Notícia

Pleno de triunfos no festejo da Restauração

Dec 02, 2018

Foto de capa: UD Oliveirense / Simoldes @facebook

Em dia de celebração da Restauração da Independência, as equipas portuguesas fizeram um pleno de vitórias na terceira jornada da fase de grupos da Liga Europeia, incluindo três triunfos sobre equipas em representação da federação espanhola.

Oliveirense, Sporting e Porto “vergaram” nada menos que o campeão espanhol e detentor da Liga Europeia, o campeão italiano e o vice-campeão espanhol. O Benfica venceu em Sant Sadurni um Noia que, perante o seu publico, protagonizou o único “roubo” de pontos ao Barcelona na OK Liga.

Grupo A

Em Oliveira de Azeméis, a Oliveirense precisava de vencer o Barcelona para manter bem vivo o sonho europeu depois de uma derrota em Itália. O adversário não conhecia um dissabor na prova desde Maio de 2017, quando foi afastado da final pela… Oliveirense.

Na altura, a derrota surgiu já no prolongamento, com um golo de ouro. De facto, parecendo mentira, o Barcelona não era derrotado nos 50 minutos desde 1 de Abril desse mesmo ano de 2017, quando perdeu no Palau por 3-4 frente ao Forte na segunda mão dos quartos-de-final (vencera por 1-3 em Forte dei Marmi na primeira). Desde que Edu Castro assumiu o comando técnico, os blaugrana contavam 11 vitórias e um empate na prova.

Mas a Oliveirense deu uma prova de força. Jordi Bargalló inaugurou o marcador e Xavi Barroso fez o 2-1 com que se chegaria ao intervalo, depois de Alabart ter restabelecido a igualdade. Na etapa complementar, João Rodrigues fez o único tento luso da partida… para o Barcelona, e repôs nova igualdade. No entanto, Jordi Bargalló personificou a reacção imediata da Oliveirense para o 3-2, numa vantagem consolidada por Barroso, que chegou do Barcelona no último defeso, com o 4-2 final.

No outro jogo do grupo, o Follonica venceu em França o Quevert por 2-3 e a liderança, finda a primeira volta da fase de grupos, é agora tripartida entre catalães, portugueses e italianos.

Resultados da 3ª jornada e classificação

• Oliveirense 4-2 Barcelona

• Quevert 2-3 Follonica

Classificação

1º Barcelona (6 pontos), 2º Oliveirense (6), 3º Follonica (6), 4º Quevert (0)

Grupo B

Na Corunha, a primeira parte do jogo entre Liceo e Sporting foi como a “longa noite” de 60 anos de jugo espanhol em território português. Ao intervalo, um golo de Dava Torres valia a vantagem sobre o Sporting, mas, um pouco à semelhança do que se passara o ano passado no João Rocha, os leões viraram a história na segunda parte. Uma espécie (literal) de 1 de Dezembro, com o Riazor a servir de palco em vez do Paço da Ribeira.

Toni Perez, que ganhou reconhecimento ao serviço do Liceo, restabeleceu a igualdade, Pedro Gil bisou e Ferran Font fez o quarto golo para um 1-4 que mantém os leões isolados no grupo B, com três vitórias em outros tantos jogos, e três pontos à frente do Forte, que venceu na Alemanha o Herringen por 1-7.

Resultados da 3ª jornada e classificação

• Herringen 1-7 Forte

• Liceo 1-4 Sporting

Classificação

1º Sporting (9 pontos), 2º Forte (6), 3º Liceo (3), 4º Herringen (0)

Grupo C

O adversário impunha respeito, mas o Porto foi demolidor, não dando qualquer hipótese ao Lodi de Nuno Resende e Luís Querido. Ao intervalo, os dragões já venciam por 4-0 e, pese o maior equilíbrio na etapa complementar, venceriam por um 8-3 que garante a liderança isolada do grupo C.

Reinaldo Garcia, Hélder Nunes, Hugo Santos e Gonçalo Alves marcaram na primeira metade. No arranque da segunda, Giulio Cocco bisou frente à sua anterior equipa para um 6-0 que já não dava margem aos “gialorosso” para sonharem, e o Porto geriu o que restava do jogo. Rafa e H´lder Nunes fecharam a contagem para os azuis-e-brancos.

Em França, o Reus venceu o Saint-Omer por um apertado 1-2, somando os primeiros pontos no grupo.

Resultados da 3ª jornada e classificação

• Porto 8-3 Lodi

• Saint-Omer 1-2 Reus

Classificação

1º Porto (9 pontos), 2º Lodi (6), 3º Reus (3), 4º Saint-Omer (0)

Grupo D

Na Catalunha, o Benfica venceu o Noia por 1-2 e segurou a liderança do grupo num jogo muito complicado.

O Noia, a protagonizar uma temporada um pouco abaixo das expectativas, adiantou-se no marcador com um golo de Marc Grau – irmão do guarda-redes portista Carles Grau – aos 13 minutos, mas a resposta, por Jordi Adroher, não tardou.

O mesmo Adroher adiantou os encarnados, já na segunda parte, aos 36 minutos, mas os encarnados precisaram de sofrer até ao apito final para garantirem os três pontos.

Nos derradeiros dois minutos, podiam ter decidido o jogo nos livres directos de Ordoñez e Casanovas, mas ficaram suspensos de uma grande penalidade a 9 segundos do apito final, quando Xavi Costa enfrentou Pedro Henriques. Ganhou o guardião português e ganhou o Benfica.

Com este triunfo, o Benfica vai somando pontos num grupo para que partiu claramente favorito. Em segundo, no virar da fase de grupos, está o Monza, que venceu em Montreux, também por 1-2.

Resultados da 3ª jornada e classificação

• Montreux 1-2 Monza

• Noia 1-2 Benfica

Classificação

1º Benfica (9 pontos), 2º Monza (6), 3º Noia (3), 4º Montreux (0)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade