de despromoção

12º HC Braga, 8

13º C Infante Sagres, 7

14º HCP Grândola, 3

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade