Antevisão

Últimos campeões espanhóis no caminho

Mar 28, 2014

Três equipas portuguesas jogam este sábado a primeira mão dos quartos-de-final da Liga Europeia. Afastada a Oliveirense na fase de grupos, cabe a Benfica, Porto e Valongo lutarem por um lugar na Final Four.

Os adversários das equipas portuguesas são nada menos que os três últimos vencedores da OK Liga, campeonato principal da dominante campeã do Mundo e da Europa, Espanha. Liceo foi campeão em 2012/13, Barcelona em 2011/12 e Réus em 2010/11.

Campeões europeus em 2012, Jordi Bargalló vai reencontrar Ricardo Barreiros, agora como adversário

O Liceo tem um confronto de vigentes campeões ibéricos. Os galegos têm este sábado das mais curtas deslocações da época, para defrontar o Porto numa eliminatória de sonho. “É este tipo de partidas que sonhamos jogar desde pequeninos”, conta-nos o capitão Jordi Bargalló. “Vai ter tudo! Grandes pavilhões, clubes históricos, grandes treinadores e muito bons jogadores”, refere com um entusiasmo próprio de um apaixonado pela modalidade.

“Respeitamos muito o Porto porque tem um enorme potencial mas vamos com vontade de fazer um grande jogo para podermos decidir a eliminatória no Riazor”, revela, desvendando um pouco da estratégia. “Sabemos que o Porto em casa pressiona muito mas a nossa intenção será, em cada um dos jogos, tentar controlar o ritmo e aproveitar as nossas virtudes”, confidencia. “Esperámos um grande espectáculo, a bem do hóquei”, conclui.

Sergi Fernandez destacou a intensidade do Valongo

O Barcelona procura o 20º triunfo na prova máxima europeia do hóquei em patins de clubes. Depois do 19º triunfo em 2010, a formação da cidade condal esteve na final há duas épocas em Lodi e caiu nas meias-finais – apenas nas grandes penalidades – na época passada. Nestes quartos-de-final, defronta o Valongo. Em declarações ao HóqueiPT, o guarda-redes Sergi Fernandes prevê dificuldades.

“Vai ser uma eliminatória difícil e equilibrada”, garante, confiando no entanto no valor da sua equipa. “Acredito que temos equipa para passar a eliminatória”, diz. “Estamos num bom momento e se fizermos as coisas bem temos muitas hipóteses de passar”, confia.

O Barcelona joga este sábado em Valongo e Sergi Fernandez frisa a importância deste jogo para o futuro na competição. “Esta primeira mão vai ser fundamental e temos de tentar arrancar um bom resultado”, frisa o guardião catalão que mostra conhecimento do adversário. “O Valongo é uma equipa jovem, com muitos bons jogadores, e vai complicar a nossa tarefa”, afirma. “A maior virtude que tem é a intensidade com que jogam e que, com a qualidade que têm, os tornam muito perigosos”, termina.

Albert Casanovas confia na sua equipa

O Réus recebe o Benfica praticamente um ano depois (na altura na fase de grupos, com vitória dos catalães por 4-3), agora com o acarinhado e ex-capitão Guillém Trabal do outro lado da barricada.

Pese defrontar o campeão europeu em título, o capitão Albert Casanovas revelou ambição. “Temos muita vontade de jogar contra o Benfica”, começa. “O ano passado jogámos contra eles e contra o Porto e aprendemos com as coisas que fizemos mal e vamos repetir as coisas que fizemos bem”, confidencia o defesa-médio ao HóqueiPT.

“O Benfica tem um plantel muito bom, com jogadores desequilibradores, mas nós, quando jogamos contra grandes equipas, crescemos e mostramos o nosso melhor”, assevera.

“Acredito que será uma eliminatória discutida até ao último minuto. Para já só pensamos em fazer um bom jogo em Réus, que deixe tudo em aberto para podermos ir a Lisboa discutir a eliminatória”, diz, culminando com uma mensagem de confiança. “Confio na minha equipa a 100%”, assegura.

Na Final Four, o vencedor da eliminatória entre Benfica e Réus defrontará o “sobrevivente” do Valongo – Barcelona, enquanto do Porto – Liceo sairá o adversário de Valdagno ou Vendrell.

Provas relacionadas

Liga Europeia - Quartos-de-final
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade