Notícia

Portugal vence Alemanha no primeiro passo para o 'hexa'

Sep 17, 2018

Portugal deu um primeiro passo firme rumo ao “hexa”, ao estrear-se no Campeonato da Europa de Sub-20 com uma vitória sobre a Alemanha por 8-0.

Em Viana do Castelo, no seu primeiro jogo oficial à frente dos Sub-20, o seleccionador Nuno Ferrão quase que lançava em pista o mesmo cinco com que se estreou pelos Sub-17… em 2015.

Na estreia pelos Sub-17, em 2015, Nuno Ferrão vira a selecção vencer Andorra por 7-0.

Nessa primeira partida, frente a Andorra, Portugal alinhou de início com os agora repetentes Alejandro Edo, João Lima, Tomás Pereira e António Trabulo, mas, agora, Ferrão lançou Hugo Santos no lugar de Frederico Neves.

E a “novidade” (Hugo, tal como sete dos seus companheiros deste Europeu, também esteve no Luso em 2015) deu frutos cedo. O atacante que neste defeso trocou o Benfica “B” pela equipa principal do Porto, foi perigoso desde os instantes iniciais e inaugurou o marcador ainda não estavam cumpridos dois minutos.

Dos campeões do Luso, que apadrinharam a estreia de Nuno Ferrão à frente de uma selecção, então de Sub-17, só faltam Joaquim Grilo e Xavier Pinho.

Portugal era rápido com a bola, mas a Alemanha, muito física, estava concentrada e tapava bem os caminhos para a baliza à guarda de Marvin Mensah. A espaços, esboçava ataques rápidos, e tal ser-lhe-ia fatal.

A seis minutos e meio do intervalo, com João Maló e Gonçalo Neto – os dois únicos que não estiveram na tal conquista do Luso – em pista, o primeiro saiu rápido pela direita e rematou cruzado para o fundo das redes. E, quatro minutos depois, quando Portugal consentia mais posse de bola aos germânicos, chamando-os a subir na pista, um passe mal calculado permitiu a saída rápida, com Tomás Pereira a finalizar para o 3-0.

A Alemanha deixou boa imagem, mas foi penalizada pela eficácia de Hugo Santos nos minutos finais.

Na etapa complementar, a Alemanha continuo a dar boa conta de si, mas, aos sete minutos, seria triplamente penalizada. Mensah cometeu falta para grande penalidade, viu o azul, e a equipa sofreu o 4-0, com o capitão português Tomás Pereira a bater o suplente germânico Leon Brandt.

Sem baixar os braços e com muita disponibilidade física, a Alemanha não deixava de procurar o golo. Aos 12 minutos, esteve muito perto.

Max Thiel, capitão alemão, ganhou um livre directo – corte com o patim de Trabulo – mas não conseguiu transformar em golo. No entanto, na sequência do livre, o atacante germânico seria travado em falta, novamente por Trabulo, que desta vez veria o azul. Só que Alexander Ober também não conseguiu bater Bernardo Mendes e a Alemanha não aproveitaria os dois minutos em superioridade numérica.

Hugo Santos apontou cinco golos e já lidera a lista de melhores marcadores. Alex Joseph, da Espanha, é segundo, com três golos apontados.

A Alemanha não marcava e acabaria por sofrer. A sete minutos e meio do fim, Maló sofreu nova falta para grande penalidade e Hugo Santos, na recarga, fez o seu habitual número de magia para o 5-0. Meio minuto depois, Hugo tirava mais um coelho da cartola para o 6-0 e, volvidos mais dois minutos e meio, apontava o 7-0 com nova habilidade. E não se iria embora sem fechar a contagem, com o quinto da sua conta pessoal e o oitavo português.

Nos outros jogos do dia, Itália e Espanha confirmaram o favoritismo, brindando Inglaterra e Suíça com goleadas.

A selecção transalpina venceu a Inglaterra de José Carlos Amaral por 10-1, com a estrela Francesco Compagno, de regresso à competição depois de um pequeno problema cardíaco que o afastou do Europeu sénior da Corunha, a assinar dois dos tentos da “azzurra”.

Pela diferença de golos, a Espanha termina a primeira jornada em primeiro, a Itália em segundo e Portugal em terceiro. Todos somam três pontos.

A Espanha, em partida arbitrada pela dupla portuguesa Ricardo Leão e Júlio Teixeira, venceu a Suíça por 12-2, com hat-trick de Alex Joseph e bis de Aleix Domenech e Pol Molas. Patrick Wittwer bisou para os helvéticos.

No segundo dia de prova, esta terça-feira, a Suíça defronta a Itália (17h), a Alemanha joga com a Espanha (19h) e Portugal a Inglaterra (21h).

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade