Notícia

Espanha campeã europeia de Sub-17

Sep 08, 2018

Foto de capa: Marzia Cattini @ WS Europe RH

A Espanha sagrou-se campeã da Europa de Sub-17, ao vencer Portugal, no derradeiro jogo da prova, por 4-5.

A precisar de vencer, a Espanha realizou uma grande primeira parte. Sempre mais forte, mais rápida sobre a bola, a desvantagem mínima com que Portugal chegou ao intervalo era até lisonjeadora.

A selecção orientada por Nuno Ferrão marcou primeiro, aos oito minutos, num auto-golo de Oriol Llenas depois de uma iniciativa individual de Lucas Santos pela direita. Mas Manel Hernandez repôs a igualdade apenas minutos e meio depois, num remate de muito, muito longe, a trair Rafael Pacheco.

Sempre por cima, a Espanha chegava à vantagem – no jogo e no campeonato – aos 12 minutos, num toque de Abel Moya, de primeira, a meia altura, após assistência de Aleix Marimon. E ameaçava dilatar, não fosse a boa exibição de Rafael Pacheco.

Novo empate chegaria… do meio campo. Um remate de Diogo Barata valeu o 2-2 - com um desvio de Rodrigo Martins - a cinco minutos do descanso que Portugal precisava, mas Alex Marimon, minuto e meio volvido, repunha uma vantagem que era merecida. E até curta.

Na segunda parte, a Espanha arrancou logo balanceada para o ataque, mas desconcentrada. Um lapso, ainda nem meio minuto estava cumprido na etapa complementar, permitiu ao capitão Diogo Barata fazer o 3-3 em contra-ataque. Logo de seguida, Moya “engachou” Gonçalo Gomes e Diogo Barata foi para a marca de livre directo. Barata não conseguiu bisar perante Guillem Torrents de livre directo, mas marcaria na superioridade numérica.

O primeiro minuto da última parte deste Europeu via Portugal virar para 4-3, obrigando a Espanha a ter de marcar dois golos para evitar o 15º título português.

Numa segunda parte mais dividida, com oportunidades junto de uma e outra baliza, Abel Moya assinou o 4-4 que alimentava a esperança espanhola, num lance em que Rafael Pacheco foi surpreendido pelo remate de pronto, quase sem ângulo. Redimir-se-ia o guarda-redes luso a negar, a seis minutos do final, o golo a Aleix Marimon, completamente isolado.

Portugal não conseguia segurar a bola longe da sua baliza, mas ia sendo eficaz defensivamente. A 47 segundos do final, Jordi Boada pediu um desconto de tempo e pôs a “carne toda” – cinco jogadores de pista – “no assador”. E a audácia mostrada ao longo de toda a partida seria recompensada a 36 segundos do final, com o 4-5 por Oriol Llenas. Portugal não arriscou o quinto jogador e não conseguiu a igualdade que seria suficiente.

A Espanha conquistou assim o seu 18º título europeu de Sub-17, contra 14 de Portugal, e reforça uma inversão nos títulos. Depois de um relativo domínio luso, a Espanha é agora campeã da Europa e do Mundo de Seniores Masculinos e Femininos e campeã da Europa de Sub-17.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade