Notícia

«Uma missão pela Patinagem onde cabem todos»

Nov 18, 2018

Luís Sénica apresentou publicamente este sábado a sua candidatura à Presidência da Federação de Patinagem de Portugal.

Sem adversário na corrida ao cargo, e contando com o apoio de Fernando Claro, presidente cessante, as eleições de dia 15 de Dezembro serão uma formalidade e, no final da apresentação deste sábado, Luís Sénica vincou à imprensa as suas prioridades.

“A Federação de Patinagem de Portugal tem enorme credibilidade. É para manter. E tem enorme respeito naquilo que diz respeito ao desporto em Portugal e ao desporto internacional, onde somos de vanguarda, somos topo”, frisou, sem, no entanto, se conformar com o que já foi alcançado. “Evoluir”, sublinhou.

Com o prazo para candidaturas fechado na passada quinta-feira, Luís Sénica é o único a apresentar-se como candidato à Presidência da FPP.

“Há aqui três premissas importantes. Não deixando nunca de lado a vertente desportiva, que essa estará sempre num patamar superior, temos a Organização Administrativa - que é estrutural, que é suporte -, a própria Comunicação, a que pretendemos também dar mais segurança e estabilidade, para que a nossa mensagem passe mais, e o Marketing”, enumerou. “São, estruturalmente, três áreas que pensamos serem extremamente importantes para o suporte daquilo que pretendemos”, resumiu.

Luís Sénica não deixou de relevar outros projectos e planos de acção a seguir. Mas ressalvou uma questão condicionante. “É importante percebermos que estaremos num mandato de transição. Há um plano aprovado, em Assembleia Geral, para o quadriénio 2016-2020”, recordou, procurando, ainda assim, libertar-te dessa potencial “amarra”.

“Respeitamos esse plano, mas temos as nossas ideias”, afirmou. “Vamos procurar evoluir e vamos procurar calmamente, e pacificamente, passar à prática o ‘chavão’ que aqui passámos, que é uma missão pela patinagem onde cabem todos”, conclui.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade