Taça Latina '14

Orgulho e vontade

Apr 03, 2014

Entre os dez convocados para a Taça Latina, é unanime o sentimento de orgulho em representar a Selecção Nacional. E a vontade também é comum… vencer.

“Acho que é uma selecção que tem tudo para ganhar”, refere o guarda-redes do HC Braga, Rodolfo Sobral. “Alguns jogadores já jogaram juntos, o que ajuda á conquista da Taça”, analisa. “Jogamos em casa perante o nosso público e de certeza que vamos estar ao nosso melhor nível”, conclui aquele que é o atleta mais novo entre os convocados.

O convocado mais novo é Rodolfo Sobral. À data de início da Taça Latina terá ainda 19 anos.

Pedro Vaz é atleta mais velho chamado. Um dos jogadores habituados a vencer nas camadas jovens é Pedro Vaz. “Sinto-me obviamente muito feliz”, começa por nos dizer. “Este era um dos objectivos individuais que eu tinha para esta época e é mais um reconhecimento pelo trabalho que tenho desenvolvido ao longo dos anos”, conta. “As minhas expectativas são as de todo o grupo, que é de podermos trabalhar bem quando estivermos juntos”, deseja o defesa-médio do Turquel. Mas a vitória também está em vista. “Vamos formar um grupo forte para atacarmos o objectivo que foi delineado pela federação, pelo seleccionador e que é obrigação de qualquer selecção portuguesa de hóquei em patins, que é entrar para qualquer competição para tentar vencê-la”, termina.

Será o único com 22 anos completos presente na prova.

Para André Pimenta, este é “um sonho cumprido, acredito que realizado pelo trabalho desenvolvido no Sporting”, confidencia. “Era o objectivo individual que tinha para esta época”, revela. “As expectativas são comuns às que o seleccionador já referiu: ainda por cima em nossa casa, o caneco tem que ser nosso”, ambiciona.

Gustavo Lima vai jogar em casa. “A convocatória foi uma surpresa. Fiquei muito feliz porque foi o concretizar de um sonho”, confessa. Nesta Taça Latina, em estreia na Selecção, vai dar tudo para aproveitar a oportunidade. “Vou dar o máximo pela minha selecção, sabendo que estaremos num pavilhão maravilhoso e que vai apoiar-nos com toda a certeza”, afirma, puxando pelo “seu” público.

Gustavo Lima estreia-se pela Selecção Nacional aos 20 anos. É o único entre os eleitos que nunca tinha sido chamado.

Em destaque no Nacional da I Divisão tem estado o Valongo. A sua jovem e aguerrida equipa contribui para esta Selecção com dois jogadores, já “veteranos” nas selecções jovens. “Estou muito orgulhoso por esta chamada e é sempre uma alegria enorme representar a Selecção Nacional”, rejubila João Souto. “É um reconhecimento do trabalho que tenho feito ao longo destes três últimos anos no Valongo”, refere. “As minhas expectativas para a Taça Latina são de chegar ao título, como não poderia deixar de ser quando se representa uma selecção como a de Portugal, uma das melhores do mundo”, afirma decidido.

“Agradeço a confiança do Prof. Luís Sénica para representar Portugal”, começa por referir Telmo Pinto. “Já representei Portugal nas camadas jovens e é sempre um orgulho vestir a nossa camisola”, afirma. “Vamos certamente todos com o intuito de ganhar a Taça Latina pois somos uma Selecção que parte sempre para qualquer torneio ou campeonato com objectivo de vitória”, assegura.

Hélder Nunes, acabado de completar 20 anos, é o mais internacional entre os chamados, com 49 internacionalizações. Gonçalo Alves é o mais certeiro, com 74 golos já conseguidos de quinas ao peito.

Gonçalo Alves, goleador máximo entre os seleccionados para Viana, não esconde o orgulho que sente. “Representar a selecção é um enorme orgulho e esta convocatória não foge a regra”, conta. “É o culminar do nosso trabalho nos clubes”, diz o avançado da Oliveirense. Pela cabeça só lhe passa a vitória na prova. “As expectativas são de vitória e nem podemos ter outro pensamento”, alerta. “Vai ser difícil mas a ajuda do público e um grande espirito de grupo, porque praticamente já nos conhecemos todos, serão grande ajudas para ganhar”, assevera.

“É um orgulho poder representar a Selecção. Já o tinha feito nas camadas jovens e agora pretendo continuar a ser aposta”, revela Miguel Rocha, jogador do Benfica, também já de olhos postos no futuro. “A expectativa que temos é de vencer a competição. O próprio seleccionador já exprimiu esse desejo que também é nosso”, afirma, alinhado no sentimento comum.

A Selecção Nacional tem concentração marcada para dia 13 de Abril, em Viana do Castelo. Na preparação para a prova, que arranca a 17, destaque para um jogo-treino agendado com a Juventude de Viana para dia 15, pelas 20h.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade