Notícia

Vercelli garante manutenção na maior vitória da temporada

Mar 12, 2019

Fotos: PhotoFortina

O Amatori Vercelli, orientado por Sérgio Silva e com os portugueses Francisco Veludo e João Silva (“Janeka”), assegurou a permanência a três jornadas do fim da fase regular da Série A1.

Beneficiando da derrota do Sandrigo na pista do Scandiano, o Vercelli “cavou” para 10 pontos a vantagem para aquela equipa, penúltima classificada, quando passam a estar só nove pontos em disputa.

E a vitória do Amatori Vercelli, este ano regressado à Série A1 após longa ausência, merece duplo destaque. À 23ª jornada, a quinta vitória – todas em casa – do Vercelli foi a mais expressiva, e logo contra o actual terceiro classificado, o Valdagno.

João Silva (“Janeka”) deu o mote com os dois primeiros golos da partida; soma 12 na Série A1

Janeka deu o mote aos 15 minutos, bisando cinco minutos volvidos. Alex Raffaelli ampliaria para 3-0 a vantagem ao intervalo depois de Dario Gimenez desperdiçar um livre directo. Num confronto entre dois recém-coroados campeões africanos das nações, Francisco Veludo levava a melhor sobre André Centeno, e o Valdagno só lograria reduzir a sete minutos do fim, por Massimo Tataranni, de livre directo.

A equipa de Franco Vanzo tentou de tudo para virar os acontecimentos, mas acabaria por deitar tudo a perder no seu balanceamento ofensivo. Mattia Milani bisou no último minuto para o 5-1 final.

Francisco Veludo, apenas dois dias depois de se sagrar campeão africano, susteve o ataque do Valdagno

Esta foi apenas a segunda vez que o Vercelli apontou cinco golos, tendo na primeira vez, à sexta jornada, tal valido a vitória sobre o Sarzana (5-2). Seguir-se-iam vitórias sobre Viareggio (4-2), Bassano (4-3) e Scandiano (3-2).

Às cinco vitórias caseiras do Amatori Vercelli, juntam-se quatro empates, também todos perante o seu público, para 19 pontos que garantem desde já a manutenção.

Aos pupilos de Sérgio Silva, que já não têm hipóteses de chegar ao playoff, resta agora defrontar o Bassano – que ainda não está a salvo - do português Diogo Neves, o lanterna-vermelha Thiene, e o Scandiano, no jogo que marcará o final desta fase regular, a 30 de Março.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade