Notícia

Pedro Nunes arranca para Albergaria com confiança

Sep 27, 2014

À partida para Albergaria-a-Velha, onde este sábado se disputa a Supertaça António Livramento, Pedro Nunes esteve à conversa com os jornalistas.

Sem rodeios, uma palavra traduz o estado de espirito da equipa. “Confiança”, afirmou. “Temos expectativa de começarmos a época como acabámos: a ganhar”, frisou, recordando a conquista na Taça de Portugal em Junho. “Vamos para este jogo com muita ambição e com o objectivo de vencer a Supertaça”, sublinhou taxativamente.

Esta partida será a primeira oficial de uma época exigente. Nada que atemorize o treinador dos encarnados. “Uma época no Benfica é sempre exigente, sempre com o intuito de vencer todas as provas em que estamos envolvidos”, declarou. Neste momento, o desafio é a Supertaça. “Esta é a primeira prova e esta é aquela que queremos para já vencer”, desejou.

Em relação ao ano passado entraram na equipa principal das águias Tiago Rafael e Carlos Nicolía e as rotinas ainda não estão estabelecidas. “É um processo inacabado, um processo em evolução. Melhorámos muito desde o início da época mas estamos longe de estar a 100%”, analisou. “Nem era desejável que estivéssemos”, frisou, apontando à longa época que se avizinha. Mas não justifica que o Benfica não ataque a conquista da sua oitava Supertaça. “Penso que temos argumentos suficientes, desde logo com a base do ano passado e com o contributo que os dois reforços podem dar à equipa”, explicou, refreando também algum entusiasmo excessivo. “Mas isso não faz de nós uma equipa imbatível. É uma equipa certamente mais forte, e seremos mais fortes no futuro, mas longe de sermos imbatíveis”, assegurou.

Diogo Rafael preocupa

Nos dez, Diogo Rafael, ausente de alguns jogos de preparação, é uma preocupação. “Continua limitado. Até à hora de jogo teremos sérias dúvidas em relação à sua utilização e, ainda que possa ser utilizado, nunca será a 100%. Tem um problema numa articulação de uma mão que lhe dificulta bastante a pega do stick. Evoluiu favoravelmente nos últimos tempos mas tem treinado de uma forma muito condicionada, longe daquilo que o Diogo pode fazer”, detalhou.

O adversário perdeu três jogadores mas, para Pedro Nunes, nem por isso está mais fraco. “Queria desmistificar um bocadinho a ideia que se está a criar - e vocês [comunicação social] são os principais responsáveis - que o Benfica se reforçou e então está substancialmente mais forte e até, na opinião de algumas pessoas, invencível. “O Valongo, coitados, perderam três jogadores e estão mais fracos”, ironizou. “Eu não acredito nisso. Tive oportunidade de visionar dois jogos do Valongo já esta época e, obviamente que há diferenças, mas isso não os faz menos fortes”, esclareceu. “Saíram três jogadores de inegável qualidade mas entraram outros que mantêm aquilo que é a ideia comum de jogo de uma equipa que está perfeitamente consolidada de há quatro anos a esta parte”, elucidou, deixando loas aos valonguenses. “Vamos enfrentar o campeão nacional. E, certamente, têm tantas ou mais aspirações do que nós para esta prova. O maior elogio que posso fazer ao Valongo, embora eles não o assumam, é que a qualidade da equipa é tanta que, para mim, são candidatos ao título”, concluiu.

Jogos relacionados

AD Valongo
7 : 5
27 Set 16h00
SL Benfica
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade