Notícia

Clássico em destaque na corrida à Final Four da Taça

May 04, 2019

Como na última edição, os caminhos de Sporting e Porto cruzam-se na Taça de Portugal.

Há pouco mais de um ano, leões e dragões defrontaram-se nos oitavos-de-final, com a vitória a sorrir ao Porto nas grandes penalidades. Depois de um 3-3 no final do tempo regulamentar, o prolongamento terminou com um 5-5 que só não redundou em mais polémica porque o Porto viria a triunfar na “lotaria”. É que o quinto golo dos leões seria obtido depois de Paulo Freitas abdicar de Girão para lançar Vítor Hugo (que viria a marcar). A troca do guarda-redes por um jogador de pista não é permitida no prolongamento, mas tal passou em claro a todos...

De resto, este foi o único momento de alegria do Porto no João Rocha, perdendo ali (4-3) para o Campeonato na penúltima jornada da pretérita temporada – o que garantiria matematicamente o título ao Sporting – e na sétima jornada esta época, por 5-3.

Porto venceu nas grandes penalidades em Março de 2018

O Sporting procura regressar a uma Final Four da Taça de Portugal depois de ter falhado a presença nas duas últimas edições. A conquista da prova rainha escapa aos leões desde 1990, mas este Sporting tem terminado com várias malapatas.

Já o Porto, procura a quarta conquista consecutiva da Taça de Portugal, vencendo sempre desde que Guillem Cabestany assumiu o comando técnico.

O Clássico terá arbitragem de Joaquim Pinto e Miguel Guilherme. Joaquim Pinto já arbitrou esta temporada três partidas entre os “quatro candidatos”, uma delas a vitória do Sporting no João Rocha sobre o Porto para o Campeonato. Miguel Guilherme só esteve num jogo “grande”, o primeiro da temporada, quando o Porto venceu a Supertaça frente ao Sporting.

Benfica recebe “padrinho” Viana

O vencedor do Clássico terá pela frente Benfica ou Juventude de Viana. Os vianenses regressam à Luz depois de terem apadrinhado a estreia de Alejandro Dominguez no banco dos encarnados, a 12 de Janeiro, num jogo que seria paradigmático do que se viria a seguir nos jogos seguintes das águias.

O Benfica entrou forte e chegou ao intervalo a vencer por 4-1, mas esgotou fisicamente para a segunda parte. Os vianenses chegaram à diferença mínima, mas, com desacerto nas bolas paradas (marcou uma em seis em toda a partida), hipotecou a soma de pontos. O Benfica venceria por 5-3.

Benfica venceu Juventude de Viana para o Campeonato na estreia de Alejandro Dominguez no comando técnico

Quase quatro meses depois, o Benfica tem estado melhor, mas, a oito pontos de Sporting e Oliveirense com nove pontos em disputa, é já uma impossibilidade desportiva que vá além do quarto lugar. A Taça de Portugal e a Liga Europeia, em que defronta o Sporting nas meias-finais no próximo sábado, são os prémios a que pode aspirar.

O Benfica esteve presente pela última vez numa Final Four em 2016, em Ponte de Lima [perderia a final com o Porto, na primeira conquista de Cabestany], tendo garantido o acesso a essa fase da prova no ano seguinte. No entanto, em protesto, faltaria ao embate com o Porto nas meias-finais.

O último jogo da Juventude de Viana numa Final Four foi também numa final frente aos azuis-e-brancos. Os vianenses chegaram à partida decisiva da edição de 2005/06 na Mealhada, mas seriam derrotados por 7-4.

Dérbi

Se no João Rocha há Clássico, no Pavilhão dos Desportos em São João da Madeira há Dérbi.

O embate entre Sanjoanense e Oliveirense tem muita história e a última vez que as duas equipas se encontraram para a Taça de Portugal foi numa Final Four, em 2013.

Xavi Cardoso, agora na Sanjoanense, defrontou ao serviço do Benfica a Oliveirense (e marcou um golo), na Elite Cup

Há seis anos, em Barcelos, a Sanjoanense era a única equipa da II Divisão ainda em prova e, em terreno neutro, não conseguiu impedir que a Oliveirense chegasse à sua terceira final consecutiva, depois de ter vencido em 2011 e 2012. A Oliveirense perderia na final com o Porto e não mais regressaria ao fim-de-semana decisivo da prova.

O dérbi do distrito de Aveiro [os concelhos de São João da Madeira e Oliveira de Azeméis são vizinhos], já teve mais um capítulo esta temporada, mas em pré-época, com a Oliveirense a vencer a Sanjoanense por 3-4 nas meias-finais do Torneio Cinquentenário da AP Aveiro. Quem vencer este sábado, terá pela frente Riba d’Ave ou Paço de Arcos.

Riba d’Ave ou Paço de Arcos

Separados por um ponto na I Divisão, Riba d’Ave (26) e Paço de Arcos (25) ainda procuram garantir matematicamente a manutenção, mas este sábado o objectivo é outro.

A equipa minhota procura repetir a presença na Final Four, depois de em 2018 ter chegado a essa fase da prova apesar de militar no escalão secundário. Já a equipa da Linha, não está no fim-de-semana que coroa o vencedor da Taça desde o distante ano de 2001, ano em que, na Arrifana, sucumbiu ao Óquei de Barcelos nas meias-finais.

Para o treinador Luís Duarte, este percurso na Taça é já marcante, dado que nunca tinha chegado tão longe na prova

Para o Campeonato, no Parque das Tílias, o Riba d’Ave – num início de prova impressionante – venceu o Paço de Arcos à 7ª jornada por 6-1, chegando ao intervalo com uma inusitada vantagem de 5-0.

Estando já definido o alinhamento das meias-finais, falta definir o palco. O prazo para as candidaturas terminava a 19 de Abril, mas a decisão da Federação de Patinagem de Portugal ainda não foi anunciada.

Taça de Portugal 2018/19 – Quartos-de-final

Quartos-de-final, 4 de Maio

• Benfica vs Juventude de Viana • 15h30 • José Pinto e Porfírio Fernandes

• Sanjoanense vs Oliveirense • 17h30 • Rui Torres e Carlos Correia

• Riba d’Ave vs Paço de Arcos • 18h30 • Ricardo Leão e João Duarte

• Sporting vs Porto • 20h • Joaquim Pinto e Miguel Guilherme

Meias-finais, 1 de Junho

• [Benfica ou Juventude de Viana] vs [Sporting vs Porto]

• [Sanjoanense vs Oliveirense] vs [Riba d’Ave vs Paço de Arcos]

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade