Notícia

As contas para 13 minutos de inferioridade

Jan 28, 2019

O Sporting esteve este sábado mais de 13 minutos com quatro jogadores em pista, 11 deles na segunda parte.

Na primeira parte, só houve verdadeiramente inferioridade durante um minuto depois do azul a Henrique Magalhães, pois Nicolia veria então também azul, deixando as duas equipas reduzidas a quatro jogadores.

No início do mais largo período de inferioridade, um cartão azul a Raul Marin e dois a Ângelo Girão, a dois minutos de suspensão por cada “azul”, dariam, em contas simples, e à luz das regras que regeram a pretérita temporada, seis minutos de inferioridade. Mas, seis minutos volvidos após os três azuis, o Sporting continuou apenas com três jogadores de pista, o que levantou questões a muita gente. Teriam os leões cometido um lapso? O lapso seria da mesa?

Não houve lapso, tal advém da última revisão de regras, que entrou em vigor em Setembro do ano passado.

Antes de mais, as equipas deixaram de ficar reduzidas em mais do que um jogador (mesmo que haja mais do que um azul). Depois, o terceiro azul, sem que as “inferioridades” dos dois primeiros tenham sido cumpridas, dá uma inferioridade de cinco minutos ao invés de dois, como descrito no ponto 4 do artigo 18, que aqui transcrevemos.

ARTIGO 18 – SANÇÃO DISCIPLINAR DAS EQUIPAS - JOGAR EM “INFERIORIDADE”

4. Cumprimento de três ou mais sanções disciplinares por parte de uma das equipas

Quando - seja em momentos diferentes ou no mesmo momento do jogo – a mesma equipa sofrer uma terceira ou mais sanções disciplinares, antes de cumpridos os dois “períodos em inferioridade” anteriores, os Árbitros Principais terão de assegurar:

4.1. O cumprimento do que está estabelecido nos pontos 1.2 e 1.3 deste Artigo.

4.2. Se o jogo puder prosseguir, a equipa dos infractores será sancionada com:

4.2.1 Um “período em inferioridade” adicional por cada uma das infracções cometidas pelos seus representantes, tendo cada um deles uma duração adicional de cinco (5) minutos, independentemente da sanção (cartão azul ou cartão vermelho) que tenha sido exibido, por cada uma das infracções em causa.

4.2.2 Cada um dos “períodos em inferioridade” adicionais dessa equipa, terá o seu início no momento (tempo de jogo) em que ocorrer o final do “período em inferioridade” que lhe é imediatamente anterior.

4.3 No final de cada um dos “períodos em inferioridade” adicionais ocorrerá (tempo de jogo) em conformidade com o estabelecido no ponto 3.1.4 deste Artigo.

Cronologia no Dérbi

Sem considerações sobre a justiça ou não de cada sanção, na génese do longo período de ‘underplay’ leonino no dérbi, esteve um azul mostrado a Raul Marin que valeria um livre directo. As contas seriam feitas assim, pelo tempo de marcador:

- 19’50: Raul Marin vê o azul, começando a contar o tempo do período de inferioridade #1 (dois minutos); Ângelo Girão vê o seu primeiro azul, que daria origem a um período de inferioridade #2 (dois minutos); Girão vê o seu segundo azul, que, por ser o terceiro averbado sem que os dois anteriores fossem cumpridos, geram um período de inferioridade #3 de cinco minutos.

- 17’50: Termina o período de inferioridade #1, começa a contar o período de inferioridade #2.

- 15’50: Termina o período de inferioridade #2, começa a contar o período de inferioridade #3 (o tal de cinco minutos ao invés de dois).

A penalização “adicional” é um absurdo quanto à gravidade das faltas. Aplicam-se cinco minutos de inferioridade quer o cartão seja azul (falta grave) ou vermelho (muito grave).

- 12’23: Ferran Font vê o azul, dando origem a um período de inferioridade #4.

- 10’50: Termina o período de inferioridade #3, começa a contar o período de inferioridade #4.

- 08’50: Termina o período de inferioridade #4, entra o quinto jogador, Pedro Gil.

- 08’46: Gonzalo Romero vê o azul, dando origem a um novo período de inferioridade #5; no entanto, a sanção disciplinar vale igualmente um livre directo para o Benfica e Ordoñez concretiza, pondo desde logo término ao período de inferioridade #5.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade