Notícia

Mia reforça Voltregà

Nov 12, 2018

Josep Maria Ordeig vai representar o Voltregà.

Segundo avança o catalão “El Nou”, “Mia” Ordeig, de 37 anos, vai voltar a calçar os patins como jogador do Voltregà, onde, há muitos anos, iniciou a sua carreira.

Ainda nos escalões de formação, Mia, filho de Catxo, referência e ex-seleccionador espanhol, rumou ao rival Vic, onde se estraria na equipa principal.

Mia Ordeig conquistou quatro Mundiais e quatro Europeus por La Roja.

Em 2006 rumou ao Barcelona, onde coleccionaria inúmeros títulos até 2013. Regressou a Vic. De vermelho e branco conquistou uma Taça do Rei e chegou à final da Liga Europeia como referência numa equipa em que – às ordens de Ferran Pujalte – brilhava o guarda-redes Carles Grau (Porto) e despontavam os jovens Ferran Font (Sporting) e Jordi Burgaya (ex-Oliveirense), entre outros.

Uma grave crise económica e directiva devastou o plantel do Vic no defeso de 2017, mas Mia Ordeig assumiu a vontade de continuar e ajudar o clube, não só como jogador, mas como dirigente. Em pista, foi determinante na manutenção, sendo mesmo o melhor marcador dos “vigatans” na OK Liga, a par de Borja López, com 18 golos.

Em 2018 anunciou a saída do Vic, sendo apontado a inúmeros clubes, em particular em Itália. Regressou ao Voltregà, onde começara o seu percurso, fechando o ciclo, agora como treinador de um dos escalões do histórico clube catalão. Mas, afinal, ainda não era hora do ponto final – que, de resto, Mia nunca assumiu - na carreira de jogador…

Para ajudar o Voltregà

Com uma época de 2017/18 dentro das expectativas a nível interno, o Voltregà lograria chegar à Final Four da Taça CERS, num regresso às decisões de um emblema que já inscreveu por três vezes o seu nome entre os vencedores da Liga Europeia.

No entanto, a perda do capitão Gerard Teixidó para o Breganze deixou marcas e a nova temporada não arrancou da melhor maneira. Com oito jogos realizados na OK Liga, o Voltregà é 10º, com oito pontos resultantes de duas vitórias, dois empates e quatro derrotas, tendo o pior ataque dos 13 primeiros classificados, restando o mérito de ter a sétima defesa menos batida, com 23 golos sofridos.

Nos 20 golos marcados, contam-se seis do veterano “Petxi” Armengol, cinco de Adrià Ballart e quatro do jovem Pol Manrubia, que aos 18 anos também chegou, neste defeso, do Vic.

Caso o treinador Francesc Liñares assim o entenda, Mia Ordeig poderá estrear-se na recepção ao Noia, a 20 de Novembro, em jogo a contar para a nona jornada da OK Liga.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade